Desta vez, não foi calote, apesar de línguas ferinas afirmarem o contário (confira nota abaixo): O sistema de emissão de notas fiscais eletrônicas (NF-e) em Itabuna não será mais terceirizado. A prefeitura desenvolveu software próprio e não mais desembolsará quantia razoável para fazer o sistema funcionar.

A promessa é a de que o novo programa já estará em pleno funcionamento a partir das primeiras horas desta terça-feira, 23, para alívio dos contribuintes.

Até a manhã de hoje, o sistema utilizado era o da Emaiss, vítima de calote do município. Essa, já voou. O novo sistema foi desenvolvido por técnicos da Pasta do Planejamento e Tecnologia, o que sugere algumas economias.