WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










setembro 2011
D S T Q Q S S
« ago   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias





itao






REFLEXÕES SOBRE POLÍTICA E SOCIEDADE: O CASO DE BUERAREMA

Rafael Moreira | gama.moreira@hotmail.com

O que vemos são núcleos que buscam atender a interesses específicos e que direcionam as suas ações para rumos variados.

A imponência do Jequitibá no alto da serra suscita na memória do cidadão de macuco as mais honrosas lembranças de um povo batalhador, humilde e que ao longo dos seus dias tem pautado sua vida no exercício contínuo do trabalho, da amizade e da honestidade.

A impotência frente aos desmandos políticos, da corrupção e da marcante presença da incompetência na gestão da coisa pública no município, forma no imaginário do cidadão comum, honesto e trabalhador, a sensação de que os “ratos que povoam os órgãos públicos” são, de fato, imunes aos ditames da lei.

Buerarema vive um período de confusão política e social (afirmamos ser um período, tendo em vista que a atual dinâmica política do município se arrasta a um número considerável de anos). Fato que, se observado positivamente, poderia se tornar o combustível emoliente para a formação de uma corrente de verdadeiros munícipes (agricultores, artistas, comerciante e comerciários, educadores, profissionais da saúde, advogados, empresários, estudantes, entre outros) em busca de uma solução imediata ao emaranhado de escândalos e descasos que tem sido a tônica daqueles que pela prefeitura municipal tem passado.

Porém, não é isso que percebemos. O que vemos são núcleos que buscam atender a interesses específicos e que direcionam as suas ações para rumos variados, fragilizando assim a maior das armas de um povo: a unidade na busca pelos seus ideais. Dizemos unidade para não dizermos unanimidade, pois a pluralidade é elemento básico nas sociedades ditas democráticas, no entanto, mesmo a pluralidade está a serviço de um ideal comum que é a melhoria na qualidade de vida da população.

Em nome de interesses de ordem econômica e/ou política percebemos que o foco da atenção se desvirtua e a comunidade continua a sofrer com o ininterrupto declínio dos serviços que lhes são oferecidos. Ou o leitor acredita que se oferecem serviços de qualidade quando os servidores encontram suas dispensas vazias e suas contas em atraso? Salário em dia é sinal de respeito ao trabalhador, isso para não falar em lei.

Continuo a indagar se o leitor acredita que os serviços básicos como educação e saúde podem ser prestados com a qualidade que merece o cidadão, quando os servidores presenciam colegas serem perseguidos e arbitrariamente julgados e condenados, mesmo que em foros inadequados e sem os ritos dignos da democracia, pelo fato de discordarem do atual modelo de gestão implantado pela corrente política que conduz as ações da prefeitura municipal.

Ou ainda, você se sentiria mais ou menos confortável em saber que as crianças de sua cidade, uma delas poderia ser seu filho, faz o seu lanche com merenda estragada, vencida e com insetos, apenas pelo fato de que os servidores são coagidos pela administração a não efetuarem as denúncias?

Não são estas as lembranças que os cidadãos da bela e hospitaleira Buerarema querem legar aos seus. Entretanto, o caminho que se segue é tortuoso e as dificuldades serão muitas, mas o destino tende a ser a vitória. A vitória da honestidade, da competência, da lisura, da transparência para com os recursos públicos.

Ao lerem esta singela reflexão os arautos da corrupção, da sabotagem, da injúria, da INCOMPETÊNCIA (onde estão as realizações que eles legaram ao município?) do favorecimento, não muito se importam, pois a inquietude ainda não faz parte da realidade de todos, entretanto, hora virá em que a indignação popular será a tônica da reflexão e, com isso, a zona de conforto dos parasitas aproveitadores será substituída pelo purgatório das lamúrias.

Urge que você cidadão, que se preocupa com aquilo que é feito para com o dinheiro dos seus impostos e, mais que isso, com a história do seu município, se mobilize. Iniciemos uma corrente pelo bem, numa avaliação suprapartidária, que sirva de combustível para que, no ápice das próximas eleições, sejam conduzidos aos cargos públicos cidadãos dignos de serem servidores e não aqueles que almejam serem servidos.

Desta forma, a Buerarema da música e da poesia, da arte e do encanto, não mais figurará nos espaços de discussão maculada por esta página hedionda da sua história.

Rafael Moreira é professor e blogueiro.

10 respostas para “REFLEXÕES SOBRE POLÍTICA E SOCIEDADE: O CASO DE BUERAREMA”

  • Mércia Fontes says:

    Parabenizo o colega Rafael pela matéria‼
    O povo precisa realmente se conscientizar e tentar mudar a história da politica na nossa região‼ A corrupção ta cada dia maior e o sofrimento do povo também.

  • confio na mudanca geral says:

    Muito bom!

    Buerarema tem que se renovar(mudar)
    ter respeito

  • Uma leitora e eleitora says:

    Parabéns pelo seu texto, Rafael. Mas, o que podemos esperar de um Município gerido por um prefeito que se alia a um criminoso como o tal “cacique” Babau, que de uma hora para outra tornou-se índio e sem passar pelos critérios da cultura indígena, virou cacique com uma vasta lista de crimes elencados pela Polícia Federal. Que eu saiba o Mardes nunca gostou do Babau, mas interessado em alguns votos e tirar proveito dessa bandalheira, agora anda ligando para o Secretário de Justiça do Estado elogiando o trabalho desse bandido travestido de indígena. Também só podia ser um prefeito “petista”, aliás, são colegas e se merecem.

  • Zelão says:

    Zelão diz: – São “karmas” de cada um!

    A religião “Hindu” afirma que cada um de nós possui um karma que o acompanha por toda a vida. O Católico Apostólico Romano considera como sendo “fruto do pecado,” representado como “A Cruz de cada um de nós.”

    Existem nações, cujo povo parece gostar do sofrimento e até o “elege” espontaneamente, renovando-o de quatro em quatro anos. É o que se pode dizer do povo de Buerarema, que nos últimos tempos, tem primado por escolher para dirigir os seus destinos político e administrativo, figuras sobjamente conhecidas, aliadas a tudo o que há de mais pernicioso.

    Lamento pelo povo de Buerarema que carrega nas costas essa triste sina, karma ou pecado, por sua livre e espontânea vontade.

  • macuco says:

    É lamentável a situação,mais lamentável ainda é as opções atuais dos possíveis candidatos(Orlando filho,Aloísio,Guima,Cristovam).Tomara que Paulo César Ganem,retorne a Cidade,seria a melhor opção!

  • Nívea says:

    O povo precisa aprender que um VOTO vale muito mais do que : cimento, blocos,areia, promessas vans. E que o gestor de um municipio tem o dever e a obrigação de cuidar de seus municípes, oferencendo saúde, educação, cultura,esportes,saneamento básico de qualidade. Infelizmente ao tomar as redeas deste município observamos que aquele que prometera cuidar e zelar, passa a ter uma postura egoísta quando cuida só de si e dos seus mais chegados. Hoje o que vemos em nossa Buerarema é o cuidado e zelo só com quem votou no prefeito, o resto é o resto! Espero um dia ver esta cidade dar o seu grito de liberdade!

  • Walmir do Carmo says:

    Parabéns meu querido Rafael. Você é um jovem competente e responsável em construir coisa bacanas. Ainda bem que entre os jovens existe jovem assim como você, que expressa e faz refletir sobre as situações políticas dos nossos tempos. Realmente, estamos vivenciando uma catástrofe no que diz respeito a falta de ética, falta de cidadania, de equilíbrio, de bons costumes dos homens que administram os bens públicos. Tomara que estas criaturas tomem vergonha na cara e direcionem suas promessas para melhorar a vida do povo que é o patrimônio mais precioso da cidade.

  • Amigo Walmir

    Desde cedo aprendi que devemos selecionar criteriosamente os exemplos que devemos seguir seja na política, na carreira profissional, na vida familiar, etc. Desta maneira iniciei e pretendo dar continuidade a minha trajetória tendo como espelho os verdadeiros militantes de uma política que se proponha justa, humanitária, suprapartidária e que leve primeiramente em conta a qualidade de vida do trabalhador e não apenas as cifras nas contas bancárias. Dentre estas pessoas comprometidas incluo você, sujeito honesto, batalhador, humilde, e ,o que acredito ser mais importante, acolhedor para com aqueles que estão dando os seus primeiros passos na trajetória política que você tão bem conhece. Nós nos sentimos privilegiados em tê-lo como amigo.
    Forte Abraço

    Rafael e Daniela

  • weldon Hagge says:

    Parabens Rafael, gostei muito do seu texto, não apenas pelo conteudo, mas principalmente pelo otimo português numa redação quase perfeita.Nossa região precisa muito de jovens participativos no processo político. Muitas vezes os ratos passeiam justamente porque não realizamos nosso papel de gatos vigilantes e atentos. Continue assim, sempre atento e critico pois isso sim, é o normal….toda letargia que assistimos por parte de uma juventude omissa, são frutos de uma educação caótica que apenas tecnifica e não educa e nem desenvolve o senso critico. Um abraço, Weldon Hagge

  • Obrigado Weldon, acredito que num momento como esse, onde a política, como atividade nobre, tanto precisa de nós o lema deve ser (um até já conhecido bordão) “juntos somos mais”…

Deixe seu comentário








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia