WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










abril 2009
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias






:: 9/abr/2009 . 23:36

PREFEITOS QUEREM PISO PARA O FPM

Do site Política Livre:

Antes do governo federal anunciar o plano de socorro aos municípios que passam por dificuldades financeiras, os prefeitos já reivindicam um piso fixo de R$ 4,2 bilhões no repasse mensal do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O cálculo foi feito pela Confederação Nacional do Municípios (CNM) e tem como base a média de repasses de 2008. Os municípios receberam no ano passado R$ 50 bilhões, uma parcela mensal de R$ 4,2 bilhões – a última parcela depositada na conta das prefeituras foi de R$ 2,5 bilhões, a maior do ano. No governo há quem defenda o estabelecimento de um piso para os repasses do fundo, mas a proposta ainda não foi elaborada.

COM UM PÉ FORA DO PSB

Conta o Blog do Gusmão que o militante político Magno Lavigne está prestes a abandonar o PSB de Ilhéus. O motivo seria a desidratação do prestígio de Magno dentro da legenda e, especialmente, no governo do prefeito Newton Lima.

Gusmão aponta possíveis destinos, caso a saída se confirme: a volta ao PT ou o ingresso no PP, onde o blogueiro sugere que Magno reencontraria um de seus mentores, o presidente da Bahiapesca, Isaac Albagli.

RAMON VANE NO CINEMA

Sempre brincando com a loucura, Ramon Vane aqui na peça Nem louco nem tão pouco

Sempre brincando com a loucura, Ramon Vane aqui na peça "Nem louco nem tão pouco"

Bastante conhecido pela atuação nos palcos, o ator e também advogado Ramon Vane, legítimo cidadão de “Macuco”, está com os dois pés em um grande projeto do cineasta baiano Edgard Navarro (de “Eu me lembro”).

Vane ganhou um dos papéis principais do filme “O homem que não dormia”, que teve as gravações iniciadas há menos de um mês em uma cidadezinha da Chapada Diamantina. Ele representa um louco conhecido como “Pra Frente Brasil”, que é uma das figuras centrais da trama.

É o talento sulbaiano, dos palcos para as telas. “Em breve, num cinema perto de você”…

O BRINQUEDINHO DE WAGNER

O governador da Bahia, o petista Jaques Wagner, de 58 anos, encontrou um novo passatempo. Nas horas vagas, ele se diverte apostando corridas em um autorama. O brinquedo foi um presente de sua amiga Mônica Millet, neta de Mãe Menininha do Gantois. A pista do governador, com seus dois carrinhos elétricos, está montada em um canto da sala de estar do Palácio de Ondina, a residência oficial dos mandatários baianos. (Holofote, Veja).

BANCADA DA CAUSA PRÓPRIA

O senador ACM Júnior (DEM-BA) deu um ataque ontem com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), devido à aprovação, na sua ausência, de parecer dizendo que “não é lícito” parlamentares serem diretores ou controladores de empresas de rádio e televisão.

“Como você coloca um projeto desse em votação? Você disse na reunião de líderes que não colocaria nada polêmico”, cobrou ACM Júnior. Irritado, arrematou: “Ele contraria interesses meus, do Tasso [Jereissati], do [José] Sarney, do [José] Agripino e do Wellington Salgado, que é vice-presidente dessa comissão. Nós vamos derrubar isso em plenário”.

Ilmar Franco, O Globo

POSTOS DE PLANTÃO

De acordo com a Secretaria de Saúde Itabuna, vão funcionar em regime de plantão, durante o todo o feriado prolongado da Semana Santa, as unidades básicas de saúde Roberto Santos (bairro Santo Antônio), Alberto Teixeira Barreto (Califórnia), José Édites (São Caetano) e Moise Hage (Lomanto).

SETTRAN INICIA VISTORIA DE TÁXIS

A Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Itabuna vai iniciar, nesta segunda-feira (13), a vistoria da frota de táxis em circulação no município. O trabalho será realizado até o próximo dia 17, sempre no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h30min, na sede da Settran (aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho).

O esquema da vistoria será o seguinte: dia 13 (placas terminadas em 1 e 2), dia 14 (3 e 4), dia 15 (5 e 6), dia 16 ( 7 e 8 ) e na sexta-feira (17), os táxis com placas de final 9 e zero.

Os motoristas devem apresentar original e cópia da carteira de habilitação, carteira de identidade, CPF, recibo do Ibametro, licença do veículo, certidão negativa de antecedentes criminais, “nada consta” do prontuário da CNH, alvará atual e comprovante de residência.

DÍVIDA DOS CACAUICULTORES TERÁ DESCONTO DE ATÉ 70%

Produtor tem até 30 de junho para renegociar dívida.

Produtor tem até 30 de junho para renegociar.

FAZENDA NACIONAL DIVULGA PORTARIA COM AS CONDIÇÕES PARA RENEGOCIAÇÃO

A procuradoria-geral da Fazenda Nacional (PGNF) publicou no Diário Oficial da União as condições para liquidação e renegociação dos cacauicultores que aderirem ao PAC do Cacau, lançado em maio do ano passado pelo presidente Lula.

Os descontos para liquidação dos débitos dos produtores inscritos na dívida ativa da União variam de 70% a 38% e de 65% a 33% nos casos de renegociação. As faixas de desconto, neste caso, são de 70% para as dívidas contraídas no Programa de Recuperação da Lavoura Cacaueira até o limite de R$ 10 mil. O desconto cai para 58% para as dívidas acima deste valor e até R$ 50 mil.

Os descontos alcançam 48% para os débitos acima de R$ 50 mil e até R$ 100 mil; de 41% para débito acima de R$ 100 mil e até R$ 200 mil; e de 38% acima de R$ 200 mil. Os produtores têm até o dia 30 de dezembro para liquidar a dívida. O prazo de adesão termina em 30 de junho, segundo a portaria 634, de 1º de abril, publicada esta semana no Diário Oficial (confira).

Os descontos são menores para o caso de renegociação. Quem deve até R$ 10 mil, terá direito a desconto de 65%; acima de R$ 10 mil e até R$ 50 mil, 53%; acima de R$ 50 mil e até R$ 100 mil, 43%; acima deste valor e até R$ 200 mil, 36%. O desconto será de 33% para as renegociações de dívidas acima de R$ 200 mil. Os produtores têm prazo de até dez anos para pagar a dívida.

Os descontos para os produtores fazem parte da lei 11.775, aprovada pelo Congresso Nacional no fim do ano passado. Além da publicação da portaria pela Fazenda Nacional, na semana passada o Congresso aprovou a MP 445 que define os papéis de estados e União na concessão dos descontos (confira).

ÔNIBUS CAI EM RIBANCEIRA

. O ônibus chegou próximo a uma casa

O ônibus chegou próximo a uma casa

Mais um acidente envolvendo micro-ônibus em Itabuna. Dessa vez foi na Vila das Dores, próximo às emissoras de TV Santa Cruz e Cabrália. Por volta das 11 horas, o veículo, dirigido pelo motorista Herlânio Aragão, despencou numa ribanceira de mais de quatro metros, deixando o profissional ferido – não havia passageiros no momento do acidente. Por sorte não aconteceu uma tragédia maior, já que abaixo do local onde caiu o micro-ônibus, há muitas casas.

Dirigentes do sindicato dos rodoviários culpam o acúmulo de função dos profissionais do volante (que atuam como motorista e cobrador nesse tipo de veículo) como causa de estresse, o que facilitaria a ocorrência de acidentes. “Numa situação assim fica fácil o motorista perder o controle do veículo, como ocorreu hoje”, denuncia o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Joselito Paulo (Pé de Rato).

O motorista Herlânio Aragão foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Base, onde recebeu atendimento. No dia 25 de março outro acidente envolvendo um micro-ônibus assustou motorista e passageiros. O veículo tombou no canal da rua São José, no bairro São Caetano, mas ninguém se feriu.

MATAGAL NOS CANAIS

canal-da-amelia-amado-tomado-pelo-mato-foto-duda-lessa

Matagal no canal da Amélia Amado (foto Duda Lessa)

Em tese, os poluídos canais que cortam Itabuna não deveriam servir como criadouro do mosquito da dengue, que aprecia água limpa e parada. Mas o matagal denso que cresce nesses córregos de esgoto acaba permitindo o surgimento de alguns focos, o que tem preocupado muita gente.

“Já está comprovado que o mosquito da dengue se reproduz nesses locais”, afirma o vereador Roberto de Souza, que na semana passada encaminhou pedido de providência ao governo municipal, solicitando a limpeza urgente dos canais.

O pedido é para que a prefeitura tire o mato nos canais que cortam a avenida Amélia Amado e os bairros São Caetano, Santo Antônio, São Pedro e Califórnia.

O PLANO B DO PMDB

 Marco Wense

Com quem o PMDB vai ficar na sucessão presidencial de 2010? Nem o próprio PMDB sabe. O partido está dividido entre o apoio a Dilma Rousseff, pré-candidata do PT, e José Serra, do PSDB.

Se a lei permitisse, o PMDB, pragmático do jeito que é, indicaria o vice de Dilma e o de Serra. Ficar de fora das benesses do poder e das mordomias inerentes a ele, nem pensar. Seria agonizante. 

Mais cedo ou mais tarde, o peemedebismo vai ter que tomar uma decisão. Não vai ficar a vida toda agradando o PT e o PSDB. Não se faz política sem definição, tapeando gregos e troianos.

Já disse aqui, nesta modesta coluna, que o PMDB é uma agremiação partidária que vive o dilema de ser, simultaneamente, forte e fraca. Ou seja, o maior partido do Brasil não tem pré-candidato à presidência da República. Nem mesmo para blefar.

E o ministro Geddel Vieira Lima, como fica nesse emaranhado processo político? É ou não candidato ao Palácio de Ondina? Vai com a petista Dilma ou com o tucano Serra?

O problema de Geddel, sem dúvida uma inquestionável liderança do PMDB nacional, não é o governador Jaques Wagner e, muito menos, o PT. É Lula. O ministro deve sua ascensão política ao presidente da República.  

Geddel sabe que Lula não abre mão do apoio do PMDB baiano à reeleição do governador Jaques Wagner.  É bom lembrar que Geddel Vieira Lima é ministro da Integração Nacional graças ao ok do governador Jaques Wagner.

É aí que entra o plano B do PMDB. E o protagonista desta estratégia é o prefeito João Henrique, que passaria a ser o candidato do PMDB na sucessão de 2010 com o apoio do DEM, PSDB e do PR.

Como contrapartida, recebendo o apoio dos democratas, tucanos e republicanos, o prefeito de Salvador apoiaria a candidatura de José Serra. O ex-governador Paulo Souto e Geddel seriam os dois candidatos ao Senado na chapa majoritária.

E o senador César Borges? Como não tem nenhuma chance de reeleição, sairia candidato a deputado federal e indicaria o vice de João Henrique.

É evidente que esse plano B, com o aval das executivas nacionais dos partidos envolvidos, só seria viabilizado com o fracasso da candidatura da ministra Dilma Rousseff.

Aliados de verdade do presidente Lula, independentemente de conchavos e negociações, do troca-troca, do toma-lá-dá-cá, só dois partidos: PT e PCdoB. Todos os outros, sem nenhuma exceção, vão caminhar de acordo com as circunstâncias políticas. 

Marco Wense é comentarista político do jornal Diário Bahia.

COLETA ‘ESPECIAL’

Uma piada.  Prefeitura e Marquise divulgaram nota comunicando que a coleta de lixo neste feriadão obedecerá a um esquema “especial”. O que isso significa? Não vai haver coleta nos bairros, na sexta-feira (10), e a população será obrigada a manter, até o sábado, o lixo com restos de peixe em suas casas. Eis o comunicado:

“A Empresa Marquise, responsável pelos serviços de coleta de lixo no município de Itabuna, montou um esquema especial para a retirada dos resíduos sólidos durante o feriado da Semana Santa. Na Quinta-Feira (9) e no Sábado de Aleluia (11), a coleta do lixo será feita normalmente.

Para a Sexta-Feira Santa (10), feriado nacional, o serviço funciona como em dias de domingo, ou seja, dois carros durante o dia e um veículo à noite fazem a retirada do lixo na área central da cidade. A Marquise pede a colaboração da população para que não coloque sacos de lixo na porta durante o feriado.”

UMA BOQUINHA, PLEASE

cesarbrandao

.

O ex-vereador César Brandão se achegou ao poder municipal e tenta de todo jeito obter uma secretaria no governo de Capitão Azevedo (DEM). Segundo conta o blog Políticos do Sul da Bahia, na sua aventura por um cargo na viúva, Brandão tem buscado comprometer até o seu partido, o PPS.

Foi assim numa entrevista à rádio Nacional, quando disse que o PPS vai ajudar Azevedo e este pediu tempo para analisar que secretaria poderá oferecer aos socialistas. A presidente do PPS, Mariana Alcântara, achou estranho o papo de César Brandão.

Mariana confirmou o apoio da legenda ao governo municipal, mas negou que esta ação esteja atrelada a cargos. “O partido vai ajudar o governo, porém, com independência”.

E aí, Brandão?

DASPU LANÇA A “PUTIQUE”

Abrem-se as cortinas, começa uma batida de funk. Numa imagem que remete a um cabaré há um palco e, nele, revezam-se imagens de um desfile com roupas que fogem à convencional alta costura, com peças justas, curtas e sensuais. As modelos também não lembram em nada as magérrimas de costume: são encorpadas, fazem poses sensuais.

Essa é a abertura do site da Daspu, a grife da ONG carioca Davida, que luta pelos direitos das prostitutas. Desde o início da semana passada, ao clicar nas fotos dos desfiles, o internauta é direcionado à recém-inaugurada Putique Daspu, a loja virtual da grife que cria roupas inspiradas no universo da prostituição.

Engana-se quem pensa que o objetivo do site é vender para as prostitutas que navegam pela internet.

“É um público que nos interessa, sim. Mas hoje em dia vestir Daspu virou ‘cult’, vendemos para mulheres de classe média, profissionais liberais, que têm entre 26 e 45 anos”, explica Flávio Lenz, diretor de marketing da Daspu.

Leia mais

O PEIXE SANTO

Famílias recebem peixe e arroz em Ibicaraí.

Famílias recebem peixe e arroz em Ibicaraí.

Alguns municípios sul-baianos alegaram crise financeira para não assegurar o peixe da Semana Santa a famílias carentes, outros ainda tiveram uma ‘sobrinha’ de caixa. Em Ibicaraí, cinco mil famílias inscritas em programas sociais foram beneficiadas com a distribuição do peixe corvina e arroz. A entrega foi operacionalizada por funcionários da secretaria de assistência social e pelo prefeito Lenildo Santana.

O FIM DO BURACO

Quatro meses de buraco e depois de nota publicada aqui no Pimenta (confira), no domingo, a Emasa decidiu fechar a cratera aberta na calçada da rua Miguel Calmon, no centro, nos fundos do edifício Atlanta Center.

O conserto da tubulação foi providenciado, assim como o da calçada. Falta apenas o reparo na rede de esgoto da escola municipal na avenida Bionor Rebouças, também denunciado na postagem.

PARALISAÇÃO DEVE CONTINUAR ATÉ ÀS 15H

Terminou há pouco uma reunião entre representantes do Sindicato dos Comerciários de Itabuna e do Sind-Super, que fala em nome das empresas do ramo de supermercados. Os trabalhadores exigiram que o Bompreço retome as negociações da campanha salarial.

A representação patronal firmou compromisso de que,  na próxima quarta-feira (15), membros da direção do Bompreço estarão em Itabuna para discutir a pauta de reivindicações do Sindicato. A proposta está sendo discutida neste momento em assembleia pelos trabalhadores e a posição predominante é de que a paralisação continue até as 15 horas.

Clique aqui e veja como foi a manifestação do Sindicato dos Comerciários, no início da manhã de hoje, na entrada do supermercado.

OS VERDADEIROS OVOS DE OURO

Daniel Thame

Apesar da tão propalada crise, cerca de 130 milhões de ovos de chocolate serão comercializados durante a Páscoa, um crescimento de 8% em relação a 2008.

Deveria ser motivo de foguetório no Sul da Bahia, principal produtora de cacau do país.

Mas não há motivo para foguetório algum, visto que a região é apenas produtora de cacau e não de chocolate. É mera fornecedora de matéria-prima, como se ainda habitássemos no Brasil Colônia.

Os números falam por si. Enquanto o mercado de cacau em amêndoa movimenta 300milhões de reais por ano no Brasil, o mercado de chocolate atinge 4 bilhões de reais. Uma diferença brutal, impressionante. Os fabricantes faturam 13 vezes mais do que os produtores.

Estados como São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, que não possuem um mísero pé de cacau, tÊm fábricas de chocolate de médio e grande porte, sem contar as empresas artesanais, que produzem chocolates finos, a preços de dar água na boca para quem vende a amêndoa a preço de banana.

Aqui no Sul da Bahia, a produção de chocolate é ínfima, insignificante. O Chocolate Caseiro de Ilhéus é uma experiência bem sucedida, mas isolada. Um nada dentro do nada, se comparado à produção nacional.

O aumento do consumo de chocolate, durante todo o ano e não apenas na Páscoa, é uma tendência mundial. Mais consumo, mais demanda, mais negócios, mais renda, mais emprego.

Enquanto isso, o Sul da Bahia continua sua sina de plantar, colher e entregar para outras regiões industrializarem, num ciclo vicioso que perdura há décadas, como se isso nos bastasse. A realidade atual mostra que não nos basta.

É tão óbvio, que não se entende porque a Região Cacaueira não adotou um projeto de produção de chocolate, absorvendo uma fatia significativa desse mercado que não para de crescer.

A Ceplac desenvolveu recentemente uma tecnologia para a produção de chocolate com alto teor de cacau. Verdadeiro manjar dos deuses, mas essa tecnologia ainda não conseguiu romper os muros da instituição, ainda que o PAC do Cacau tenha entre suas ações a instalação de 20 fábricas de chocolate. Algo que, infelizmente, ainda não saiu do campo das boas intenções.

Temos o apelo de região produtora do cacau de melhor qualidade do mundo, de ter em Jorge Amado um ícone de primeira linha e de preservar, graças próprio cacau, uma das áreas remanescentes de Mata Atlântica do país.

Falta, portanto, iniciativa, espírito empreendedor e apoio governamental para fazer com que o Sul da Bahia deixe de ser apenas produtor de matéria prima e possa fabricar chocolate.

Nos iludimos tanto com um fruto que parecia ser de ouro e não é e esquecemos de ovos que parecem valer ouro.

E valem mesmo!

0-0-0-0-0-

Pesquisa de mercado realizada pelo Ibope mostrou que Salvador é a capital brasileira com maior consumo de chocolate do país. 75% dos entrevistados revelam consumir chocolate ao menos uma vez por semana.

Ótima notícia.

Para os paulistas, gaúchos, capixabas…

Leia mais em www.danielthame.blogspot.com

GREVE NO BOMPREÇO

Com uma adesão de mais de 80% dos funcionários, foi deflagrada agora de manhã uma paralisação no supermercado Hiper Bompreço de Itabuna. O Sindicato dos Comerciários, que coordena a greve, afirma que o protesto é contra a postura da empresa na mesa de negociação da campanha salarial.

O presidente do sindicato, Jairo Araújo, diz que o Bompreço ofereceu um reajuste salarial de 7,5%, mas a categoria reivindica 12%. “As conversas travaram porque a empresa abandonou a mesa de negociação”, afirma.

Além da questão salarial, a greve também é uma resposta às agressões sofridas recentemente por funcionários, dentro do estabelecimento. Os agressores foram clientes, irritados com as filas cada vez maiores no supermercado.

Neste momento, o Bompreço funciona parcialmente. Gerentes e subgerentes foram deslocados para a função de caixas. A gerência também demonstrou que estava preparada para a greve, pois pagou táxis para pegar alguns funcionários em casa e levá-los para o trabalho bem cedo, antes do sindicato se postar na entrada do supermercado.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia