Os gritos do torcedor – “Fora Cerezo” – após o empate em 1 x 1 com o Vitória da Conquista, no Barradão, ecoaram na diretoria do Esporte Clube Vitória, que dispensou o treinador nesta quinta-feira, 5. O anúncio da demissão do técnico foi feito pelo do diretor executivo de futebol do rubro-negro baiano, Raimundo Queiroz.

Além de não conseguir montar um time competitivo no Campeonato Baiano, mais um empate, dentro da casa do rubro-negro, foi a gota d’água para o desligamento de Toninho Cerezo e do seu auxiliar técnico Ricardo Antonio, também demitido pelo clube.

O Leão venceu apenas uma, diante do Itabuna, por 2 a 0, das quatro últimas partidas que disputou. Enquanto dirigiu o time, Cerezo apresentou um cartel de 22 jogos, sendo 20 pelo Campeonato Baiano e dois pela Copa do Brasil, com 11 triunfos, oito empates e três derrotas. O rubro-negro tem 37 pontos na classificação do Baianão.

Jorginho, atual técnico da Portuguesa, campeã da Série B do Brasileiro, ano passado, está sendo apontado para substituir Toninho Cerezo. Até que haja definição, o comando interino da equipe é o assistente técnico Ricardo Silva.