WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

editorias






:: 22/nov/2011 . 22:15

REAÇÃO DERRUBA “SUPER-CIP” EM ITABUNA

O itabunense está livre, pelo menos por enquanto, de uma forte tungada que o prefeito José Nilton Azevedo pretendia dar no bolso do contribuinte, com o aumento da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) em inacreditáveis 1.900%.

Nesta terça-feira, 22, o vereador Ricardo Bacelar (PSC) abriu a sessão das Comissões Técnicas com a leitura de um ofício no qual o Executivo pedia a devolução da proposta, com o objetivo de promover “adequações”. Alegando que o Regimento Interno não amparava o pedido, o vereador simplesmente arquivou a matéria.

Além de críticas da imprensa e entidades, o projeto enfrentava resistência dos próprios vereadores, mais preocupados com a própria imagem nesse período em que as eleições se aproximam. A expectativa é de que o presidente da Câmara, Ruy Machado (PRP) confirme o arquivamento do projeto na sessão plenária desta quarta, 23.

PRESO POR FUMAR MACONHA NO BUSÃO

Rondineli disse que maconha teria finalidade "terapêutica" (Foto Bahia Sul News).

Rondineli Ribeiro da Silva, 23, deixou o Rio de Janeiro para visitar o pai em São João do Paraíso, em Mascote, no sul da Bahia. Mas o jovem ficou no meio do caminho porque puxou um “morrão fumegante” dentro do ônibus. Rondineli disse que fazia da maconha remédio.

Segundo contou o Sul Bahia News, o jovem afirmou à polícia que foi a esposa dele quem repassou a maconha, para amenizar a hipertensão. A Polícia Militar foi acionada quando o motorista do busão, da São Geraldo, parou no ponto de apoio da empresa, pois a “chaminé” estava incomodando os demais passageiros. Aperta daqui, aperta dali, Rondineli assumiu o “morrão” e disse que a Canabbis teria lá suas propriedades terapêuticas.

ZÉ NEGUINHO E A PQP!

O vereador Reynaldo Oliveira, o Zé Neguinho, usava a tribuna há pouco, em Ilhéus, para falar de corrupção no Brasil e, influente que só ele, dar sugestão à presidenta Dilma Rousseff:

– O setor da pesca tem muita gente envolvida em corrupção. Tem que entregar a pasta a um pescador.

E logo completa, para um plenário estupefato:

– Eu fui a Brasília, conversei com o ministro [da Pesca] e quando abro os jornais, p… que pariu!, quase que o ministro tinha caído.

MPF DENUNCIA TAMBÉM PREFEITO DE ITACARÉ

Tonho de Anizio: denunciado pelo MPF.

O Ministério Público Federal denunciou o prefeito de Itacaré, Tonho de Anizio (PCdoB), em ação de improbidade administrativa por superfaturamento de notas fiscais da merenda escolar, no valor total de R$ 120 mil, em 2010. Além do gestor, também foram denunciados o secretário de Finanças, Hudson Rodrigues Gomes, o tesoureiro Antonio Souza dos Santos, e os servidores Jeferson da Silva Santana e Neila Palafoz Barreto, além do Supermercado Gigantão.

O procurador Eduardo El Hage aponta, na ação, que a verba foi supostamente desviada do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A empresa Valdirene Pereira de Souza, que usava nome fantasia Gigantão, recebeu R$ 202,3 mil da prefeitura, conforme a ação.

Do valor, segundo o procurador da República, menos da metade (R$ 81 mil) corresponde aos pedidos feitos pela nutricionista responsável pela composição do cardápio da merenda escolar do município. O restante foi desviado por meio de notas superfaturadas, conforme denúncia do MP, e “vales”. Os vales eram assinados por funcionários da prefeitura e pelo tesoureiro do município.

O procurador El Hage cita problemas também no fornecimento da merenda aos alunos, pois a licitação no ano passado somente teria ocorrido em maio e o fornecimento, em junho. O representante do MPF requer que os envolvidos sejam condenados ao pagamento de multa no valor do montante desviado e a indisponibilidade dos bens até o valor apontado na ação.

2011: ANO DE OURO PARA O TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

Cena de "O Inspetor Geral...", sucesso do Teatro Popular

Fazendo uso de uma expressão popular, dá para dizer que o Teatro Popular de Ilhéus “bombou” em 2011. A sátira, mesclada com crítica social e política, tudo isso apresentado em forma de literatura de cordel, conquistou público e crítica com “Teodorico Majestade, as Últimas Horas de um Prefeito” e sua sequência, “O Inspetor Geral: sai o prefeito, entra o vice”.

Em maio, Teodorico participou da V Mostra Latinoamericana de Teatro de Grupo, em São Paulo, e recebeu críticas positivas de Sebastião Milaré e do colombiano José Assad. Milaré incluiu o TPI na série de documentários “Teatro & Circunstância Nacional”, da Sesc TV. A gravação será no próximo dia 28.

“O Inspetor…”, também um grande sucesso, continua brilhando nos palcos de São Paulo desde o primeiro semestre, com terceira temporada em Sampa agendada para fevereiro do ano que vem, no Teatro Ruth Cardoso. Antes disso, acontece a estreia na Bahia: dia 5 de dezembro, às 19h30min, no Largo Quincas Berro D’Água, no Pelourinho, dentro do projeto Verão Cênico, da Fundação Cultural do Estado.

Em 2012, “Teorico Majestade” será encenada em 22 assentamentos de reforma agrária no sul da Bahia. A proposta do TPI, premiada pela Funarte, é levar teatro de qualidade para famílias de pequenos agricultores.

Viva o Teatro Popular de Ilhéus!

 

MPF DENUNCIA PREFEITO DE IBICARAÍ

Lenildo Santana é acusado de cometer desvios

O prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana (PT), é alvo de nove ações movidas pelo Ministério Público Federal. De acordo com as denúncias, o gestor cometeu fraudes na aplicação de verbas destinadas principalmente às áreas de educação e saúde, entre os anos de 2008 e 2010.

Nas ações, o procurador Eduardo El Hage, do MPF em Ilhéus, pede a condenação do prefeito pelos crimes de improbidade administrativa e fraude em licitações. A denúncia também alcança funcionários da área de licitação da Prefeitura e empresários que se beneficiaram com os esquemas.

O MPF usou como base o Relatório de Fiscalização número 01675/2010, da Controladoria Geral da União (CGU). Se condenado, Lenildo Santana e os outros acusados terão que pagar R$ 100 mil por danos morais coletivos. Eles também estão sujeitos às penas da Lei de Improbidade Administrativa, que prevê ressarcimento do dano aos cofres públicos, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público.

NEM SÓ NA BAHIA, MANGABEIRA…

Do Blog do Thame

Como não tenho o hábito de beber (quando acordo, bem entendido) e cachaça boa não dá ressaca, estava lendo eu a revista IstoÉ pela manhã quando me deparo com uma matéria sobre discriminação contra umbandistas e candomblezeiros.

Lá pelas tantas, a matéria diz que no Rio de Janeiro, os umbandistas estão sendo expulsos da Ilha do Governador por “traficantes evangélicos neopentencostais”.

Alguém pode me explicar o que é isso?

Tem dízimo de 10% sobre o nobre trabalho?

Depois dizem que quando se comete um absurdo, basta pensar na Bahia…

Leia mais

É LEI, MAS NÃO VALE

Da coluna Tempo Presente (A Tarde):

Placas clonadas I – Dona do Fox branco placa NYP-1608, a professora Juliana Michelle Lima da Silva, de Feira de Santana, pediu ao ex-deputdo Gilberto Brito orientação sobre como proceder diante de um fato: recebeu em casa multa de outro carro com a mesma placa do dela.

Gilberto, que foi o autor da lei que autoriza o Detran a mudar placas clonadas, sancionada em 2 de dezembro do ano passado por Jaques Wagner, consultou o órgão e recebeu a resposta: o Detran não está mudando as placas porque o Denatran não aceita.

Placas clonadas II – O Detran baiano recebe uma média de três denúncias de placas clonadas por mês, mas nada pode fazer. O diretor Maurício Botelho aguarda o resultado de uma consulta que fez à PGE. Embora a mudança de placas clonadas já exista em São Paulo, Rio e Paraná, por portaria, e em Minas Gerais, por lei, o Denatran não reconhece as alterações.

– Eu acho um absurdo alguém ter a placa clonada e não poder trocar. Por enquanto, estamos suspendendo as multas de quem prova o clone até ver o que a PGE diz.

Também é absurdo o governador sancionar uma lei e ela não ser cumprida.

“EU SEI O QUE VOCÊS FIZERAM NO VERÃO PASSADO”

Quem conhece os bastidores da política ilheense afirma que, além da deputada estadual Ângela Sousa, estão por trás das articulações para a “Marcha contra a Corrupção” em Ilhéus os vereadores Alcides Kruschewsky e Aldemir Almeida , ambos envolvidos em recentes e controversos “malfeitos” (para usar uma palavra da moda).

Kruschewky está entre os indiciados pela operação Vassoura de Bruxa, da Polícia Federal, que apurou desvio de recursos públicos. Já Almeida estrelou gravação em que explicava como fazer dinheiro trocando votos do legislativo por benesses do executivo. Foi sucesso de bilheteria…

Em tempo: a “Marcha contra a Corrupção” será nesta quarta-feira, 23, a partir das 14 horas, no centro de Ilhéus.

DISPUTA EM UBATÃ

Neves é acusado de desrespeitar justiça e invadir prefeitura na sexta, 18.

Após denúncias de invasão à sede da prefeitura de Ubatã, no sul da Bahia, a justiça determinou tanto ao prefeito afastado, Agilson Muniz (PCdoB), quanto ao agora prefeito Edson Neves (DEM), a formação de comissões de transição para impedir o caos administrativo no município. Integrantes do governo de Agilson acusam Edson Neves de promover invasão à prefeitura na última sexta (18). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o prefeito eleito, mas determinando a posse do democrata apenas para esta terça (22). A turma não teria respeitado o “sinal”.

DATENA DIZ QUE BAND FEZ “SACANAGEM” COM RAFINHA BASTOS, DO CQC

Datena diz que a Band fez "sacanagem" com Rafinha Bastos.

O apresentador do Brasil Urgente, José Luiz Datena, foi o entrevistado do Roda Viva, da TV Cultura, ontem, e não fez questão de se livrar de polêmicas, nem quando o assunto envolvia a emissora onde trabalha, a Rede Bandeirantes. Depois de responder a perguntas que versaram sobre política, polícia, televisão etc, o jornalista saiu em defesa de Rafinha Bastos, ex-integrante do programa Custe o Que Custar (CQC), apresentado às segundas-feiras na emissora.

– O que a Band fez com o Rafinha Bastos? Uma sacanagem.

Rafinha foi ejetado do programa depois de afirmar no CQC, em setembro, que comeria a cantora Wanessa Camargo e o bebê dela (relembre, em vídeo). O humorista se viu em apuros após o esposo de Wanessa e o ex-jogador Ronaldo Fenômeno pressionarem a direção da Band pela demissão. Rafinha, além de fazer reportagem, era um dos três integrantes da bancada do programa.

CRIME ELEITORAL?

O reitor da Uesc, Joaquim Bastos, espalhou out-doors em Ilhéus com pedido de votos para a professora Adélia Pinheiro, que disputa a sucessão do magnífico. Ao lado da própria imagem e de um texto, aparece o símbolo da universidade.

A iniciativa de Joaquim tem sido vista por alguns setores como propaganda eleitoral antecipada, já que ele – filiado ao PDT – apresenta-se como pré-candidato a prefeito de Ilhéus. Assim. a propaganda pró-Adélia esconderia, na verdade, outras intenções…

A denúncia circula na rede.

NÍVEL SATISFATÓRIO

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), a FTC Itabuna e a Faculdade Madre Thaís (Ilhéus) foram as três instituições de ensino superior no eixo Itabuna-Ilhéus que conseguiram as melhores notas no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), aplicado pelo Ministério da Educação. A nota é considerada satisfatória.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) e a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) foram as melhores do estado, obtendo nota 4. Em todo a Bahia, 47 instituições de ensino ficaram abaixo da média.

ASSIM NÃO VALE

Um torcedor se deu mal ao tentar uma “entrada criminosa” no Barradão, para assistir ao jogo que acabaria em tropeço do Vitória diante do São Caetano (1×2, de virada) pela série B. Luiz Carlos da Cruz Mesquita apresentou uma carteira falsa de comissário de menores para ver a partida de graça e acabou desmascarado e preso por policiais da 10ª Delegacia Territorial, de Pau da Lima.

No xilindró, descobriu-se que o falso comissário portava ainda três carteiras falsas de gratuidade em transporte urbano. Ele contou ao delegado que comprou os quatro documentos falsos por R$ 50,00.

ESTUDO SUGERE DESCENTRALIZAÇÃO DA INDÚSTRIA

Um estudo que deverá orientar o desenvolvimento industrial baiano aponta a necessidade de distribuir melhor a presença das indústrias pelo interior do Estado. A proposta está incluída no documento “Política industrial da Bahia – Estratégias e Proposições”, lançado nesta segunda-feira, 21, em Salvador, com a presença do governador Jaques Wagner.

O estudo é uma parceria da Secretaria Estadual de Indústria, Comércio e Mineração, Petrobras e Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e propõe a criação de condições favoráveis para o fortalecimento da atividade industrial.

O presidente da Fieb, José de Freitas Mascarenhas, diz que “a proposta é que o documento representasse uma necessidade baiana”. Ele confirma que “um dos focos principais desse estudo é a descentralização da indústria, que exerce uma pressão muito grande na capital e no seu entorno”.

ADERVAN VAI À (SÉRGIO) GUERRA

Presidente do PSDB em Itabuna diz que Augusto Castro busca interesses pessoais

Indignado com o posicionamento do deputado estadual Augustro Castro, que rejeita a pré-candidatura do arquiteto Ronald Kalid, pelo PSDB, a prefeito de Itabuna, o presidente do diretório municipal tucano, José Adervan, dediciu recorrer a forças superiores.

No próximo dia 7, Adervan se encontra em Brasília com o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, a quem cobrará providências. “Vou falar com Sérgio Guerra sobre tudo o que vem acontecendo. Vou explicar porque o deputado Augustro Castro não aceita a pré-candidatura de Ronald Kalid a prefeito”, afirma o presidente do PSDB em manchete de primeira página no jornal Agora.

Segundo Adervan, a intenção do deputado é “usar o PSDB para barganhar vantagens pessoais no governo municipal”.

Em outros espaços de seu jornal, o presidente afirma que manteve contatos com o deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB) e diz que este duvidara de que o correligionário Jutahy Magalhães tenha dado as declarações publicadas no PIMENTA (leia aqui). Em verdade, Magalhães as deu, em conversa por telefone com o blog. Caso venha a desdizer-se (o que não fez, é bom salientar), passará a ser tratado aqui como mentiroso.

Adervan também dedicou ao assunto sua “Coluna Livre”, publicada na página 2 do Agora. No texto, o jornalista afirma que Augusto Castro exibe autoritarismo em “manchetes e declarações dadas aos blogs”, onde maneja as notícias e manchetes“.

Nota da Redação: Com relação ao PIMENTA, fique claro que o deputado não maneja nem “apita” coisa alguma. Ele é simplesmente uma fonte e, no caso específico da peleja tucana, parte de uma controvérsia política que desperta interesse da comunidade, até porque terá – pequena ou grande, não se sabe – alguma influência na sucessão em 2012. O mais são ilações, por vezes maldosas, de quem não se contém ao contraditório, resvalando o argumento para a ofensa.

Nessa briga de tucanos, o blog – que não tem absolutamente nenhum interesse que não seja o de informar – está aberto tanto ao Augusto Castro como ao José Adervan, sem preferências, porque não nos cabe tê-las.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia