O prefeito de Ubatã, Edson Neves (DEM), conseguiu o milagre de ver adiado por duas vezes neste ano o julgamento de ação eleitoral contra o seu algoz, Agilson Muniz (PCdoB), que pode retornar ao poder, a depender do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Enquanto se diverte como prefeito temporário da pequena Ubatã, Neves assegura apoios dos mais ecléticos. Além de andar empencado com o governador Jaques Wagner, é dos mais firmes apoiadores do deputado federal ACM Neto, para quem fez campanha eleitoral irregular na emissora de sua propriedade, a Ubatã FM.

Como se diz, é uma no cravo, outra na ferradura.