WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba








fevereiro 2010
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

editorias






:: 7/fev/2010 . 19:36

ROBINHO REAPRENDEU A ESCREVER (CONFIRA NO VÍDEO!)

SEM QUIZUMBA

O colunista Armando Nuvem manda avisar que se encontra em “missão secreta” neste final de semana e, portanto, não produzirá a sua Quizumba, publicada sempre aos domingos no Pimenta.

“Aos poucos (mas fiéis) leitores que possam sentir falta das minhas bobagens, peço sinceras desculpas e aviso que o motivo da ausência é justo e importante”, redime-se o colaborador num email enviado ao blog.

GEDDEL E O PSDB

Marco Wense

O comando nacional do PSDB fez de tudo para que Geddel Vieira Lima, pré-candidato do PMDB ao governo da Bahia, apoiasse o tucano José Serra à presidência da República.

Como o tucanato jogou a toalha em relação ao apoio de Geddel a Serra, o deputado federal Jutahy Júnior, um dos tucanos mais próximos do presidenciável governador de São Paulo, mudou de discurso.

O parlamentar baiano, se referindo a Dilma Rousseff, diz, agora, somente agora, que “quem tem dois palanques não tem nenhum”. E finaliza: “Isso gera um conflito que não raro inviabiliza a própria ida do candidato ao Estado”.

Pois é. Esses políticos, hein! Só enxergam o próprio umbigo. Quando o tiro dos seus interesses sai pela culatra, mudam de opinião sem nenhum constrangimento. Depois ficam se queixando dos votos brancos e nulos.

JABES RIBEIRO

Jabes: 2010 é crucial.

Para que Jabes Ribeiro se torne um forte candidato a prefeito de Ilhéus na sucessão de 2012, enfrentando um provável concorrente do PT, a eleição para a Assembleia Legislativa do Estado é fundamental.

Elegendo-se deputado estadual, Jabes e o jabismo se fortalecem, criando um salutar contraponto à neoaliança envolvendo o prefeito Newton Lima (PSB) e o Partido dos Trabalhadores.

A inusitada parceria entre o prefeito e o PT é circunstancial. Se é duradoura ou não, sincera ou não, se é um engodo ou não, só o tempo, como senhor da razão, é que vai dizer.

O PT, agora, tem telhado de vidro. Não é mais franco atirador. Passa a ser co-responsável pelo governo. Participa da administração sabendo das dificuldades. Não pode, depois, alegar que a tal da “herança maldita” impediu o trabalho dos petistas.

Sinceramente, não acredito que Jabes, secretário estadual do PP, partido da base aliada do governo Wagner, esteja torcendo pela desgraça da atual administração. Seja adepto da nefasta política do “quanto pior, melhor”.

A sucessão do Palácio Paranaguá caminha para uma acirrada disputa entre o ex-prefeito Jabes Ribeiro e um petista. Um outro nome para enfrentar o jabismo e o petismo só se o próximo governador da Bahia for Paulo Souto (DEM) ou Geddel (PMDB).

MADRE DE DEUS DETONA O ITABUNA

O Itabuna voltou a falhar na defesa e tomou 3×2 do Madre de Deus, há pouco. Depois de  encerrar o primeiro tempo na frente, em cobrança de pênalti de Nem, aos 35 minutos, o Azulino permitiu o empate logo aos 3min do segundo tempo, gol do zagueiro Roque.

O Madre de Deus desempatou aos 23min da etapa final, com Thiago Dias. O desespero do Dragão do Sul aumentou ainda mais. Era 31 do segundo tempo quando Josean ampliou para o time da casa.

Nem voltou a marcar e diminuiu para o Azulino, aos 38min. Madre de Deus 3×2 Itabuna. O adversário do Azulino está invicto na competição. Com 11 pontos, é o quarto no Grupo 1.

O Azulino manteve-se em quarto lugar no Grupo 2, mas com o Ipitanga na sua cola, ambos com 7 pontos. O lanterninha do grupo é o Feirense, com 5 pontos.

Devido ao carnaval, os times voltam a jogar pelo Baianão 2010 no dia 18. O próximo adversário do Azulino é contra o Vitória da Conquista, no estádio Luiz Viana Filho (Itabunão).

ITABUNA PERDE OUTRA

Não teve jeito. Mesmo com um a mais em campo, o Itabuna cedeu ao Madre de Deus, que não perdoou: final 3×2.

O problema maior, além da derrota, foi a condição em que o jogo deixou o Itabuna: toda a zaga titular está suspensa para o próximo compromisso do azulino, no dia 18, contra o Vitória da Conquista, em casa.

ITABUNA TOMA TERCEIRO – NEM JÁ DIMINUIU: 3X2

O Itabuna desandou e tomou três gols, depois de sair ganhando em Madre de Deus. Mas, aos 38, Nem acaba de fazer o seu segundo e diminuir a diferença: Madre de Deus 3; Itabuna 1.

Faltam 4 minutos – mais os acréscimos – para acabar.

MADRE DE DEUS EMPATA

Dá calafrios esse time do Itabuna. Nem bem começou o segundo tempo e a equipe vai logo entregando os pontos.

O Madre de Deus acaba de empatar. O gol foi marcado pelo zagueiro Roque, aos 3min da etapa final.

ALELUIA, ITABUNA!

O Itabuna joga contra Madre de Deus neste momento. E, veja só, está na frente: Nem converteu cobrança de pênalti.

Madre de Deus 0x1 Itabuna, aos 35min do primeiro tempo.

CALOTE NO TOPA

A edição deste final de semana do jornal A Tarde traz reportagem sobre a menina dos olhos do Governo Wagner, o programa Todos pela Alfabetização (Topa). A publicação dos Simões revela problemas estruturais e orçamentários da maior ação de alfabetização do País.

Em Itabuna, alfabetizadores trabalharam por cinco meses em 2009 e até agora nada receberam. O maior problema é o que estes filhos de Deus ouvem de coordenadores locais do programa ao cobrar o que lhes é devido. “Vocês atuaram como voluntários” é a resposta.

Pode?

ACIDENTE NA BR-101 MATA PM E AGENTE PENITENCIÁRIO

O policial militar Josemário Reis Santos (Lucas Reis), 43 anos, e o agente penitenciário Jeferson dos Santos Bessa, 28, morreram neste domingo, 7, em um acidente na BR-101, entre Wenceslau Guimarães e Gandu. “Lucas” Reis teria perdido o controle do veículo, que chocou-se contra uma árvore.

O militar era irmão da secretária Joelma Santos, do gabinete do prefeito Capitão Azevedo. A Associação de Praças da Polícia Militar (APPM) em Itabuna emitiu nota de pesar pela morte de Lucas (confira).

O NOSSO RIO AGONIZA

Allah Góes | allah.goes@hotmail.com

Quem hoje observa o rio Cheonggyecheon, que corta a cidade Seul, na Coréia do Sul, e pode ver as áreas verdes que tornaram o centro de cidade mais agradável, não imagina que, até o início desta década, aquela era apenas mais uma zona urbana degradada, a exemplo de tantas outras pelo mundo afora.

Para garantir a recuperação ambiental da área degradada, e que não se limitava apenas ao leito do rio, a prefeitura local tomou decisões radicais, incluindo a demolição de um viaduto que cobria esse canal urbano totalmente poluído.

Cerca de 620 mil toneladas de concreto foram ao chão e investimentos na ordem de US$380 milhões, tornaram realidade o que parecia impossível: assegurar a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos a partir da paisagem restaurada e da revitalização do seu rio.

A recuperação do rio Cheonggyecheon é considerada uma referência mundial em humanização de cidades, não só pela despoluição das águas, mas pela construção de parques lineares que devolveram o contato das margens aos moradores, daquela que é a sétima maior cidade do mundo em número de habitantes – tem 10,3 milhões de pessoas. (informações de artigo de Elizabeth Oliveira, Revista Sustenta)

Por aqui, em nossa Itabuna, mesmo sem contarmos com uma prefeitura em condições de realizar um investimento de tal envergadura, e até mesmo por conta do nível de poluição de nosso Cachoeira (que é infinitamente menor que o encontrado no Cheonggyecheon), em apenas se aplicando aquilo que se arrecada com a “taxa de esgoto”, já se teria condições de começarmos a amenizar o problema.

Sim, é possível, por conta da ainda pequena degradação de nosso rio, com boa vontade e investimentos localizados, iniciarmos medidas de pouco custo visando a sua revitalização.

Há até poucos anos ainda era possível ver no nosso rio diversas lavadeiras, além de pescadores e outras pessoas que se utilizavam de um rio limpo, para tomar banho, trabalhar, se divertir. Uma cena impensável nesses dias atuais de “rio verde” e mal cheiroso.

Hoje o que se vê, e se sente, é um rio transformado em esgoto a céu aberto. As pessoas que diariamente andam nas suas margens, fazendo o já tradicional “cooper do Beira-rio”, a qualquer hora do dia, são brindadas com um cheiro fétido, sendo que, por conta dessa degradação, de há muito não  mais avistamos nem mesmo peixes tentando respirar na superfície.

Lembro-me das histórias contadas por meu pai que, além de jogar bola num dos areais que se formavam do meio do rio, costumeiramente pescava acaris e se banhava nas límpidas águas do nosso Cachoeira.

Mas hoje, mesmo pagando-se “taxa de esgoto”, vemos, passivos, 100% do esgoto residencial de nossa cidade ser jogado, sem qualquer tipo de tratamento, diretamente no Cachoeira, o que por certo é o responsável, não apenas pela mortandade de peixes, mas pela nova e estranha coloração de suas águas.

Crescemos e nos desenvolvemos graças ao Cachoeira, e como grapiúnas, temos que cobrar de nossas autoridades que gastem o que é arrecadado com a “taxa de esgoto”, com o tratamento do esgoto, o que, neste centenário sem maiores “acontecimentos ou comemorações”, seria até um bom presente, pois com isto não seria apenas o Cachoeira, os seus peixes e a natureza quem seriam presenteados, mas todos nós, moradores de Itabuna.

Allah Góes é advogado municipalista e articulista do Jornal Agora

FUGA EM MASSA NA CADEIA DE BUERAREMA

Um túnel cavado de dentro da carceragem deu a liberdade a 12 presos na Cadeia Pública de Buerarema. A fuga ocorreu nessa madrugada e foi constatada às 6 horas. De acordo com a Polícia Militar, até o final da manhã desse domingo nenhum dos fugitivos havia sido recapturado.

Estão foragidos Diego Conceição de Souza; Luciano Mendes dos Santos; Alessandro Matos de Oliveira; Leandro de Jesus Nascimento; José Gonçalves Filho; Cristiano Reis de Souza; Alecsandro Morais; Agenilson Francisco dos Santos; Marcos Santos de Jesus; Marcossuel Sampaio dos Santos; Jackson Borges de Oliveira; e Leandro Melo dos Reis.

Os policiais civis baianos estão se negando a continuar fazendo a guarda dos presos nas delegacias. Eles estão em campanha salarial e, para pressionar o governo, usam o argumento legal de que a custódia dos detentos é dever da justiça. Não há informações sobre quem fazia a guarda dos presos no momento da fuga em Buerarema.

APOIO AGRADA JW, MAS DESAGRADA GS

Azevedo, do DEM, pode confirmar nos próximos dias o apoio a Wagner, do PT

Informações colhidas pelo Pimenta dão conta de que o apoio do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM), é visto com bons olhos pelo governador Jaques Wagner, mas não é encarado com muita simpatia pelo deputado federal Geraldo Simões (PT).

Neste sábado (06), Azevedo confirmou que vai pedir votos para eleger Luiz Argôlo (PP) para deputado federal. Hoje integrante da base de Wagner na Assembleia Legislativa, Argôlo tentará um mandato em Brasília, inclusive compondo a mesma coligação proporcional do PT.

Para muitos, a união entre Azevedo e Argôlo é meio caminho andado em direção ao governador. E o próprio prefeito já declarou que ficará com Wagner, caso este cumpra alguns compromissos com Itabuna. Entre eles, a construção da barragem no Rio Colônia e a duplicação de um trecho da BR-415 (rodovia federal estadualizada), entre os bairros de Nova Itabuna e Ferradas.

Fonte ligada ao governo estadual afirma que Wagner estaria disposto a realizar as duas obras e ainda teria mais um pacote de ações para anunciar em benefício de Itabuna, que neste ano chega ao centenário.

Na semana passada, Azevedo e mais alguns secretários municipais reuniram-se com o titular da Secretaria do Planejamento da Bahia, Walter Pinheiro. Oficialmente, conversaram sobre um projeto de R$ 4 milhões para revitalizar o Centro Comercial de Itabuna. Extraoficialmente, o assunto foi o embarque do prefeito na nau governista.

“O prego está batido, só falta virar a ponta”, resume a fonte ouvida pelo Pimenta. “E a fidelidade partidária?”, pergunta este blogueiro. Resposta: “essa é uma questão que por enquanto só atingiu mandatos legislativos, onde muitas vezes o cidadão é eleito com os votos do partido, o que não ocorre nos cargos majoritários e, portanto, isso ainda depende de uma avaliação maior”.

Quem estaria preocupado com o enlace político é o deputado federal Geraldo Simões.  Neste sábado, ele compareceu à Feijoada do Tarik, onde também estavam Azevedo, Argôlo e o ex-secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação de Itabuna, Josias Miguel. GS chegou com um grupo grande e sentou-se ao lado do diretor-presidente da Sudic, Nilton Cruz. Pouco circulou pela área da festa.

PERDA DE ESPAÇO

A preocupação do petista seria com a perda de espaço junto ao poder estadual. Segundo a fonte do Pimenta, há oito meses foi feita uma pesquisa de opinião em todo o Estado e a região na qual o governador apresentava um de seus piores desempenhos era o sul da Bahia. Há três meses, esse quadro mudou significativamente, muito em funç%








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia