WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

workshop










abril 2009
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias






:: 1/abr/2009 . 23:04

CÂMARA DE URUÇUCA DERRUBA PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DO MAGISTÉRIO

A Câmara de Vereadores de Uruçuca ofereceu um remédio amargo aos profissionais do magistério municipal. Por 5 votos a 3, os vereadores derrubaram hoje à noite o plano de cargos e salários da categoria, que estava em vigor desde agosto de 2008.

Desde janeiro, o prefeito Moacyr Leite já ignorava o plano, reduzindo salários e pagando apenas 20 horas a quem cumpre 40 horas na sala de aula. Na semana passada, os professores da rede municipal entraram em greve, num protesto contra a postura do governo.

Moacyr argumenta que o plano era inconstitucional, por ter sido aprovado em ano de eleição, e reclama do impacto dos salários na folha do município, que já ameaçaria ultrapassar o limite  prudencial de 54%.

Agora, depois de impor uma derrota aos professores no legislativo municipal, o prefeito apela à compreensão e pede que a categoria retorne às salas de aula. O Sindicato dos Professores ainda não respondeu à proposta.

PAC DO CACAU: DEPUTADO COBRA AGILIDADE DA CEPLAC E SEAGRI

O deputado federal Geraldo Simões falou das providências tomadas pelo governo federal e o legislativo para que o PAC do Cacau efetivamente deslanche, mas fez críticas pontuais às ações da Ceplac e da Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri). Na opinião do parlamentar e vice-líder do PT na Câmara Federal, as discussões fomentadas pelos dois órgãos federal e estadual têm atrasado o andamento do PAC.

– Quando eu ainda estava lá, diziam que o programa era ruim para o agricultor, mas até eu sair (da Seagri) o número de adesões chegava a mais de 70%.

O parlamentar defende que é hora de ter mais agilidade para não perder os recursos “de um programa tão bom quanto o PAC do Cacau”. Geraldo ainda desmistificou a idéia difundida pelo agronegócio de que o produtor assumiria a dívida anterior, do Programa de Revitalização da Lavoura Cacaueira.

De acordo com o deputado, trata-se de um mito, pois o financiador seria o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Além do FNE, o outro financiador (por parte do governo estadual) é o Desenbahia. “As adesões vêm desde o ano passado e a gente pode chegar em junho sem ter liberado nenhum recurso ou renegociado dívida”.

O prazo de renegociação das dívidas será encerrado em junho deste ano.

DIRETOR DA 7ª DIRES CONSIDERA GRAVE ÍNDICE DE INFESTAÇÃO

João Marcos diz que índice é "altamente grave".

João Marcos diz que índice é gravíssimo.

O diretor da Sétima Diretoria Regional de Saúde (7ª Dires/Sesab) demonstrou preocupação com o novo índice de infestação predial de dengue em Itabuna, aferido em levantamento rápido (LIRAa) realizado nos dias 25, 26 e 27 de março. João Marcos de Lima disse que o percentual de 16,8% de infestação é “altamente grave”.

Segundo ele, o município precisa reforçar as suas ações de combate à larva do mosquito. “Nós (governo do estado), intensificamos a aplicação de fumacê e caiu o número de pacientes vítimas da dengue”, exemplificou. João Marcos diz que o “trabalho de prevenção focal tem deve ser feito urgentemente” para impedir maior avanço da doença.

Para o diretor do órgão estadual da Sesab na região, ainda existem itabunenses que resistem aos trabalhos de eliminação de focos da doença nas residências, mas o governo municipal deve fazer a sua parte, “eliminando o foco em áreas como canais de macrodrenagem”.

Devido à situação de emergência, lembrou, o estado fez oito e não cinco ciclos de aplicação do fumacê em Itabuna. O trabalho será encerrado esta semana.

CONEXÃO DIRETA

ricardo-bacelar-foto-duda-lessaAlém de continuar com o Programa do Ricardo, aos sábados (9h às 10h), na Rádio Jornal, o vereador Ricardo Bacelar estreia na próxima segunda-feira (06) um programa na Difusora, o “Conexão Direta”.

A atração vai ao ar pela manhã, de segunda a sexta, em um horário a ser definido entre as 9h e as 11h.

O VEREADOR RAYMUNDO VELOSO

Duas grandes realizações do vereador Raymundo Veloso em Ilhéus são comemoradas pela comunidade de Vila Juerana: a implantação de um quebra-molas e uma caixa postal comunitária na localidade situada na zona norte.

– São ações pequenas, mas que representam grandes vantagens para comunidades que, muitas vezes, estão isoladas não só geograficamente, mas também dos olhos do poder público – ressaltou o vereador ilheense.

Tudo bem que hoje seja 1º de abril, mas Raymundo Veloso continua um deputado federal “de mentirinha”, com as mesmas ações de um vereador. Seu desempenho na Câmara Federal perdeu fôlego em 2008. Ontem, usou a tribuna da Câmara não para defender a sua cidade, Ilhéus, ou a região cacaueira, mas falar do “folclórico” deputado Clodovil Hernandes, morto há mais de duas semanas.

Em dezembro, na discussão do orçamento da União para 2009, Veloso não se juntou à bancada baiana para assegurar recursos para a duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna. Preferiu falar em construção da ponte na Baía do Pontal. E mesmo sabendo que a duplicação da rodovia resultará em construção de nova ponte ligando centro e zona sul de Ilhéus.

Ah, Veloso é aquele deputado federal do PMDB que não sabe o que significa a sigla… PMDB (relembre).

NEWTOU DEU “PREJU” DE 2 MILHÕES AO MUNICÍPIO

De acordo com o site O Tabuleiro, o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, promoveu uma lambança que resultou em prejuízo de R$ 2 milhões aos cofres do município.

A história começou com o ex-prefeito Valderico Reis, que transferiu as contas-salário de parte dos servidores para o Banco Itaú. Com a cassação de Valderico, Newton – então vice – assumiu e, pouco antes de outubro do ano passado, determinou que as contas mudassem de volta para o Banco do Brasil.

Diz o site que estava prevista multa de R$ 2 milhões pela quebra de contrato da Prefeitura com o Itaú e faltavam apenas seis meses para o vencimento do acordo com o banco. Mas Newton não quis esperar – fechou com o BB e o povão pagou a despesa.

Em tempos de vacas magérrimas nos municípios, é no mínimo estranho tal esbanjamento…

VERACEL ANUNCIA NOVAS DEMISSÕES

Crise econômica afeta produção e provoca demissões na Veracel.

Crise econômica afeta produção e provoca demissões na Veracel.

A Veracel Celulose comunicou no final da manhã desta quarta-feira, 1º, que reduzirá o ritmo de sua produção a partir deste mês, forçada pela crise econômica que derrubou a demanda por celulose no mercado internacional.

A medida deverá resultar em demissões de 400 a 500 trabalhadores em dez municípios do extremo sul e sul da Bahia. O impacto da decisão será ainda mais sentido em Eunápolis, onde está concentrada a área administrativa da empresa.

O compromisso assumido pela Veracel é reabsorver esta mão-de-obra no período de retomada do mercado de celulose ou em outras atividades desenvolvidas pela joint venture da Stora Enso e Aracruz Celulose.

CONFUSÃO NOS POSTOS DE SAÚDE EM ITABUNA

A manhã nas unidades de saúde da rede básica em Itabuna foi marcada pela confusão. Usuários do SUS que esperavam desde ontem à tarde protestaram porque logo nas primeiras horas de hoje acabou a cota do mês para exames e consultas especializadas.

O clima ficou ainda mais quente na Central de Regulação do SUS, na avenida Inácio Tosta, onde o secretário municipal de saúde, Antônio Vieira, sofreu tentativa de agressão física (confira abaixo). Membros do Conselho Municipal de Saúde reclamam de Vieira e do prefeito Capitão Azevedo, “que não têm exigido um aumento da cota de exames e consultas”.

Um dos conselheiros relata que, num encontro com o governador Jaques Wagner, quem intercedeu pelo município foi o secretário estadual de saúde, Jorge Solla, falando da necessidade urgente de aumento da cota de exames e consultas. “O prefeito não consegue pronunciar algo mais do que governador, Azevedo é do povão“.

SECRETÁRIO SOFRE TENTATIVA DE AGRESSÃO

Vieira foi protegido por servidores da Central de Regulação.

Servidores livraram Vieira de agressões.

O secretário de saúde de Itabuna, Antônio Vieira, passou sufoco hoje de manhã, na Central de Regulação de Itabuna, na avenida Inácio Tosta Filho, centro. Cerca de 300 pessoas que esperavam por atendimento iniciaram um protesto contra Vieira, que também é vice-prefeito de Itabuna.

De acordo com o blog Sport News, a manifestação teve início com a chegada do secretário na unidade que libera marcação de exames e consultas para pacientes do SUS. O médico não sofreu agressão física porque foi protegido por funcionários da Central de Regulação. A cena foi presenciada pelo usuário do SUS Elier Silva Santos. Ele chegou às 4 horas da manhã para marcar um exame de cardiograma. A ficha de Elier era a de número 266.

MP DO CACAU É APROVADA NA CÂMARA E VAI À SANÇÃO DE LULA

Vice-líder do PT diz que emenda permite desconto de até 80% na renegociação da dívida.

Vice-líder do PT diz que emenda permite desconto de até 80% na renegociação da dívida dos cacauicultores.

A Câmara dos Deputados aprovou ontem à noite a Medida Provisória 445/08 com uma emenda à lei 11.775/2008, que normatiza e garante mais agilidade à renegociação dos débitos de produtores rurais. A MP retornou à Câmara após sofrer emendas no Senado, no início do mês. Agora, a medida vai à sanção do presidente Lula.

A MP define quais os papéis dos governos estadual e federal no PAC do Cacau e as fontes de financiamento. Nos casos de operações pelo FNE, o governo federal cobre 50% das dívidas. Já pelo Desenbahia, o estado assume 50%.

O programa destinado à revitalização da lavoura cacaueira prevê recursos de R$ 2,52 bilhões para renegociação das dívidas dos cacauicultores e abre novos créditos para a lavoura sul-baiana, além de permitir a diversificação da economia local.

A medida foi comemorada pelo deputado federal e vice-líder da bancada do PT na Câmara, Geraldo Simões, que se empenhou para que a medida fosse votada o mais rápido possível pelos deputados. “O presidente Lula certamente irá agilizar a efetivação da medida, permitindo que os benefícios do PAC cheguem aos produtores, pondo fim a uma crise que já dura décadas”.

GOVERNO PODE NÃO TER DESISTIDO DE ADVOGADA

Apesar de ter retirado a indicação da advogada Juliana Burgos para a Procuradoria-Geral do Município, o governo do Capitão Azevedo pode não ter desistido da filha do secretário da Fazenda, Carlos Burgos.

Circulam rumores de que a estratégia do governo, idealizada justamente pelo “paizão” secretário, é ingressar com uma ação alegando a inconstitucionalidade do artigo 85 da Lei Orgânica do Município, o qual prevê que o nome da procuradora deve passar pelo plenário da Câmara.

O vereador Wenceslau Júnior (PCdoB) afirma não acreditar que o governo vai enveredar por esse caminho, mas o fato é que Azevedo retirou a indicação, mas manteve a advogada no exercício das funções de procuradora-geral.

Detalhe: na próxima semana, será votado na Câmara um decreto legislativo que determina a sustação de todos os atos de Juliana Burgos à frente da Procuradoria.

AZEVEDO RETIRA INDICAÇÃO DE JULIANA

Juliana Burgos (Foto Duda Lessa)

Juliana Burgos (Foto Duda Lessa)

Chegou ao fim em Itabuna a polêmica em torno da indicação da advogada Juliana Burgos para a Procuradoria-Geral do Município. Agora pela manhã, o prefeito Capitão Azevedo encaminhou ofício ao legislativo, comunicando a retirada da indicação.

O nome da filha do também advogado Carlos Burgos, secretário municipal da Fazenda, já havia sido rejeitado em uma primeira votação na Câmara. A segunda apreciação foi marcada para ontem (31), mas a bancada governista retirou-se do plenário para impedir a formação do quorum.

A discussão acabou sendo adiada para as 9 horas desta quarta-feira (1º), mas foi abortada pelo ofício do prefeito. Azevedo preferiu acabar com o desgaste, em função da acusação de prática de nepotismo em seu governo, e vai indicar outro nome para a Procuradoria. Um militar advogado e o presidente da subseção local da OAB, Oduvaldo Carvalho, estão cotados para o cargo.

FOCO DE DENGUE NO NOVO JAÇANÃ

A Prefeitura de Itabuna precisa tomar uma providência urgente com relação a uma obra parada no Loteamento Novo Jaçanã, onde se formou um enorme depósito de água parada. Consequentemente, um foco de dengue.

A obra, que ocupa uma área de 400 metros quadrados, é de ex-funcionários da empresa Macro Engenharia e está paralisada há 17 anos. A Secretaria Municipal de Saúde tem sido alertada sobre o problema desde o ano passado, mas não faz absolutamente nada.

Na Rua F, onde está localizada a construção, já foram registrados seis casos de dengue. Um deles de hemorrágica.

O mosquito se reproduz à sombra da laje

O mosquito se reproduz à sombra da laje






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia