WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










abril 2011
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: 26/abr/2011 . 23:39

NOMEAÇÃO DE GILSON PERIGA NÃO ROLAR…

Wenceslau e Gilson: melou?

D´O Trombone

Subiu no telhado a nomeação de Gilson Nascimento, o Sargento Gilson, para a direção da 5ª Ciretran, com sede em Itabuna. O militar foi anunciado há duas semanas em almoço no Los Pampas pelos comunistas itabunenses. Sua filiação (de gaveta), foi comemorada como a grande aquisição do partido para as eleições de 2012.

Mas há um porém. O sargento Gilson corre sério risco de não assumir a cadeira que um dia já foi do prefeito Azevedo e que era seu grande objeto de desejo. A pendenga: uma decisão do governo Wagner – que data do início da primeira gestão – diz que militares não podem ser nomeados para cargos fora da própria área militar. Como a Ciretran está ligada à secretaria da Administração…

Confira na íntegra

PREFEITURA DE ITABUNA TENTA LEVAR MPT “PARA A ESTÓRIA”

Há algum tempo, o Ministério Público do Trabalho vem cobrando da Prefeitura de Itabuna a apresentação dos comprovantes de pagamento das parcelas referentes ao FGTS dos servidores. O governo municipal firmou o compromisso de depositar R$ 150 mil por mês, a fim de sanar uma dívida antiga com o fundo. Só que não atendeu a nenhum dos pedidos do MPT para que os comprovantes de fossem apresentados.

Nesta terça-feira, 26, houve reunião no MPT, da qual participaram representantes da Prefeitura, do Sindicato dos Servidores e a procuradora do Trabalho, Cláudia Mendonça Braga Soares. E nada de comprovante!

A procuradora se irritou e exigiu que o governo atenda à solicitação. Uma nova reunião foi agendada para o próximo dia 30 de maio e serão cobradas as presenças do secretário da Administração, Maurício Athayde, e do diretor de Recursos Humanos, Osmundo Santos.

MIRALVA NEGA ATRASO NO PAGAMENTO AOS PRESTADORES DE SERVIÇO

O governo baiano não reconhece os atrasos médios de três meses no pagamento dos prestadores de serviço temporários (PSTs) da área de educação (veja denúncia aqui). Por telefone, a diretora da Direc 7, Miralva Moitinho, disse que os prestadores de serviço (porteiros, merendeiras, auxiliares administrativos e de serviços gerais) estão em dia.

A dirigente atribui um eventual atraso a falhas documentais. A realidade, porém, é outra: os pagamentos são feitos com atraso médio de dois a três meses.

Miralva nega também nega que esteja de mudança para a capital baiana. “Não tenho nenhuma aptidão para ir para Salvador. Recusaria [um convite]”. Abaixo, a entrevista.

PIMENTA – A Secretaria da Educação está devendo quantos meses aos PSTs?
Miralva Moitinho – Não há atraso. Pode ser problema de documento. Eu não li a matéria. Aqui na Direc a gente não acessa o site [o acesso ao PIMENTA foi bloqueado naquele órgão estadual]. Pelo menos no gabinete, não. Alguém me ligou dizendo da matéria.

Então não há atraso de três meses?
Não há. Nem de cinco meses. Todo mundo já recebeu janeiro, todo mundo já recebeu fevereiro. Quem não recebeu deve me procurar, para a gente regularizar. O pagamento de março deve estar saindo esta semana.

Os PSTs insistem que recebem sempre em atraso, alguns até passam fome.
Possa ser que tenha uma ou outra pessoa em atraso. A gente faz reformulação mês a mês. Pode ter alguma pendência. Se muda de uma escola para outra, há uma desprogramação e atrasa.

Quem está no PST, que não mudou de escola, que não é novo [na rede], não tem atraso de salário.

Esses atrasos de três meses são constantes. Isso ocorre por qual motivo?
Quem está no PST, que não mudou de escola, que não é novo, não tem atraso de salário. Depois do primeiro pagamento, regulariza. É uma parte burocrática. PST não é salário, não é votado na Assembleia, tem toda uma burocracia [de contratos]. Mas estando com a documentação em dia, não existe atraso no pagamento.

A senhora diz que não há atrasos, mas as reclamações nesse sentido são muitas.
As pessoas têm dificuldades na hora da contratação. Por vezes, elas preenchem a ficha, mas não tem CPF correto etc. Pode ser que haja pendência, mas é localizada. Eu sei onde existem as pendências, mas são coisas que a gente administra. Sabemos das dificuldades das pessoas em sobreviver.

As reclamações também são contra a qualidade do atendimento.
Eu tenho me reunido com as pessoas que atendem, da portaria até o gabinete, faço questão de explicar, de dizer. Atendo um por um dos contratados, para explicar, para dizer. Eu entendo a indignação das pessoas. Digo sempre que tenham paciência, existe esse atraso no início do contrato, explico que o estado não paga vale-transporte. E explico para evitar problemas. Eu tenho essas preocupações e se eu colocar pessoas que moram afastadas da escola, as coisas ficam pior ainda.

Até agora não foi possível encontrar uma empresa para implantar a terceirização dos serviços dos não-docentes.

Por que o estado insiste nessas relações precárias de trabalho, professora?
O Estado?

Sim.
Porque até agora não foi possível encontrar uma empresa para implantar a terceirização dos serviços dos não-docentes. Houve licitação, mas o contingente é muito grande e não havia política para não –docente. As escolas que encontramos não tinham funcionário. Concurso não dá porque o tesouro não comporta. Nós temos 50 mil professores e mais de 50 mil não-docentes. O Estado fez duas licitações, mas…

E qual seria o motivo, a proposta do governo é ruim para as empresas?
Não. É porque as empresas querem lotear, dividir por Direc, por exemplo, mas o estado quer uma empresa só para a Educação. Desde outubro que nós estamos esperando a nova empresa, mas tem recursos, recorre daqui, recorre dali… É muita confusão, mas a gente está lutando. O secretário nos pediu um prazo para que isso seja resolvido, pelo menos em parte, até o início do segundo semestre.

Se não for a Direc, eu saio, vou cuidar da minha vida, da minha cooperativa. Se fosse convidada, eu recusaria.

O que há de verdade na saída da senhora da Direc, para trabalhar na secretaria em Salvador?
(risos)… Eu não sei de onde esse menino desse blog [João Matheus, do Políticos do Sul da Bahia] tira isso, quem é que o alimenta.

Mas essa é uma hipótese que vem sendo discutida por gente do PT há mais tempo, não é invenção do blog, como a senhora quer fazer crer.
(interrompe…) Pois é. Não tenho conhecimento nem soube que seja um desejo do deputado Geraldo Simões nem do secretário [Osvaldo Barreto]. Nem é [desejo] do nosso grupo na Educação. Eu não tenho nenhuma aptidão para ir para Salvador. Minha família é daqui, minha casa. Na estrutura do estado, se não for a Direc, eu saio, vou cuidar da minha vida, da minha cooperativa. Se fosse convidada, eu recusaria. O que eu faço, faço com convicção. Acho que essa é a vontade de alguns petistas. E eu tenho certeza que não é [a vontade], desejo do secretário [Osvaldo Barreto], que sempre referencia a Direc 7… Positivamente (risos).

CEPLAC DEBATE PLANO DE GESTÃO ESTRATÉGICA

Elieser Correia, da Ceplac.

Gestores e técnicos da área de planejamento da Ceplac estarão reunidos nesta quarta e quinta (27 e 28) em um curso de gestão estratégica utilizando-se da metodologia Balanced Scorecard (BSC). O curso será ministrado no salão de convenções do Hotel Barravento, no Malhado, em Ilhéus, das 8h às 18h.

Logo após o curso, na quinta e na sexta (28 e 29), o método será apresentado a representantes de instituições da região cacaueira baiana, ainda no salão do Barravento.

O método BSC será utilizado  para a elaboração do Plano de Gestão da Ceplac, segundo o coordenador-geral de Gestão Estratégica da Ceplac, Elieser Correia.

De acordo com a assessoria da Ceplac, o curso terá a supervisão de instrutores da Symnetics e treinará multiplicadores para as superintendências da Ceplac na Bahia, Pará e Rondônio, além das gerências do Amazonas, Espírito Santo e Mato Grosso.

IRRESPONSABILIDADE NA BR-101

Viatura e equipes do Corpo de Bombeiros, Samu 192 e da Polícia Rodoviária Federal foram acionados, no início da noite, para atender a um chamado de acidente grave no quilômetro 471 da BR-101, próximo ao trevo de acesso ao município de Uruçuca. Haveria um caminhão em chamas e pessoas presas às ferragens, segundo o chamado.

Era alarme falso. Quando a polícia rodoviária chegou ao local, descobriu que se tratava, na verdade, de saída de pista com capotamento de uma picape Fiat Strada (placa NTR-0604). E não havia risco de morte para o motorista Francisco Mendonça Araújo, de Ipiaú, que saiu praticamente ileso do acidente.

A polícia checou tudo e descobriu que uma mulher resolveu dar mais “clima” ao pedido de socorro, para que as equipes se deslocassem imediatamente para atender o chamado, informa o repórter Costa Filho, da rádio Jornal. Ela, infelizmente, não foi encontrada para responder pelo ato irresponsável.

Detalhe: se a mulher “aplicou” para acelerar o atendimento, saiba o leitor que o caminhão do Corpo de Bombeiros não conseguiu chegar ao local porque apresentou uma pane e parou há cerca de 20 quilômetros do chamado.

CHIAVON DESCARTA “PLANO C” PARA O PORTO SUL: “A ESCOLHA ESTÁ FEITA E É ARITAGUÁ”

Chiavon: não há plano C.

A decisão do governo da Bahia em transferir a construção do Porto Sul da região de Ponta da Tulha para o distrito de Aritaguá, a cinco quilômetros de distância do projeto inicial, pode não ser unanimidade entre os ambientalistas. Mas, segundo disse ao Jornal Bahia Online nesta terça-feira (26) a secretária estadual da Casa Civil, Eva Chiavon, com esta mudança o governo passou a contar com o apoio da “maioria dos ambientalistas”.

De acordo com Chiavon, o apoio é resultado de um diálogo de alto nível estabelecido. “A questão está resolvida sob o ponto de vista da área. Se tem uma parte de ambientalistas que quer fazer do nosso Porto Sul uma disputa político-ideológica, nós do governo não vamos entrar nessa. Poderá ter gente que não quer nem o porto. E esse cenário não está colocado para o governo da Bahia”, afirmou.

A secretária descartou a possibilidade de uma nova mudança de área. “Não haverá em nenhuma hipótese o Plano C”, garantiu ao Jornal Bahia Online. A nova área, segundo a secretária, está definida e é uma escolha sem volta. “Haverá um porto que vai cuidar, inclusive, dos aspectos que o tornarão ambientalmente sustentável”, disse.

Leia na íntegra

OLHE SÓ OS CONVIDADOS DE WILLIAM E KATE

Luís Alves, Martinelli (de microfone) e Jega Preta (óculos escuros) vão ao casamento real...

EXTRA! EXTRA!

O diretor Nérope Martinelli viaja amanhã, 27, para a Inglaterra, acompanhado de amigos de bateria do bloco Casados I…Responsáveis e do secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Itabuna, Carlos Leahy. O grupo itabunense vai participar de apresentações culturais no casamento do Príncipe William e Catherine Middleton (Kate).

A delegação será chefiada por Martinelli, Leahy e Nilton Ramos. Os três participam da cerimônia religiosa na Abadia de Westminster. A delegação presenteará o casal com mel de cacau, chocolate fino com 70% de cacau, litros de catuaba selvagem e caldo de mocotó pra dar “sustança”.

TRABALHADORES CONTRATADOS PELO GOVERNO BAIANO FICAM ATÉ 5 MESES SEM RECEBER

Os prestadores de serviço temporários (PSTs), contratados pelo Governo Estadual na área de Educação, têm comido o pão que o diabo amassou e muitos reclamam ter até cinco meses de salário em atraso.

Um pai de família, desesperado e sem mais ter a quem recorrer, enviou este email à redação, com pedido veemente de publicação. Segue a mensagem, para que os burocratas do governo Wagner tenham mais sensibilidade com o drama dessas famílias, humildes em sua maioria, e paguem o devido:

A Educação é coisa para terceiro plano. A Secretaria de Educação, paga aos PRESTADORES DE SERVIÇOS NA EDUCAÇÃO DO ESTADO, os chamados PSTs, apenas R$ 428,40/mês, e o Salário Mínimo já é de 545,00. Os descontos ninguém explica para aonde vão.

Recebemos com até 90 dias de atraso e quando se pergunta aos diretores da DIREC 7, aqui em Itabuna, respondem o seguinte: quem não estiver satisfeito, peça para sair que existem mais de mil pessoas querendo sua vaga. Mas infelizmente somos pessoas com mais de 40 anos de vida e não é fácil encontrar emprego. Talvez por isso, que os nossos Diretores se aproveitam da oportunidade.

A verdade é que tem muita gente que trabalha nos Colégios Estaduais, aqui de Itabuna, que estão passando fome. Energia elétrica cortada, sem água por ter o fornecimento interrompido, cobradores em nossas casas e, para concluir, passamos a SEMANA SANTA SEM TER COMO NOS ALIMENTAR E ALIMENTAR NOSSOS FILHOS.

Fica o espaço aberto para que o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, e a diretora da Direc 7, Miralva Moitinho, expliquem o porquê de uma situação tão gritante, desrespeitosa com as pessoas (a maioria dos PSTs é porteiro, merendeira, auxiliar de serviços gerais etc).

Fica aqui, também, uma pergunta: Será que o governador Jaques Wagner esqueceu sua origem e tem permitido tantos desacertos e injustiças com os trabalhadores?

A VOLTA POR CIMA E A VOLTA DO BOÊMIO

Ousarme Citoiaian (que assina o UNIVERSO PARALELO aqui no Pimenta) considera o emprego de expressões idiomáticas e frases feitas uma forma de “colorir, enriquecer e embelezar a linguagem”. A propósito, ele menciona, com louvores, dois jornais – um que noticiou a intenção do prefeito de Itabuna de “dar a volta por cima”, e outro que usou o título “A volta do boêmio”, referindo-se ao retorno do jogador Adriano ao Brasil. “Isto mostra que existe vida inteligente nas redações”, brinca o colunista.

Ainda mais feliz ele se sentiu porque uma leitora “ressuscitou” a canção Praça Clóvis (“um primor de ironia”), de Paulo Vanzolini, justamente o autor do samba Volta por cima. O. C. (conforme faz todas as terças-feiras) respondeu aos comentários desta semana – e agradeceu aos leitores que os fizeram. Para rever a última coluna, clique aqui.

AS DEMISSÕES NA AZALEIA

Indústria emprega quase 14 mil no sudoeste.

A Azaleia gera aproximadamente 14 mil empregos na região compreendida entre os municípios de Itapetinga, Itororó e Potiraguá. Desde o final do ano passado, calcula-se que foram demitidos 1,5 mil trabalhadores nas unidades da empresa no sudoeste. As informações dando conta de uma retração dos investimentos da Azaleia Nordeste agitaram as três cidades.

Se especulações ou não, fato é que a própria empresa se nega a fornecer maiores detalhes sobre o que está ocorrendo. O PIMENTA fez três contatos nesta terça com a indústria em Itapetinga, considerada hoje a matriz dos negócios da Vulcabras. A informação na empresa era de que o diretor Adair Nobre estaria viajando e não poderia falar.

Apesar da conhecida dificuldade do setor calçadista brasileiro com a concorrência de países asiáticos, principalmente a China, o mercado tem uma leitura dos movimentos recentes da Azaleia: estes teriam a finalidade de pressionar o governo baiano em busca de mais isenções para continuar no estado.

PEEMEDEBISTAS ATACAM REFORMA PROPOSTA POR WAGNER

Deputados estaduais peemedebistas atacaram a reforma administrativa proposta pelo governo baiano. A reforma deverá ser votada nesta semana e cria novas secretarias e mais de 170 cargos comissionados. As críticas foram expostas em nota tornada pública há pouco.

O partido considera a reforma contraditória para o momento de cortes orçamentários superiores a R$ 1,1 bilhão. Os parlamentares considerariam a proposta do governo um amontoado de “mudanças desarticuladas” que “resultará em inchaço da estrutura do Estado com novas secretarias” e teria a finalidade de apenas “acomodar aliados políticos”.

O PMDB ainda critica a falta de reuniões do governador Jaques Wagner com o secretariado estadual e vê incoerência no fato de o Estado criar novos cargos e, ao mesmo tempo, promover arrocho salarial dos professores universitários e não convocar aprovados em concurso. Confira a íntegra da nota clicando no “leia mais”.

:: LEIA MAIS »

IBAMA ALERTA PARA EXTINÇÃO TUCANA

The Piauí Herald

MATA ATLÂNTICA – A revoada de vereadores e deputados do ninho do PSDB, assim como os ataques de predadores kassabistas, ameaçam os tucanos de extinção. O grave alerta foi divulgado na manhã de hoje em Brasília pelo Ibama, instituto que monitora as espécies ameaçadas nos biomas brasileiros. Segundo o Ibama, os tucanos estariam sendo vítimas, ainda, de uma doença crônica das matas tropicias, o govenismus cronicus.

“O tucano era uma ave comum no cerrado e já foi até considerado uma praga no Planalto Central”, disse o ambientalista Paulo Nogueira Neto, presidente emérito do WWF. “Hoje em dia, é possível passar um dia inteiro no Congresso sem encontrar um único espécime sequer.”

A WWF também decidiu reclassificar o status da ave após o anúncio de que Walter Feldman, um dos fundadores do PSDB, está deixando o ninho. “Se até os tucanos históricos estão debandando, em breve não sobrará um único exemplar sequer para contar a história se não fizermos nada”, afirmou Marina Silva.

As medidas para salvar os tucanos da extinção dividem os especialistas. Um espécime de Minas foi apontado como capaz de garantir a perpetuação da espécie, mas estava bêbado demais para se reproduzir. Um espécime paulista de hábitos noturnos foi cogitado para liderar os poucos tucanos que restam, mas um exame mais detido revelou que se tratava de uma coruja. Foi proposta a criação de um corredor ecológico entre Brasília e São Paulo para a reprodução das aves. Empreiteiras já discutem nos bastidores quem vai ganhar a licitação para a obra.

Diante da ameaça, o cineasta Carlos Saldanha já trabalha no roteiro de uma sequência para a animação Rio. No novo filme da série, um tucano exilado em Nova York é trazido de volta ao Brasil para se reproduzir e salvar a espécie.

SEM MERENDA E SEM TRANSPORTE

… E prefeito sem apoio. A situação político-administrativa em Buerarema voltou a se agravar neste final de mês. O prefeito Mardes Monteiro (PT) perdeu mais um apoio na Câmara de Vereadores com a renúncia do agora ex-líder de governo, José Eduardo (PR). O vereador, segundo disse a amigos, não aguentava mais ter que dar tantas explicações sobre os erros administrativos do governo. Zé Eduardo deixou o governo e foi para a oposição.

A última da gestão na confusa “Macuco” acontece na área do ensino: as escolas da rede municipal estão sem merenda. Para agravar ainda mais o problema, desde a semana passada os alunos da zona rural estão sem estudar, pois os veículos locados para transportá-los pararam por falta de pagamento por parte do município.

FALTOU VACINA

O primeiro dia de vacinação contra a gripe registrou problemas em Itabuna. Apenas o Centro de Saúde José Maria de Magalhães Neto disponibilizava vacinação e a promessa era regularizar o atendimento nesta terça.

A Secretaria de Saúde de Itabuna alegava que o município temia faltar energia elétrica nas unidades de saúde no feriadão da Semana Santa e, assim, perder as doses de vacina, segundo informa A Região.

A campanha de vacinação contra a gripe vai até o dia 13 de maio. O público-alvo são as gestantes, idosos e crianças de seis meses a dois anos incompletos. Os postos atendem das 7h às 17h. O Dia D da campanha contra a gripe será o próximo sábado, 30.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia