G1 com agências internacionais

O Twitter informou nesta quinta-feira (26) que agora tem a capacidade de bloquear tweets em um país específico – se legalmente for obrigado a tomar tal decisão. A empresa afirmou que desenvolveu um sistema de censura para impedir que mensagens inadequadas para algumas culturas ou países estejam ao alcance dos usuários nos territórios afetados.

Para justificar a medida, os representantes da rede social argumentaram que a ideia de liberdade de expressão é entendida de forma diversa em diferentes pontos do planeta, e citou como exemplo o fato de que alguns governos, como os de França e Alemanha, proíbem a publicação de conteúdos favoráveis ao nazismo.

“À medida que continuamos crescendo em nível internacional, vamos entrar nos países que têm diferentes ideias sobre os limites da liberdade de expressão”, afirmou o Twitter em seu blog.