WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





agosto 2011
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias





itao

psit


QUAL O PROBLEMA DA POLÍTICA?

Valéria Ettinger | [email protected]

 

Os nossos políticos, ao serem alçados à condição de representantes, esquecem-se de que são procuradores de interesse alheio.

 

Meu primo Luiz Tinoco escreveu a seguinte frase no facebook: “o problema dos que não gostam de política, é que são governados pelos que gostam”. Mas Luizinho, será que o povo sabe o que é política?

Política no seu sentido lato é a busca do consenso como meio para viver harmonicamente em coletividade. Então, exercitamos a política em todos os segmentos de nossas vidas, por sermos seres sociais. E somos os responsáveis pela máquina que promove o consenso, tanto na condição de representantes quanto na de representados, que é o exercício pleno da democracia. Assim, política só existe no regime democrático.

Todavia, a sociedade aprendeu que a política foi feita para os políticos e só a eles foi dado a obrigação de exercê-la. Mas os nossos políticos, ao serem alçados à condição de representantes, esquecem-se de que são procuradores de interesse alheio e passam a utilizar a política para a realização de interesse próprio, bem como para a manutenção no poder. O distanciamento dos cidadãos da esfera pública fortalece a monopolização da política e os desmandos decorrentes dos acessos que ela proporciona.

A partir daí começa o jogo do vale tudo. Nada é proibido para manter-se invicto. Como alianças de supostos inimigos, benefícios, honras e dignidades aos mais fortes, promessas futuras e acessos facilitados. E o jogo da política deixa de ser a busca pela harmonia coletiva para transformar-se no melhor caminho para ter poder.

É triste saber que a política se transformou no meio mais sórdido do homem exercer o seu egoísmo e sua ambição, enquanto os destinatários da política ficam alijados dos seus direitos e impedidos de serem de fato os verdadeiros titulares do poder. O mais triste é ler a conclusão a que chegou o arquiteto Oscar Niemeyer: “Projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá, foi como criar um lindo vaso de flores para vocês usarem como penico. Hoje eu vejo, tristemente, que Brasília nunca deveria ter sido projetada em forma de Avião e sim de Camburão…” Só discordo de uma coisa: o pronome deveria ser nós e não vocês, caro mestre.

Valéria Ettinger é professora universitária.

15 respostas para “QUAL O PROBLEMA DA POLÍTICA?”

  • Dr. Cristiano Conrado says:

    Valéria.

    Fui seu colega em quase toda nossa infância e adolescência, sua índole sempre foi de uma pessoa serena e madura, não poderia se tornar uma adulta diferente.
    É com muita satisfação que vejo que nossa geração amadureceu, que tem representantes capazes e que pensam que o mundo e a humanidade não podem se resumir a esta realidade mediocre que nos aperta o coração.

    Vamos nos unir Valéria, nossa geração precisa mostrar a que veio, nossa cidade e o orgulho de quem nasceu e vive aqui precisam ser recuperados.

    Um abração e parabéns pelo texto.

    Cristiano

  • Sérgio Oliveira says:

    Eu ainda sou de uma época, na minha infância, em que as pessoas iam aos comícios ouvir os políticos – da época – fazerem seus discursos, tais como o Sr. José Soares Pinheiro, …, mas isso já acabou faz tempo, …!!!

    Depois vieram os “Showmícios”, que foram proibidos, pois atraiam muita gente, não para ouvir o que os políticos tinham a dizer, mas para assistirem aos shows de bandas contratadas a preço de ouro, após os comícios, …!!!

    Depois disso, piorou de vez, pois pegam às pessoas humildes, e pagam qualquer esmola para soltarem fogos e balançar bandeiras, …, ou mesmo dão gasolina para as pessoa acompanharem carreatas, tudo para fazer númeroe colocarem na televisão, nos horários eleitorais, e dizer que colocaram 50.000 pessoas na Av. Cinquentenário, por exemplo, …!!!

    O superdimensionamento dos eventos é outra prática mentirosa e nefasta, pois – de lado a lado – as pessoas são compradas para participarem, para ormar as manadas, …!!!

    Então, as pessoas que entendem das coisas, que são formadores de opinião, não têm a mínima noção do que é política, mas do que é politicagem, …!!!

    Até o Governador e/ou o Presidente da República, parecem pop star, quando vêm às cidades do interior apoiar seus candidatos, …!!!

    O problema é que tudo é baseado em mentiras, em enganação, numa coisa tosca e repugnante, para quem conhece, e consegue filtrar, a veracidade dos fatos, …!!!

    Então, concluindo, parte do povo até sabe o ue é política propriamente dita, mas tem nojo do que hoje se apresenta, …!!!

    Além de tudo ainda tem aquela coisa: Se não está do meu lado, eu vou prejudicar, perseguir, acabar com os opositores, usando, inclusive, a máquina pública, …!!!

    A propósito, eu deixo aqui uma pergunta: Não era justamente isso que o Pessoal do PT, quando eram oposição, tanto criticavam? Então porque fazem a mesma coisa, …?!?!?!

    Não precisa explicar, …, eu só queria entender, …!!!

  • Alberto Araújo .'. says:

    EXCELENTE!

  • Geórgia says:

    Mais uma vez seu texto perfeito!!Concordo com o comentário de Cristiano precisamos nos unirmos para recuperar a nossa dignidade como cidadão Grapiúna.

  • APLAL says:

    Muito bom amiga. Parabéns pelas sábias palavras!!!

  • Achel Tinoco says:

    O problema da política é que temos lá no alto do poder um bando de ignorantes, que só enxergam o próprio umbigo e ainda pensam que são imortais. Aí está um dos males da democracia: eles, os politiqueiros profissionais, acreditam que o poder foi feito sob medida para eles usufruírem do jeito que bem lhes aprouver. Assim, a política fica uma colcha de retalhos, costurada a sete mãos, mãos deles próprios, sempre sujas e mal-lavadas.

  • Martin says:

    Será que não havia política na Monarquia e Império Romanos, nem na escravocrata Grécia Antiga? E no Antigo Regime? Neste último professora universitária Ettinger, não seria a política o locus do poder? Eu realmente não entendi, quem sabe o Luis seu primo(colocado como “coitado”) também não: POLÍTICA SÓ EXISTE COMO SE CONCEBE NA MITOLOGIA DA HARMONIA (Ver: Cahuí), escamoteando a violência de uma sociadade como a nossa que é autoritária por formação?

    Ô “PRÓ”, POLÍTICA É O ESPAÇO RACIONAL DE CONFLITO, DE LUTA, A BUSCA DO CONCENSSO É PARTE DO PROCESSO, MAS A HARMONIA NÃO É SEU RESULTADO MAIS PLENO, E SIM AS CONQUISTAS, QUE GERALMENTE NÃO VÊM APENAS DE REGIMES QUE VOCÊ DIZ DEMOCRÁTICOS (e nem dá um conceito… Apesar de estampado na bela dentição de seu sorriso grandioso no país dos banguelas!) Já esteve nos bancos do SUS “PRÓ”?

    A sociedade não aprendeu, a sociedade foi formada com porradas, sangrias, genocídios, para aceitarem a estética da salvação: senhores brancos (“endoutorados” pela força da opressão e da tradição, que eu sei que é “formada com muitas mortes no peito”: Caboclo Marcelino, Babau, os 19 trabalhadores do Eldorado dos Carajás, de Santa Luzia e seus funerais, reporteres – Manuel Leal, brasileiros e brasileiras trabalhadoras. Sempre os principais “suspeitos”, especialmente se estão organizados civilmente frente a uma justiça alheia!)

    Nossos “coronéis políticos do cacau” são apresentados como salvação do inferno que eles mesmo forjaram, e tem gente que acredita …

    A senhora não acredita em Papai Noel acredita? Pois ele ficou zonzo e não encontrou o Brasil!!! Mas têm nada não, o povo brasileiro, diferentemente da sua concepção de politica de “final feliz”, vêm encontrando felicidades em suas LUTAS nada harmoniozas (e olha que eles não possuem o poder das armas na sociedade civil, não são eles quem comandam as tropas e/ou os mecanismos de repressão à divulgação de nosso problemas)!!!

    Mas claro cidadã, nem todas as vitórias são uma mordedura tão branca quanto a sua, apesar de sermos formados do “mesmo barro”, apenas isso. Estás de um lado do balcão e tenta homogeineizar de maneira ridícula sua visão, me perdoe mas apenas em respeito a Gramisc é necessário lhe dizer que política é feita desde “o tempo das cavernas” (se assim fica mais fácil para você), e parte do princípio da defesa de posturas e opiniões entre grupos (debate, discursos e embates sociais)… A dialética existe professora, a senhora queira ou não!

    É triste ver sorrindo um professor criticando do gabinete? É sim! Na tela iluminada da net? É sim… Mas o mesmo é capaz de sorrir tratando da desgraça do povo (“povo eles”)…

    Mas que sabe a senhora não tenha assim algum Grupo de Estudos em Ciências Políticas. Para lamentar tanto! De alguma forma a senhora já deves ter arregaçado as mangas né? É melhor acreditar assim, pensando na juventude, e na sua profissão.

    Leia Maquiavel não viu fessora, leia não. Ói, tem outro ruim também, é um tal de Hobbes… Ahh, mas eles antecedem o século XX. Ops, mas tambéme estão tão presentes!

  • Adriana says:

    Esse povo atirado a inteligente é muito chato. Criticando a professora só porque ela errou umas coisas. O importante é que nós, alunos que que adoramos ela, entendemos as coisas e vamos tentar mudar esse mundo como ela diz. Isso é o que vocês também devia fazer, mudar esse mundo da política dos mais forte, dos que compram voto, ganham e esquecem do povo. Ela tem razão quando diz que os políticos são todos egoístas e ambiciosos. Assim que eles são mesmo. Até o dinheiro que prometem pagar pra agente fazer a campanha deles eles não pagam. Imaginem se vão lembrar da gente tempos depois. Parabéns professora! Continui assim!

  • João Desconfiado says:

    EU SIMPLESMENTE ACHO VC LINDA, DIVINAMENTE MARAVILHOSA. TE CURTO PRÁ CACÊTE, VIU?

  • Luiz Tinoco says:

    Não poderia imaginar que uma singela colocação de frase no facebook fosse promover debates de ideias e ideologias tão acaloradas, opiniões racionais e equilibradas, serenas, inteligentes, discordantes, etc.., o que prova que necessitamos de mais ações e atitudes dos políticos e governantes para que possamos ser inseridos nas discussões das políticas públicas, contribuindo desta forma para o aperfeiçoamento da democracia.
    Não é justo que pessoas de índole e caráter, que se destacam em suas áreas de atuação não participem da política partidária que, sabemos, são cartas viciadas e marcadas que determinam os supostos candidatos em condições de vencer um determinado pleito eleitoral, bastando para isso que se comprometa com determinados grupos corporativos, sindicatos, partidos, associações, etc.., deixando de lado os interesses comunitários e coletivos e ficando reféns de uma minoria que dominam as siglas partidárias, cujo o único objetivo é ganhar dinheiro fácil em concorrências fraudulentas, superfaturar obras, empregar apaniguados, disseminar nepotismo e, por esta razão os que não conseguem ser manobrados porque geralmente saõ mais politizados, formadores e tem opiniões próprias se distanciam da política partidária.
    Quando melhorarmos o vetor de progresso e desenvolvimento de qualquer nação, – Educação -, deixaremos de ter miseráveis, desprovidos de conceitos e cidadania e teremos um povo ávido por justiça social, igualdade e oportunidades.
    Parabéns pelo seu artigo, muito sereno e equilibrado, que nos remetem à algumas reflexões.

    Luiz Tinoco de Miranda Filho
    Salvador-Ba

  • TINOCÃO says:

    Rapaz… Se existir a antítese do premio Nobel, a “Ettinger Family” ganha disparado!!!! Com seus mil adoradores de professor e criancinhas que querem diploma universitário para mamãe ficar feliz e mostrar né? Tem que mostrar né? Mostra mesmo né? Pra frente e avante!

    Parabéns pelo abacaxi!

  • Pedro Magalhães says:

    Caros colegas,

    É um insulto à professora “universitária” cobrá-la como se fosse uma produtora de conhecimento. O que é isso gente??
    Só por que ela não consegue publicar nada, por que não entende de conceitos, por que quer ter o espaço dela como professora universitária no Blog de Seu Pimenta (valeu S. Pimenta!).

    Tadinha… Vão a LDM, a Companhia das Letras, a Civilização Brasileira, as séries “primeiros passos” ou a série “o que é”, são tão legais…

    Agora professora (que mal com os políticos maus), diz aí onde é a fonte para a gente se matricular!!

    Só o “João desconfiado” têm acesso? Pelo amor de Deus, ou à Política, o acesso deve ser aberto a todos!!!

    Onde então esconde-se a Rapunzeu da filosofia política?? Haja vista que temos uma grande leva para a introdução ao tema, eles observam muito isso, a introdução ao tema… Especialmente quando ela é assim… Loves in the air (pela nossa moral militar perdida, esquecidsa, na ditaDURA ninguem roubava, NEM ACM, NEM ROBERTO MARINHO QUE TEVE UM PROCESSO ENGAVETADO POR CASTELO BRANCO)…

    Ahh, as aluninhas ficam nessa de… “Só por que errou umas coisinhas”. Que nada, errou nada, é isso mesmo!!! Cacete no povo!!! Quem é burro deve ter que pagar para ter o atestado, pagaremos, mas deixa nóis dá uma conferida ao vivo né!!

    Onde esconde-se a Rapunzel?? Nação jovem politizada, inscrevam-se!! “POIS É MUITA ESTRELA PARA PUCA CONSTELAÇÃO…” (R. SEIXAS)

  • PAULA MEDRADO says:

    VOCÊS DEVIAM TER MAIS RESPEITO PELA PROFESSORA VALÉRIA. ELA É UMA PESSOA MARAVILHOSA, QUE É FUNCIONÁRIA PÚBLICA POR QUE TEM CAPACIDADE E É INTELIGENTE. SAIBAM QUE ELA DA AULA POR UM SALÁRIO BEM ABAIXO DO QUE ELA MERECE LÁ NA FTC, ENQUANTO É DIGNA DE ESTA NUMA USP OU QUALQUER OUTRA DESSAS AÍ QUE VOCÊS DA ROÇA VALORIZAM, POR QUE TEM A MENTE PROVINCIANA. ELA É TÃO PREOCUPADA COM A EDUCAÇÃO QUE TEM ATÉ UM BLOG COM TEXTOS DE DIREITO PARA AJUDAR AGENTE QUE NÃO CONTA COM UMA BOA BIBLIOTECA NA FACULDADE. CONTINUE ASSIM PROFESSORA E NÃO LIGUE PARA OS INVEJOSOS.

  • Joel Barros says:

    PROFESSORA,
    COMO DIZ O OUTRO, ISSO AQUI É PIMENTA BAIANA, SE NUM ARDER…
    TÁ ARDENDO NÉ?

  • Uma Brasileira says:

    Prezada professora Valéria

    Gostaria de saber qual é a fonte que usou para atribuir a frase que menciona em seu texto ao arquiteto Oscar Niemyer. Tenho pesquisado e visto essa frase ser mencionada em varias paginas, comentarios, etc na net mas em nenhuma cita a fonte.
    Acredito que como professora universitaria deva saber de onde tirou tal informação, também sou universitaria e sabemos da importância das fontes, não é mesmo?

    Se puder responder ficaria muito grata
    att

Deixe seu comentário

camara itabuna






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia