WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





agosto 2009
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias





itao




CEPLAQUEANO DISPUTA PRESIDÊNCIA DO PT

O pesquisador da Ceplac e doutor em ecologia Kazuiyuki Nakayama, conhecido na militância do PT regional por Kazuo, inscreveu chapa para disputar a presidência do Partido dos Trabalhadores na Bahia, no Processo de Eleição Direta (PED). A eleição ocorre no dia 22 de novembro em todo o território nacional.

A chapa, que representa a tendência Movimento PT,  tem participação de militantes de diversas regiões e municípios, mas a maior parte é formada por filiados das regiões Sul e Extremo Sul do estado, basicamente por ex-integrantes da tendência Democracia Socialista (DS). A corrente Movimento PT é a segunda maior do partido, e reúne 12 deputados federais.

Apesar da inscrição de pelo menos cinco chapas no PED Bahia, informações dão conta de que há uma forte tendência ao entendimento até o dia da eleição, e a formação de uma chapa de consenso. Esse entendimento também deve prevalecer na disputa do Diretório Municipal de Itabuna, hoje comandado pela corrente Construindo um Novo Brasil (CNB).

Um dos representantes da corrente Movimento PT, por exemplo, afirma que estão todos abertos ao diálogo, como é próprio da natureza do PT e seus filiados. “Claro que devem ser observados os anseios de cada movimento, a ocupação dos espaços políticos dentro do partido, tanto no âmbito estadual quanto no municipal. Tem que ser bom para todos. Mas, se não houver esse consenso, estamos prontos para a disputa”.

2 respostas para “CEPLAQUEANO DISPUTA PRESIDÊNCIA DO PT”

  • Adolfo says:

    Ao moderador do blog – para apurar e quem sabe virar matéria

    SECRETARIA DE SAÚDE COMEÇA A FAZER TROCADILHOS

    Recentemente foi comentado em páginas desse conceituado blog, que a prefeitura de Itabuna estava empregando administradores calça curtas para gerenciar os postos de saúde.

    “Administrador calça curta” são aquelas pessoas que não tem formação em nível superior, mas que por ter influencia de politico exercem o cargo por apadrinhamento.

    Dos mais de 30 postos de saúde, apenas uns 20 tem administradores concursados e com formação em nível superior, como assim foi exigido no último concurso realizado pela Prefeitura de Itabuna.

    Com a denúncia feita nesse blog, onde apontava que os postos de saúde que tinham “administradores calça curta” eram os postos de saúde dos bairros São Lourenço, São Caetano, Vila dos Canecos, Santo Antonio, Novo Horizonte, além de outros…

    A Secretaria de Saúde começou o trocadilho a fim de evitar possíveis apurações dos órgãos responsáveis, a exemplo do Conselho Regional De Administração. A tarefa inicial da Secretaria de Saúde foi colocar o administrador do Saõ Lourenço na Policlínica e o da Policlinica no posto médico do Saõ Lourenço.

    Manobra perfeita…

    Melhor seria se os administradores com formação em nível superior e concursados assumem o comando.

  • Zelão says:

    Zelão diz: – Pode ser muito tarde, e o tempo “ruge”

    É bom que o PT se reencontre rapidamente, sob pena de não se manter no poder, e pior; que se apequene diante dele.

    Nascido e forjado na oposição, o Partido dos Trabalhadores, sabia conviver com as suas diferenças e até as cultivava. Era extimulante ver; que as tais diferenças se limitavam apenas na dosagem do ser mais ou menos radical ou sonhador.

    Havia o discurso impolado dos intelectuais, ilustrado pelo pensamento socialista vigente no mundo daquela época. Havia a corrente de pensamento ou de agrupamento dos sindicalistas fundamentado na “mais valia” entre capital e trabalho. Tinha também a corrente espiritualista da igreja que propugnava pela igualdade das almas, conquistadas através do poder terréneo, como forma objetiva da assunção dos espíritos à Deus. Por fim, existiam os “incendiários” ou “xiitas”, que propugnavam por sangue, que preferencialmente deveria ser dos “banqueiros capitalistas”.

    Tudo isso remota a um passado não tão distante, anterior a “tomada do poder”. Daí por diante, o PT deixou de lado a convivência retórica entre as suas diversas correntes e passou a viver a prevalecência da lei do mais forte, ou melhor tentando explicar: – O domínio da caneta, ou vulgarmente, a teoria de que: – “Quem está por cima é quem mete.”

    Como dizia o personagem “Giovani Dortas” (vivido por José Wilker): – “O tempo ruge e a Sapucaí é nossa!” Mas, no caso do PT, se não forem acessas de imediato as “lamparinas do juízo”, depois de 2010 poderá ser dito: – “O tempo rugiu e o poder sumiu.”

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia