WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










março 2012
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias





itao




PUGILISMO NA CINQUENTENÁRIO

Comerciários protestam em frente à loja (Foto Divulgação).

Dirigentes do Sindicato dos Comerciários de Itabuna acusam o gerente e o caixa da Parceria Calçados, na avenida do Cinquentenário, de agredi-los a socos e pontapés nesta manhã de quinta (8). A confusão teria começado quando os comerciários entregavam uma cartilha com a íntegra da Lei Maria da Penha às funcionárias da Parceria.

O gerente da loja, segundo os comerciários, não gostou e recolheu as cartilhas das mãos das funcionárias do estabelecimento. Os sindicalistas protestaram contra a atitude. O caixa, de prenome Felipe – filho do dono da loja, discutiu com os sindicalistas e desferiu socos e pontapés nos sindicalistas, segundo as vítimas. Os agredidos prestaram queixa no Complexo Policial. Há quatro meses, o dono da loja, de prenome Gerson, foi denunciado por ameaça de morte aos sindicalistas.

José Aloísio Pereira de Souza, gerente da loja, disse que não se envolveu nas agressões físicas. “O pessoal passou na porta da loja, entregando as cartilhas, falando da Lei. Tinha três vendedoras. Eles chegaram e entregaram a cartilha. Eu pedi que elas me entregassem e lessem [a cartilha] na hora do almoço ou do lanche”, diz o gerente. “Quando eles me viram pedir, disseram que eu estava tomando as cartilhas das meninas”.

O gerente afirma que as comerciárias não poderiam ler a cartilha na frente da loja, “pois estavam ali trabalhando, puxando cliente”. As agressões começaram quando, na versão de José Aloísio, o caixa Felipe foi para a frente do estabelecimento contestar o que os sindicalistas diziam ao microfone. “Estavam falando de mim. O menino do caixa foi lá fora, discutiu [com os comerciários]. O rapaz tá todo arranhado aqui”.

4 respostas para “PUGILISMO NA CINQUENTENÁRIO”

  • leitor de blogs says:

    O dono da loja pode ter cometido erros, mas todo mundo sabe que esses cares de sindicatos sao PROVOCADORES.
    Quem procura acha.

    Voces vao ver eles metido em encrenca noutra hora. quer ver, repare.

  • Fé em Deus says:

    Nada justifica a violência, mas convenhamos , o comércio já está ruim, o mês de fevereiro com a greve da policia e o carnaval foi um mês de poucos dias de receita.
    Nunca vi uma carro de som de qualquer sindicato trabalhando em favor do empregador, justamente ele que gera o emprego só enfrenta adversários de peso, tipo: carga tributária altíssima, leis trabalhista severas e sindicatos dos empregados muitas vezes abusivos.
    Vamos usar a máquina do sindicato no momento de dificuldades em favor dos lojistas também, assim existia um equilíbrio .
    São eles que pagam os salários. Tão lembrados?

  • Outro Anônimo says:

    Esse pessoal gosta de caçar confusão mesmo. Se o cara foi denunciado por ameaça de morte aos sindicalistas, a confusão já é antiga. Os sindicalistas não tinham nada o que fazer na loja dele. Isso é pura provocação.

  • PAPA JACA says:

    Só em Itabuna essa truculência tem guarida.
    Os sindicalistas são antes de tudo trabalhadores que por força de lei representam a categoria e o sindicato dos comerciários tem mostrado que é um sindicato atuante e de luta, a categoria sabe disso.
    Se a entrega de uma cartilha contra a violência proferida contra a mulher causou isso, imaginem …
    Este ” filhinho do papai ” tem que entender que estamos num pais democrático e que tem leis que protegem a representação sindical,se não aguenta 01. PEDE PRA SAIR e larga o osso !!!

Deixe seu comentário








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia