WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





fevereiro 2010
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

editorias





itao bebeto

LISBOA TEM CONVERSA DEFINITIVA COM AZEVEDO

Ainda não está definida a situação do secretário de Educação de Itabuna, Gustavo Lisboa. Demissionário, ele afirmou ao repórter Fábio Roberto que terá uma conversa definitiva com o prefeito Capitão Azevedo na próxima segunda-feira, 1º. Ele já retornou ao trabalho. Segundo confessou, estava há 13 anos sem tirar férias.

Lisboa pensou em cair fora do governo após queda-de-braço com o secretário da Fazenda, o todo-poderoso Carlos Burgos. O homem das finanças queria enfiar na Educação um projeto que sugaria R$ 400 mil por mês da Educação. Lisboa bateu o pé. Ele também quer que as eleições diretas para dirigentes escolares ocorram. E logo.

6 respostas para “LISBOA TEM CONVERSA DEFINITIVA COM AZEVEDO”

  • Nilza says:

    Este filme é velho: A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM, por medo de perder a boquiha de secretário. Gustavo Lisboa avalia, e sabe que não recebe o salário de secretário em outra fraguesia

  • A população educacional acredita por demais na competencia do secretário, mas pelo amor de Deus Gustavo vamos parar de tentar impor para a educação akilo que é “bom aos seus olhos”….Entenda que vc sendo ou não político, gestão necessita além de competencia tecnica, visao política. Sendo sua vontade ou não direção ainda é cargo de confiança. Será que somente em Itabuna funcionaria a eleição??!!!! Nem a do estado deixou de indicar o povo de confiança do PT. Azevedo será o maior maluco caso venha permitir essa eleição para dirigente escolar.
    Olhe que detesto esse tal de DEM, acredito que seja de fato o demônio mesmo, mas isso vai favorecer único e exclusivamente a oposição…Vai Azevedo faz, aceita o que o secretário quer, vai ficar fáci fácil para Juçara visitar as escolas em 2012…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Helena says:

    Quem fez esse comentário maldoso sobre eleição direta certamente , está no poder há muito tempo e na realidade não quer perder essa mamata e não o professor Gustavo que nos defende e quer que os professores tenham autonomia para escolher o gestor com os quais irão trabalhar. Não é quem está em Gabinete que vai saber quem tem competencia ou não. Acredite que iremos lutar para que a vontade de Gustavo seja respeitada.

  • heraldo says:

    ESTA VISAO POLITICA ACIMA DEVE SER ALGUMA PROF QUERENDO SER DIRETORA INDICADA PARA ELEGER AZEVEDO NOVAMENTEKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    ESPERO QUE ESTE PROFESSOR GUSTAVO TENHA ETICA , LOGO CARATER , O SENHOR NAO TEM NADA A TEMER COM O PREFEITO DE DIRETO BURGOS, QUEM TEM QUE TEMER A ELE E O ETERNO VICE CAPITAO AZEDO, O SERNHOR TEM UMA PROFISSAO HONRRADA , PODE MUITO BEM VALTAR COM DIGNIDADE AS SALAS DE AULA. E ESTES POLITIQUIROS DE PLANTAO O DESTINO E A POBREZA ESPIRITUAL E LOGO LOGO A FINANCEIRA.
    QUEM SABE O QUE É DIGNIDADE DÁ VALOR.
    QUEM LEU OU ASSISTIO “ESCRAVA ISAURA”
    ELA TEM UMA FALA QUE DIZ:
    _”O SER HUMANO PODE PERDER TUDO, TUDO.
    MAS A DIGNIDADE NUMÇA”.

  • Zelão says:

    Zelão diz: – Pendenga, em um governo “frouxo”

    Só mesmo em um governo, cujo governante, é chamado abertamente de “frouxo”, até mesmo por seus auxiliares diretos, as pendengas se estabelecem, oriundas da falta de competência no gerenciamento do poder, que deveria ser claro e objetivo: – “Ao princípe não se deve dar conselhos – Maquiavel”. – Diríamos então: – “Salvo, se o dito princípe herdeiro, mostrar-se de antemão incompetente e incapaz de gerir o poder do reino.”

    É incomcebível, que o “capitão prefeito,” admita e aceite imposições por parte dos seus comandados e, que se mostre incapaz a ponto de permitir que as mesmas se tornem públicas e a elas não saiba dar soluções dignas de um verdadeiro administrador público.

    Quem sai perdendo nesse caso, é o secretário Gustavo Lisboa, que expõe publicamente a sua fragilidade em gerir tecnicamente os destinos da educação pública de Itabuna. O ilustre secretário, se permanecer no cargo, sem conseguir “impor” o que considera o melhor para a educação, estará colocando em risco o seu prestígio de educador e administrador, conquistado junto à comunidade educacional, permitindo, que se faça a avaliação, de que permanece no governo, apenas pelo salário de secretário.

  • Professor says:

    Ele já vai tarde. Deveria ter saído há muito tempo. Quando alguém já passa a ser consideravel insusbistituivel é porque esta na hora de dar lugar a outra pessoa.

    Vá se embora vai……Gustavo

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia