WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






novembro 2010
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

editorias


:: 19/nov/2010 . 23:49

SOLIDARIEDADE

As Irmãs Auxiliadoras da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna promovem um trabalho louvável de ajuda a pacientes dos três hospitais vinculados à  instituição. A ação, iniciada este ano, tem como objetivo principal arrecadar fraldas descartáveis, infantis e geriátricas, para aqueles que não têm condições suficientes de comprá-las.

A campanha conta com o apoio de entidades, como a maçonaria. Mas a quantidade de fraldas arrecadadas ainda está longe de atender a todos que precisam. A média é de 60 pacotes doados por mês.

Quem quiser ajudar deve entrar em contato com Zélia Pinto, pelo telefone 3214-4382.

SHOPPING CONQUISTA SUL TERÁ 180 LOJAS

Nova expansão visa tornar o Conquista Sul o maior shopping do interior da Bahia.

O Shopping Conquista Sul passará a ter 180 lojas ao concluir a segunda etapa de expansão ao final do primeiro semestre de 2011, quando completará cinco anos de atividades.

As obras seguem a pleno vapor e o empreendimento ganhará novas lojas-âncoras, passará a contar com três megastores, hipermercado e 900 vagas de estacionamento, grande parte delas coberta. Atualmente, o empreendimento conta com 134 lojas, três salas de cinema com 750 lugares e livraria, além de grandes redes.

Os investimentos giram em torno de R$ 20 milhões nesta nova expansão e evidenciam o ótimo momento vivido pela economia conquistense. Uma das âncoras da expansão é a gigante Casas Bahia, além do hipermercado Bretas.

A área construída do Conquista Sul passará de 11 mil para 33 mil metros quadrados. O projeto da Ciclo Empreendimentos e da administradora Zolim é transformar o Conquista Sul no maior shopping do interior da Bahia.

PROFESSOR MARDES

Nem bem retornou à cadeira de prefeito e Mardes Monteiro (PT) já apronta das suas em Buerarema. De uma canetada só, reduziu o ano letivo na rede municipal a 170 dias, quando o Ministério da Educação exige o mínimo de 200 dias/aula. Prejuízo para os alunos, lógico.

O comentário na prefeitura é que a decisão do prefeito tem a finalidade de “fazer caixa”. O calendário escolar “encolhido” significa menos gastos com transporte dos alunos, merenda escolar e manutenção dos colégios. Uma sem-vergonhice sem tamanho.

Um adendo: o ano letivo no município terminaria no início da segunda quinzena de janeiro devido a uma sucessão de greves na rede e cerca de 35 dias sem aula.

Mardes é irmão de Naomar Monteiro, professor dos bons e ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), cargo do qual saiu deixando um legado e saudades. Não se poderá dizer o mesmo do prefeito de Buerarema.

PRF APREENDE CARGA DE MADEIRA ILEGAL

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma carga de madeira ilegal transportada em um caminhão Ford F-4000 no quilômetro 306 da BR-101, em Valença, baixo-sul do estado. A apreensão ocorreu por volta de 1h desta sexta-feira, 19.

A carga suspeita estava coberta por vários sacos e lonas, segundo o agente Érico Varjão. A carga não possuía o Documento de Origem Florestal (DOF) e foi encaminhada para o Ibama. O veículo foi apreendido. O vinhático, destaca Varjão, é muito procurado por causa da qualidade dessa madeira.

Carga era coberta por lonas e sacos de alinhagem (Foto Érico Varjão).

LINHA DE TIRO

Capitão Azevedo (DEM) tenta evitar maiores danos a gente que lhe é muito próxima no episódio do desvio de material de construção na prefeitura.

O diretor de Obras, Pascoal Alves de Brito, fez chegar aos ouvidos de Azevedo a versão de que o secretário Wesley Melo, muito querido do prefeito, tinha livre trânsito na “ADEI 2”, o que pode significar alguma coisa… Ou nada.

Aliás, Pascoal prestou depoimento à polícia e apresentou notas fiscais e de doação do material apreendido no último sábado (13). Disse que parte do material foi comprado com seu dindin e o restante doado a ele. Mas uma das notas estava rasurada e outra não tem efeito legal.

Antes do depoimento, o diretor de Obras concedeu entrevista ao PIMENTA. Ele não ficou na defensiva. Partiu para o ataque e fez acusações contra membros do governo. A entrevista você confere neste sábado.

ITABUNA BATE ILHÉUS NA GERAÇÃO DE EMPREGOS

Quatro dos principais setores da economia itabunense puxaram os resultados positivos do emprego em outubro, conforme aponta levantamento feito pelo PIMENTA no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Indústria, construção civil, agropecuária e comércio foram os setores que mais geraram novas oportunidades em um mês no qual Itabuna abriu 244 novos postos de trabalho com carteira assinada.

A construção civil abriu 88 novos postos, seguido da indústria (76 novos empregos), agropecuária (52) e comércio (43).

De oito setores pesquisados, apenas o de serviços registrou número de desligamentos superior ao de contratações – 280 a 315, resultado em 35 vagas extintas. No acumulado de 2010, foram gerados 921 empregos com carteira assinada em Itabuna.

ILHÉUS

Ilhéus criou 71 novos empregos formais no mês passado, segundo o ministério. Os dados são apurados mensalmente pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Governo Federal.

Os números de Ilhéus foram mais modestos porque houve queda no ritmo de contratações na construção civil local. Houve corte de 41 vagas neste setor, resutlado direto das 28 contratações e 69 desligamentos.

Serviços (46), comércio (37) e indústria (22) foram os três setores que mais abriram novas vagas formais. Ilhéus gerou mais empregos que Itabuna em 2010: 1.174 ante 921 vagas.

A diferença é ainda maior quando computados os dados dos últimos 12 meses. Ilhéus abriu 1.603 novas vagas. Itabuna, só 903.

BAHIA

O Caged ainda revela que a Bahia gerou 7.059 empregos em outubro. Quando somados os dez meses de 2010, o estado atinge a marca de 98.024 novas vagas com carteira assinada.

SEM “MESADA”, CÂMARA ECONOMIZA R$ 20 MIL

A “CEI do Loiolagate” teve alguma serventia para os cofres da Câmara de Vereadores de Itabuna. Até o mês passado gastava-se R$ 47 mil com a “publicidade oficial” daquela casa. As denúncias pipocaram na imprensa, o ex-chefe de Gabinete do presidente Clóvis Loiola contou como a grana era usada e os gastos nessa rubrica caíram para R$ 27 mil.

Talvez seja só coincidência o fato de a diferença de R$ 20 mil representar o exato valor que Loiola recebia de mesada repassada pela agência Fábrica de Resultados (Mozaico), empresa que detinha a conta de publicidade da Casa.

MATAGAL, FEIRA ABANDONADA E MUITO LIXO

Qual destinação dar ao lixo produzido em Itabuna? Se o poder público tá nem aí para essas questão, alguns moradores da cidade seguem na mesma “balada”. Basta ver o que acontece em algumas vias do município e numa das mais importantes feiras livres, a do São Caetano.

Imagens registradas pelas lentes do repórter Costa Filho comprovam que, apesar de pagar muito caro pelo serviço de limpeza pública, a prefeitura de Itabuna não tem fiscalizado e até permite que se transforme alguns pontos em verdadeiro lixão, a exemplo do semi-anel rodoviário (BR-415), altura do trevo de Mutuns.

Às margens do Semi-anel, em Itabuna, lixo é queimado e motoristas são obrigados a trafegar pela contramão. Risco de acidente é grande (Foto Costa Filho).

Canal e feira livre do São Caetano: uma imagem que diz muito do abandono da cidade. Quando a prefeitura chega lá, é para recolher taxa (Foto Costa Filho).

A VELHA PROMESSA

O artigo escrito pelo jornalista Walmir Rosário (E o capitão criou o caos), publicado recentemente aqui no Pimenta, foi objeto de análise durante um daqueles sonolentos almoços do Grupo de Ação Comunitária  (GAC) de Itabuna. Coube a outro jornalista, Paulo Lima, fazer uma explanação sobre o texto e sua descrição fiel de como se encontra a atual gestão municipal.

Detalhe: o prefeito José Nilton Azevedo estava presente, ouviu tudo com indisfarçável mal-estar e, ao final, demonstrou concordar com o “obituário” de seu governo.

– A partir de janeiro, tudo será diferente – prometeu Azevedo, disfarçando uma convicção que não tem e repetindo uma promessa na qual ninguém mais acredita.

ITABUNA SOB OUTRO ÂNGULO

A fotógrafa Milena Palladino clicou Itabuna em ângulos diferentes daqueles aos quais estamos acostumados e selecionou alguns destes trabalhos para uma exposição no Jequitibá Plaza Shopping. “Itabuna. E outros ângulos” pode ser visitada até o dia 30.

A exposição reúne 10 fotografias de Palladino e se propõe a “despertar e ampliar o repertório e sentimento do visitante sobre um jeito novo de ver os lugares que a cidade de Itabuna oferece”, além de ser uma homenagem aos 100 anos do município. Vale a pena conferir.

QUE VENHA A BARRAGEM

A inclusão da barragem do Rio Colônia entre as obras do PAC-2 é notícia que para um grande número de itabunenses chega como resposta de muita oração. Em especial para aqueles que residem em bairros periféricos, onde a água demora até um mês sem cair nas torneiras.

O Novo São Caetano é um desses bairros onde a solução para o problema do abastecimento da cidade será comemorada com festa e foguetório. Por lá, tem morador que não se lembra mais quando a Emasa deu o ar (ou melhor, a água) da graça.

ABERTURA DO VERÃO

O Iate Clube de Ilhéus realiza neste sábado, 20, a partir das 22h30min, a festa “Abertura do Verão”. De acordo com o casal de organizadores,  Eduardo e Celeste Chalhoub, a proposta é apresentar o clube como um excelente atrativo de lazer na alta estação. Quem for curtir a noite no Iate, terá trilha sonora comandada pelo DJ Rogério.

Os ingressos para a festa são vendidos na loja Esquina 170 e no próprio Iate Clube.

O DIA EM QUE O PCB SABOTOU O COMÍCIO DOS INTEGRALISTAS

O sogro de Dilermano, que não era comunista e nada sabia da sabotagem, ia passando na hora e foi agredido pelos “galinhas verdes”

Marival Guedes | marivalguedes@yahoo.com.br

Nas eleições de 1955 o líder integralista Plínio Salgado se candidatou a presidente da República pelo PRP (Partido da Representação Popular). Em Itabuna havia muitas lideranças deste grupo, fato que o estimulou a fazer um comício nesta cidade.

Mas o PCB (Partido Comunista Brasileiro) também estava fortalecido, tendo inclusive nos seus quadros pessoas de destaque no município. Uma das lideranças, Dilermano Pinto, que gerenciava a farmácia do sogro, resolveu sabotar o comício. Convocou os militantes menos famosos, moradores dos bairros, e pediu que se infiltrassem no grupo de direita para uma atividade clandestina. Fez suspense e depois contou o que deveria ser feito.

O evento foi no cine Itabuna. Quando Plínio Salgado começou a falar, um cheiro forte invadiu o local. As pessoas lacrimejavam e tossiam. Algumas chegaram a desmaiar e em poucos minutos o local foi esvaziado.

O farmacêutico havia distribuído ampolas contendo gás tóxico. Os militantes do partidão jogaram estas armas no chão do cinema e se retiraram. Pisadas, pelos próprios integralistas, as ampolas estouravam. O candidato também deixou imediatamente o local, indo fazer um comício improvisado na praça Adami, sem som nem palanque.

O sogro de Dilermano, que não era comunista e nada sabia da sabotagem, ia passando na hora e foi agredido pelos “galinhas verdes” – assim eram chamados os integralistas. Revoltado, foi à delegacia e prestou queixa.

Plinio Salgado ficou em quarto e último lugar com apenas 8% dos votos. Juscelino Kubitschek obteve 36%, derrotando também Juarez Távora e Adhemar de Barros. A oposição tentou impedir a posse alegando que Juscelino não conseguiu os 50% mais um voto. No entanto, a Constituição determinava que seria eleito o mais votado.

Marival Guedes é jornalista e escreve sempre às sextas-feiras.

SEMINÁRIO ABORDA COMERCIALIZAÇÃO DO PESCADO

O I Seminário sobre a Comercialização do Pescado na Bahia será realizado nos próximos dias 23 e 24, no Senai/Cimatec, em Piatã, Salvador. De iniciativa da Secretaria Extraordinária da Indústria Naval e Portuária, o evento pretende discutir o desenvolvimento do setor no Estado.

Temas como as qualidades e as condições sanitárias do pescado, legislação ambiental e programa de fomento ao empreendedorismo serão debatidos. Segundo os organizadores, também haverá uma abordagem sobre propostas de incentivo à comercialização do pescado na Bahia.

O seminário será aberto às 9 horas de terça-feira, 23.

CASAL É PRESO APÓS SEQUESTRAR RECÉM-NASCIDO

O músico Jeferson Costa Fonseca, 33, e sua esposa Adriana Machado de Souza, 41, foram presos no final da tarde desta quinta-feira, 18, em Eunápolis, extremo-sul da Bahia, após sequestrar um recém-nascido na cidade de Aurelino Leal, no sul do Estado. A criança é filha de uma adolescente de 16 anos, que teria prometido entregá-la ao casal, mas depois se arrependeu e acusou Jeferson e Adriana de sequestro.

Segundo o site Radar 64,  o casal  – que mora no Rio de Janeiro – teria oferecido ajuda financeira à adolescente durante a gestação e a acompanhou no último mês antes do parto. Jeferson é natural de Aurelino Leal e teria pedido aos seus parentes na cidade que lhe conseguissem um bebê para adotar.

O problema é que, em vez de uma adoção legal, o músico optou por registrar como seu o filho de outra pessoa, o que é previsto como crime no artigo 242 do Código Penal. Jeferson e Adriana podem ser condenados a uma pena que varia de dois a seis anos de prisão.

7 REAIS DE SALDO NO CONTRACHEQUE

Por falar na relação entre governo e o funcionalismo (ver nota abaixo), há casos realmente inusitados ocorrendo na Prefeitura de Itabuna. Servidores da área de fiscalização, que engordavam o salário com as gratificações, estão sob risco de passar fome depois que a administração deixou de pagar aqueles adicionais.

Um funcionário desesperado exibe o contracheque. Antes, recebia aproximadamente R$ 1.500,00, somando salário e gratificação pela produtividade. Hoje, é somente o salário seco, que – após os descontos (inclusive de parcelas de empréstimo consignado), termina num inacreditável saldo de R$ 7,00.

A situação é de penúria.

PREFEITO ENROLA AGENTES COMUNITÁRIOS

O prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo, parece ter decidido chamar para a briga os cerca de 400 agentes comunitários de saúde que atuam no município. É o que deixa transparecer a atitude do gestor, que marcou cinco reuniões para discutir pendências com a categoria e não compareceu a nenhum dos encontros agendados.

O último “bolo” foi dado nesta manhã de sexta-feira, 19. Azevedo combinou a audiência, os agentes apareceram, mas o prefeito os contemplou com seu velho e conhecido “zignal”. Indignados com a falta de consideração, os trabalhadores ocuparam a entrada do Centro Administrativo, onde discutem a postura que irão tomar.

Quem também está presente na manifestação é o vereador Wenceslau Júnior (PCdoB), que apoia a categoria. Ele explica que o governo municipal deixou de pagar o adicional de periculosidade aos agentes e não lhes repassou o reajuste dado pelo governo federal. “É um absurdo a postura do prefeito com relação aos agentes comunitários, nós não vamos aceitar esse desrespeito”, afirma o comunista.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia