WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


setembro 2009
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

editorias


:: 20/set/2009 . 23:38

EXAGERARAM NO ‘CHOPP’

Segundo informa o XilindroWeb, a Chopada Universitária, realizada ontem, 19, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), de Itabuna, foi ‘agitada’: teve muita briga e tiroteio na saída do evento.

O público exagerou na bebida, houve muita violência e as atrações musicais se viam obrigadas a parar a todo instante para pedir ‘menos’ aos brigões. O púbico do evento era formado, basicamente, por estudantes universitários do eixo Ilhéus-Itabuna.

DISPUTA ACIRRADA NA OAB-ITABUNA

A eleição para a escolha do novo presidente da subseção itabunense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), neste ano, é a mais disputada de toda a história. Até aqui, são quatro nomes colocados na disputa pela sucessão do presidente Oduvaldo Carvalho: Andirlei Nascimento, Rafle Salume, Luilson Pinho e José Lessa.

Há quem veja em Andirlei o futuro presidente da subseção. Ele trabalha para ter o apoio público do atual presidente, que cumpre o segundo mandato e possui boa aprovação da categoria. Como o pré-candidato sabe que não terá moleza, já tratou de definir a sua chapa e sair à caça de votos. Do outro lado, nomes como Rafle Salume e José Lessa tornam a disputa mais difícill e em nível elevado.

A OAB-Itabuna de hoje é bem diferente do tempo em que não havia alternância de poder. Foi quando uma só figura, o advogado Gabriel Nunes, presidiu a Ordem por mais de 20 anos. A eleição deve ocorrer entre os dias 25 e 27 de novembro.

QUEM TEM BOCA…

O Capitão está em dívida com os microempresários

O Capitão está em dívida com os microempresários

Ainda era época de pré-campanha, em 2008, e o então pré-candidato Capitão Azevedo patinava nos seus 4% de intenções de voto. Na verdade, só o pessoal da UBI acreditava que ele fosse levar adiante aquela candidatura. Mas, como todo bom político em baixa nas pesquisas, Azevedo não rejeitava nenhum convite. De aniversário de boneca a reunião com microempresários, lá estava ele.

Pois foi numa dessas reuniões com os prefeituráveis que a Associação das Micro e Pequenas Empresas da Bahia (Ampesba) ouviu uma das melhores promessas para o setor: a criação da Secretaria Municipal da Microempresa. Essa era a bandeira da entidade. Azevedo sacou e não se furtou em prometer.

Ocorre que hoje, passados nove meses de sua posse, não se tem notícia do que foi feito com aquela promessa. Cabe à Ampesba revirar seus arquivos e, de posse da ata da reunião, cobrar do capitão o cumprimento de sua promessa. Claro que isso não vai ocorrer.

Em Itabuna, as lideranças estão sempre indignadas, mas, tal qual a música dos mineiros do Skank, a indignação é como uma mosca sem asas. Não ultrapassa a janela de suas salas.

OLHA SÓ QUEM VOLTOU

Depois de uma temporada sem atualização, o blog Notas da Bahia, do jornalista Giorlando Lima, voltou a ativa. Giorlando está em “missão” no Pará, motivo pelo qual o blog ficou parado desde julho.

As atualizações não são tão velozes, respeitam uma média de uma semana de espaço. Também, velocidade na informação não é a sua proposta, como já deixou claro seu autor. De qualquer forma, é bom ter de volta, pelo menos no espaço virtual, o companheiro Giorlando Lima.

IDEIAS PARA ITABUNA

AMItabuna será transformada em Oscip e quer discutir ideias.

AMItabuna será transformada em Oscip e quer discutir ideias.

Um grupo de profissionais liberais quer discutir projetos e soluções para o desenvolvimento de Itabuna e criou a Associação Amigos por Itabuna (AMItabuna). A ideia agora, segundo confessa o publicitário Afonso Dantas, é transformar a associação em Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). “Será mais eficaz para a realização desses objetivos”, diz.

O grupo se reuniu ontem para discutir detalhes desta transformação, além de prioridades da AMItabuna e o estatuto da Oscip. O encontro ocorreu no restaurante O Casarão. Dentre as ferinhas do grupo, estão os advogados Carlson Xavier, Lucílio Bastos e Allah Góes e o professor Beto Dourado.

UNHAS DE FORA

A presidente do DEM de Itabuna, Maria Alice Pereira, promoveu uma tardia “onda azul” no clube da Usemi, ontem. Houve lista de presença e quem é funcionário da prefeitura e não compareceu… que ponha as barbas de molho.

Aos poucos, ‘Merilaice’ vai ditando o rumo e ‘amolecendo’ o prefeito Capitão Azevedo. No que isso vai dar? Só Deus sabe.

EVENTO MARCA CENTÉSIMO “CONVERSA COM O GOVERNADOR”

.

.

Um evento com cerca de 150 profissionais convidados de veículos de comunicação da capital e do interior, dentre os quais o Pimenta na Muqueca, vai comemorar a edição de número 100 do programa Conversa com o Governador, nesta segunda, às 8h30min, no Hotel Pestana, em Salvador. O centésimo programa será lançado com a participação de Jaques Wagner, secretários estaduais e demais autoridades de todo o estado.

O evento ainda será marcado por homenagens a radialistas e ato de reparação à morte do jornalista Manoel Leal, ex-proprietário do jornal A Região, de Itabuna. A família do jornalista assassinado em 14 de janeiro de 1998 estará presente no evento. O ato de reparação foi uma exigência da Corte de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA).

CAMINHÕES EXPLODEM APÓS COLISÃO NA BR-101

Caminhões explodem após colisão frontal em uma curva próximo a Itabela (Foto Hugo Santos).

Caminhões explodem após colisão frontal em uma curva próximo a Itabela (Foto Hugo Santos).

Dois caminhões colidiram frontalmente e explodiram, por volta das 8h30min da manhã deste domingo (20), no quilômetro 735 da BR-101, perto da cidade de Itabela, extremo Sul da Bahia. Os motoristas dos veículos, ainda não identificados, morreram carbonizados.

Segundo pessoas que trafegavam no local, o condutor de um caminhão da cervejaria Nova Schin (placa CPG- 8145/Ituberá-BA), que estava indo em direção ao Rio de Janeiro, desenvolvia alta velocidade e fez ultrapassagem em local proibido, tombando dentro de uma curva.

O motorista do caminhão baú (placa MEO-2678/Joinvile-SC), que vinha em direção à cidade de Eunápolis transportando eletrodomésticos, não conseguiu desviar e houve o choque. Testemunhas contaram que o fogo se alastrou muito rápido e não houve tempo de tentar salvar as vítimas.

Foi preciso dois caminhões do corpo de bombeiros da empresa Veracel Celulose para controlar as chamas. Eles tiveram dificuldade porque no baú havia geladeiras. O gás expelido reacendia as chamas. Duas horas depois, chegou um veículo dos bombeiros de Porto Seguro. A estrada ficou interditada nos dois sentidos por mais de cinco horas. As informações e imagem são do site Radar 64.

DIRETO DA MALHA FINA

Tá dominado
Em Feira de Santana Geddel respondeu a perguntas dos jornalistas por quase três horas. Em Itabuna não aguentou nem três minutos. Também… lá não tinha Vilanova nem Pimenta.

Leia mais em A Região e relembre o caso clicando aqui.


COLUNISTA EXIBE DOCUMENTÁRIO SOBRE SELEÇÃO DE ITABUNA

Capa do DVD 'Do goleiro ao ponta-esquerda', de Leandro Afonso

Capa do DVD 'Do goleiro ao ponta-esquerda', de Leandro Afonso

O nosso colunista e crítico de cinema Leandro Afonso fará a primeira exibição pública de seu documentário “Do Goleiro ao Ponta-esquerda”, em sua versão definitiva. Está prevista uma única sessão, na segunda-feira (28), às 19 horas, no Centro de Cultura Adonias Filho.

O filme foi concebido como projeto de conclusão do curso de Comunicação Social, com ênfase em Rádio e TV, na Uesc, e conta histórias dos herois da seleção amadora de futebol, hexa campeã do Intermunicipal, de 1957 a 1966.

Craques como Santinho, os irmãos Fernando e Carlos Riela, Pinga, Tombinho e outros são entrevistados e homenageados nesse que é um dos poucos registros acadêmicos sobre a mitológica seleção amadora de Itabuna. A entrada é franca.

PASSAGEM EM “ITALHÉUS” É MAIS CARA DO QUE EM 7 CAPITAIS

Do Blog do Gusmão

Mais uma explicação que o governo do prefeito Newton Lima deve a população de Ilhéus.

A tarifa do transporte coletivo, na terra em que Nacib conheceu Gabriela, custa R$ 1,90, valor  acima do que está sendo cobrado em sete capitais brasileiras.

O atual chefe de uma empresa de ônibus que atua na cidade, até pouco tempo ditava regras na secretaria municipal de transportes, como diretor. Muito estranho, não é?

Do Pimenta: Em Ilhéus, a tarifa de transporte já é considerada cara e custa R$ 1,90. Aqui em Itabuna, o valor é um pouquinho mais alto. Custa R$ 2,00. E aí, como se explicam as nossas autoridades sobre este assunto?

Veja a lista divulgada pelo G1 (clique aqui) e compare.

Vitória (ES) R$ 1,85.

Recife (PE) R$ 1,85.

Fortaleza (CE) R$ 1,80.

João Pessoa (PB) R$ 1,80.

Teresina (PI) R$ 1,75.

Belém (PA) R$ 1,70 .

São Luís (MA) R$ 1,60.

SEM MERENDA

Não é só em Ilhéus. Alunos das escolas municipais de Almadina não sabem o que é merenda desde o início do ano letivo, em março. O prefeito Raimundo Laudano (PMDB) e o secretário municipal de Educação alegam que os ex-gestores não prestaram contas dos recursos da merenda, o que provocou a suspensão do repasse de recursos por parte do Ministério da Educação.

O vereador José Lindomar (PTB) diz não acreditar na justificativa, mas acredita que a solução poderia ser dada pela própria prefeitura. Segundo ele, só em julho o secretário municipal de Educação, João Antônio Santos (“Ton John”), gastou mais de R$ 1.800,00 em diárias, enquanto os alunos passam fome nas escolas.

CIDADES IRMÃS

As duas principais cidades do sul da Bahia, as irmãs Ilhéus e Itabuna, tem mais em comum do que a produção de cacau e a disputa pela maternidade do imortal Jorge Amado. Também se cooperam quando o assunto é criminalidade.

No último dia 12, uma gangue de Itabuna, composta por Genilson Silva de Souza, o “Pura”; João Felipe Rodrigues Silva, o “Noiadeiro” ou “Mau”; Paulo César Souza Araújo, o Paulinho; e Deleon dos Santos foi presa após assaltar um estabelecimento comercial em Banco da Vitória.

Ontem, em Itabuna, um ilheense morador do Hernani Sá foi preso por populares, por volta das 22h40min suspeito de ser o autor de um roubo à “Pastelaria do Chinês”, localizada na avenida do Cinquentenário, centro. Leandro de Jesus Silva teria prendido funcionários no banheiro e subtraído dos clientes dinheiro e aparelhos celulares, além de roubar o dinheiro do caixa da pastelaria.

Fugiu, escapando da polícia, para reaparecer detido por populares na avenida Ilhéus, centro. Quando a PM chegou, Leandro já estava com um olho roxo, sinal de que foi ‘admoestado’ pela turba. A polícia ainda apreendeu um revólver calibre 32, sem munição.

Hoje não tem caranguejada.

SOBRENATURAL LÍRICO

70-mm

Leandro Afonso | leandroaguimaraes@hotmail.com

final 4

.

De maneira não premeditada, em menos de uma semana assisti a quatro filmes do gênero – A Profecia (1976), O Príncipe das Sombras (1987), Deixa Ela Entrar (2008) e Arraste-me para o Inferno (2009) –, o que, se por um lado não passou de uma obra do acaso, por outro ajudou a potencializar o caráter específico (“estético” e “cultural”) do sueco Deixa Ela Entrar (Låt den rätte komma in – Suécia, 2008), de Tomas Alfredson.

Pouca coisa se tornou tão americana como os filmes de vampiros, e, para não ir tão longe, basta lembrarmos de Entrevista com o Vampiro (1994), Drácula de Bram Stoker (1992) e Martin (1977) – este de ninguém menos que George Romero. E isso para não falar nas séries Buffy – a Caça Vampiros (1997), True Blood (2008) e o recente fenômeno Crepúsculo (2008). Mas Deixa Ela Entrar, curiosa e felizmente (por conseguir uma voz própria em um meio já tão saturado), pouco dialoga com eles além do inevitável.

Como esperado, o clima aqui é frio e mórbido – como o da Pittsburgh tão estimada por Romero. A diferença é que, se a escolha do interior da Pensilvânia por si só representava uma locação propícia para a formação da atmosfera interiorana e relativamente longe de onde a maioria das coisas acontece (inclusive pedidos de socorro), aqui o pano de fundo é a própria metrópole: Estocolmo.

Nela, a distinção vem ainda maior graças a uma bem pessoal construção dos personagens e da maneira pouco usual (mas nem por isso narcisista) de filmar determinadas cenas. Cada morte, por exemplo, não só tem uma função narrativa (o que não acontece com outros filmes marcados pela gratuidade de homicídios) como traz um caráter emocional. Mesmo o mais frio dos assassinatos – o do começo do filme, talvez – é relativizado e visto com um olhar mais generoso com o passar do tempo.

Generoso, sim, porque Deixa Ela Entrar é quase um manifesto de um caráter humano dos vampiros. E talvez o melhor exemplo seja o momento em que Eli (Lina Leandersson), que tem “mais ou menos 12 anos há algum tempo”, diz a Oskar (Kåre Hedebrant) que “mata porque precisa”. Quando uma frase óbvia (dentro do mundo dos vampiros) como esta consegue ganhar uma conotação genuinamente emotiva, fica a certeza de que estamos diante de algo especial.

Como é, por exemplo, a cena da piscina. Alfredson mostra sangue e tensão de um jeito bem peculiar, sem que a inusitada escolha do enquadramento chame uma atenção maior do que o que ele mostra: mais até do que pela sobrevivência, a crueldade justificada pelo amor – com um lirismo que deve tornar a cena indelével para a maioria que assistir.

Embora, é verdade, a trilha sonora às vezes soe invasiva (sublinhando uma sensação já perceptível), ela pouco compromete e não deixa de estar em certa sintonia com o filme. Que consegue terminar de um jeito gratificante e otimista, de forma que o resultado se liga menos a uma concessão do que a uma coerente demonstração da força do relacionamento e do ideal defendido. Muito bom.

Filme: Deixa Ela Entrar (Låt den rätte komma in – Suécia, 2008)

Direção: Tomas Alfredson

Elenco: Kåre Hedebrant, Lina Leandersson.

Duração: 115 minutos

8mm

Suécia

Guardadas as devidas proporções (de talento e de quantidade de filmes – ambos ainda em aberto), Alfredson faz com o filme de vampiro o que alguns italianos, e especialmente Sergio Leone, fizeram com o western nos anos 60 – os western spaghetti. Independente de qual caminho o sueco tome (segundo o IMDB, vai pro quinto longa – nenhum em DVD oficial por aqui), que o talento esteja por aí.

Dia 28

Como a coluna fica no ar até o próximo sábado (antevéspera do dia), aproveito para divulgar a primeira exibição pública da versão definitiva de Do Goleiro ao Ponta-esquerda, documentário que dirigi como projeto de conclusão do curso de Rádio e TV na Uesc. A sessão única, ou pelo menos a única com data confirmada até agora, acontece no próximo dia 28, no Centro de Cultura Adonias Filho. A entrada é franca.

Filmes da semana:

  1. Deixa Ela Entrar (2008), de Tomas Alfredson (****)
  2. O Príncipe das Sombras (1987), de John Carpenter (***1/2)
  3. Arraste-me para o Inferno (2009), de Sam Raimi (***1/2)
  4. Os Sonhadores (2003), de Bernardo Bertolucci (***)
  5. Tudo Sobre Minha Mãe (1999), de Pedro Almodóvar (***1/2)

Leandro Afonso é comunicólogo, blogueiro e diretor do documentário “Do goleiro ao ponta esquerda”

www.ohomemsemnome.blogspot.com

CÂMARA APROVA PISO E JORNADA MENOR PARA ENFERMAGEM

Profissionais da Enfermagem finalmente comemoraram, no dia 16, uma vitória em dois projetos que os beneficia diretamente. Na Comissão de Finanças e Tributação foi aprovado o PL 2.295/00, que estabelece a jornada de 30 horas semanais. Já a Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o PL 4.924/09, que institui o piso salarial do Enfermeiro, do Técnico e do Auxiliar de Enfermagem e da Parteira.

Pelas declarações do relator Ilderlei Cordeiro (PPS-AC), já não havia como postergar a aprovação das 30 horas semanais. “Já está na hora de votá-lo. A gente já ouviu o pessoal dos conselhos, das federações, do sindicato, do Ministério da Saúde. Há consenso de que a redução da jornada vai trazer o melhor para esta classe que tanto precisa ser reconhecida no nosso País”, disse.

Já o projeto do deputado Mauro Nazif (PSB-RO), que institui o piso salarial da categoria, foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família com uma emenda do relator, deputado Jofran Frejat (PR-DF). A emenda aumenta os percentuais dos pisos de técnicos – de 50% para 70% – e auxiliares e parteiras – de 40% para 50% – em relação ao valor de referência do piso para enfermeiro, cuja proposta define em R$ 4.650,00, com reajustes anuais pelo INPC.

O projeto será votado, também, pelas comissões de Trabalho e de Constituição e Justiça. “Os dois projetos são de grande relevância para os trabalhadores em saúde e para a sociedade, uma vez que vão qualificar e valorizar os profissionais, o que se reflete na prestação de um melhor serviço à sociedade”, afirma o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi), Raimundo Santana.

Com informações da Agência Câmara.

CÂMARA APROVA PISO E JORNADA MENOR PARA ENFERMAGEM

Profissionais da Enfermagem finalmente comemoraram, no dia 16, uma vitória em dois projetos que os beneficia diretamente. Na Comissão de Finanças e Tributação foi aprovado o PL 2.295/00, que estabelece a jornada de 30 horas semanais. Já a Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o PL 4.924/09, que institui o piso salarial do Enfermeiro, do Técnico e do Auxiliar de Enfermagem e da Parteira.

Pelas declarações do relator Ilderlei Cordeiro (PPS-AC), já não havia como postergar a aprovação das 30 horas semanais. “Já está na hora de votá-lo. A gente já ouviu o pessoal dos conselhos, das federações, do sindicato, do Ministério da Saúde. Há consenso de que a redução da jornada vai trazer o melhor para esta classe que tanto precisa ser reconhecida no nosso País”, disse.

Já o projeto do deputado Mauro Nazif (PSB-RO), que institui o piso salarial da categoria, foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família com uma emenda do relator, deputado Jofran Frejat (PR-DF). A emenda aumenta os percentuais dos pisos de técnicos – de 50% para 70% – e auxiliares e parteiras – de 40% para 50% – em relação ao valor de referência do piso para enfermeiro, cuja proposta define em R$ 4.650,00, com reajustes anuais pelo INPC.

O projeto será votado, também, pelas comissões de Trabalho e de Constituição e Justiça. “Os dois projetos são de grande relevância para os trabalhadores em saúde e para a sociedade, uma vez que vão qualificar e valorizar os profissionais, o que se reflete na prestação de um melhor serviço à sociedade”, afirma o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi), Raimundo Santana.

Com informações da Agência Câmara.

A ÚLTIMA VÍTIMA

.

Daniel Thame | danielthame@gmail.com

A Bahia viverá na próxima segunda-feira, dia 21 de setembro, um momento único por aquilo que traz de simbolismo.

Neste dia, que já pode ser qualificado como histórico, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Governo da Bahia realiza um ato de reparação, reconhecendo a responsabilidade do estado no assassinato do jornalista Manuel Leal, por não garantir sua segurança e liberdade de expressão.

Trata-se da primeira vez que um estado brasileiro acata uma recomendação do Comitê Interamericano de Direitos Humanos, entidade que solicitou a reparação.

Manuel Leal, diretor do semanário A Região, foi assassinado em janeiro de 1998, numa emboscada em frente à sua residência no Jardim Primavera, bairro da periferia de Itabuna, a poucos metros das sedes da Polícia Civil e do Batalhão da Polícia Militar.

Na época, o jornal vinha fazendo denuncias fartamente comprovadas contra autoridades municipais e estaduais.

O crime foi uma espécie de “crônica de uma morte anunciada” e só não entrou para a extensa lista de assassinatos insolúveis e nem caiu no completo esquecimento por contra da reação de uns poucos órgãos de imprensa e de instituições como Repórteres Sem Fronteiras, Sociedade Interamericana de Imprensa e Comitê de Proteção a Jornalistas.

Após uma investigação capenga, processos conduzidos com notória displicência e a reabertura do caso por insistência da Justiça, apenas o policial militar Monzat da Costa Brasil foi condenado pelo crime, mas ainda assim manteve o cargo público.

Aos mandantes do brutal assassinato, a mais completa e doce impunidade

A reparação feita pelo Governo da Bahia, longe de transformar Manuel Leal num mártir que ele nunca foi nem pretendeu ser, é uma afirmação inquestionável em defesa da liberdade de expressão, um preceito fundamental para o exercício da democracia.

Leal foi o caso de maior repercussão, mas não foi o único.

Numa década especialmente sangrenta para a imprensa baiana, dez profissionais de comunicação foram assassinados nos anos 90. Pelo menos a metade desses homicídios esteve relacionada diretamente ao exercício da profissão.

A impunidade foi a regra em absolutamente todos os crimes.

Foi certamente a mobilização e a resistência quase heróica de um pequeno grupo de jornalistas que não se intimidaram e nem deixaram que o jornal que foi a razão de viver e morrer de Manuel Leal sucumbisse, como certamente era o desejo de seus algozes; que impediu novas mortes de profissionais de imprensa.

Desde então, nenhum outro jornalista foi assassinado na Bahia.

Encerrou-se um ciclo trágico, que a reparação do Estado reverbera como um compromisso, nem sempre possível de cumprir, de zelar pela segurança e integridade dos que não se curvam aos poderosos de plantão e insistem em fazer jornalismo com dignidade.

Mas trata-se de uma situação só se encerrará quando à reparação se somar o fim da impunidade dos que acham que a violência pode calar uma voz.

Pode até calar, mas gera outras e outras vozes, que não apenas sonham, mas também acreditam na Justiça.

Que tarda, falha, mas quem sabe um dia chega.

Se não para Leal, mas para aqueles que teimam em não deixar a chama se apagar.

Daniel Thame é jornalista e blogueiro

(www.danielthame.blogspot.com)

AUGUSTO CASTRO DECIDE POR FILIAÇÃO AO PSDB

Augusto Castro anuncia filiação ao PSDB de José Serra

Augusto Castro anuncia filiação ao PSDB de José Serra

O administrador e pré-candidato a deputado estadual Augusto Castro anunciou, neste sábado, que está se filiando ao PSDB. Ele vinha sendo sondado por vários partidos, e a todos prometia que iria pensar a respeito de uma possível filiação, visando concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Depois de participar de um encontro do presidenciável José Serra, nessa sexta-feira, na Associação Comercial da Bahia, Castro decidiu que se abrigará no ninho tucano.

O convite partiu do presidente estadual da legenda, Antônio Imbassay, reforçado pelo deputado Jutahy Jr. “Ele me disse o quanto era importante para o PSDB a minha candidatura na região, e o partido também oferece uma ótima estrutura”.

Quem não cabe em si de satisfação é o presidente municipal do PSDB, José Adervan, que vinha cortejando Augusto Castro há muito tempo e presenciou, em Salvador, a decisão do jovem político.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia