WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





março 2012
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias





itao




ILHÉUS: A CAPITAL DO CINEMA BAIANO

Cristiane Santana ao lado do produtor executivo do Feciba, Edson Bastos

Formação de público e mão de obra para o audiovisual, e a difusão do cinema produzido na Bahia. São essas as ideias que o Núcleo de Produções Artísticas e a Panorâmica Produções  teve antes de promover o Festival de Cinema Baiano (Feciba). A ideia se concretizou em 2011 e o evento, que acontece pela segunda vez em Ilhéus, já tem sua importância no calendário cultural do Estado.

Na segunda versão do festival foram submetidos 35 curtas-metragens à curadoria da Mostra Competitiva: 24 inscrições vieram de Salvador, 3 de Itabuna e 2 de Ilhéus. Feira de Santana, Vitória da Conquista, São Félix, Palmeira, Gandu e Itajuípe também participam, com uma inscrição cada. As exibições, além de várias oficinas, acontecerão no Teatro Municipal e na Fundação Cultural de Ilhéus.

A seguir, entrevista com a coordenadora geral de Produção do Feciba, Cristiane Santana:

PIMENTA – Como nasceu a ideia do Festival de Cinema Baiano em Ilhéus?
Cristiane Santana – No ano de 2009, movidos pela necessidade de promover ações de formação de público e mão de obra para o audiovisual, além de criar um espaço de difusão da cinematografia produzida no Estado da Bahia, o Núcleo de Produções Artísticas e a Panorâmica Produções pensaram em promover um evento com essas características. Foi então que elaboramos a proposta do Festival de Cinema Baiano e desde o ano de 2011 colocamos a ideia em prática, tornando o FECIBA um evento importante no calendário cultural da Bahia.

PIMENTA – Quais as características do festival?
Edson Bastos – O Festival de Cinema Baiano sempre buscou facilitar o acesso às produções audiovisuais baianas, que até então eram pouco vistas e conhecidas. Buscamos mostrar produções que fazem parte da história, além de apresentar o que há de mais atual na nossa cinematografia, abrindo espaço para a produção de curta-metragem, formato essencial para o desenvolvimento da linguagem e experimentação. Valorizamos todos os vídeos inscritos, dando a possibilidade de serem exibidos, premiando em dinheiro o que mais agradar ao público, além de reconhecer o talento dos profissionais envolvidos nas produções.

PIMENTA Qual a peculiaridade de Ilhéus para sediar o evento?
Cristiane Santana – Escolhemos Ilhéus para realizar o evento, pois encontramos na cidade o ambiente ideal. Ainda não havia na região nenhuma mostra ou festival de cinema e vídeo, tampouco cinemas que exibissem filmes que não estavam no circuito comercial. Ilhéus possui uma cultura peculiar e muito representativa na Bahia, cidade-mãe de grandes artistas e talentos que são destaque no mundo inteiro, a exemplo do nosso homenageado Jorge Amado. Por isso, a cidade merecia um evento que celebrasse a Bahia.

 

O público quer se ver, quer se reconhecer e reconhecer a sua cultura sendo representada nas imagens dos filmes.

 

 

PIMENTA – Onde serão as sessões e oficinas e como será o acesso do público?
Cristiane Santana- O Feciba acontecerá no Teatro Municipal de Ilhéus e na Fundação Cultural de Ilhéus, parceiros fundamentais do projeto. As exibições da Mostra Competitiva de curta-metragem, Mostra Homenagem, Mostra Atualidades, Mostra Retrospectiva e Mostra Sexualidades acontecerão no Teatro Municipal de Ilhéus, com sessões às 14h, 16h, 18h30 e 20h30min.

PIMENTA – Quantas obras estão inscritas e quais foram os critérios de seleção?
Edson Bastos – Foram submetidos 35 curtas-metragens à curadoria da Mostra Competitiva: 24 inscrições vieram da capital baiana, outras 11, das cidades de Itabuna, com três inscrições; Ilhéus, duas; além de Feira de Santana, Vitória da Conquista, São Félix, Palmeiras, Gandu e Itajuípe, uma inscrição cada. Como critério de seleção, a criatividade e qualidade técnica. Inicialmente selecionaríamos apenas dez curtas, mas diante da quantidade de filmes que se adequavam às características do regulamento, abrimos exceção para valorizar os realizadores dos curtas.

PIMENTA – A carência de salas de exibição, a concorrência com a TV, DVD e outras formas de ver cinema, como a on-demand e Internet, não ameaçam festivais como esse?
Edson Bastos – Pelo contrário, estes outros meios são aliados ao sucesso do festival. Os filmes que são exibidos no Feciba raramente passariam pela cidade de Ilhéus, ainda não são do conhecimento da população; à exceção de alguns filmes que possuem distribuidoras de grande alcance. E mesmo alguns já sendo facilmente encontrados nestes meios pelos espectadores, a experiência de estar na presença dos diretores, produtores, atores e da equipe que faz os filmes, trocando conhecimentos e reflexões, é um motivador para ir ao Feciba. O público quer se ver, quer se reconhecer e reconhecer a sua cultura sendo representada nas imagens dos filmes.

4 respostas para “ILHÉUS: A CAPITAL DO CINEMA BAIANO”

  • Ricardo Seixas says:

    Que viva a arte cinematográfica, a boa literatura, enfim, todas as manifestações artísticas que contribuem para a expansão da consciência e lucidez dos seres humanos.

    É pra isso que serve a arte.

  • EMILLE ROSARIO says:

    Imenso orgulho de conhecer estas duas grandes pessoas, om seus talentos e idéias! Muito bom os projetos destes profissionais, como por exemplo: O documentário Memórias do Rio Cachoeira, o curta metragem JOELMA e o FECIBA, todos de alguma forma valorizando a nossa região, que anda tão carente de iniciativas como esta! Tenho certeza que será um sucesso!

  • Robson Almeida says:

    Para a nossa região, o ápice será, sem dúvidas, a estréia do documentário do “O NÓ – ATO HUMANO DELIBERADO” do historiador Dilson Araújo.
    Tudo sobre o crime hediondo da vassoura de bruxa e suas consequências. Lastro de miséria, desemprego, endividamento, etc. etc. Tudo fundamentado em documentos, e não em conversa de ouvi dizer!
    É a história mais recente, e mais perversa, da nossa região!!!

  • parabens galera da nuproarte e panoramica produções, sigam em frente

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia