WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba



bahiagas





abril 2012
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: 14/abr/2012 . 23:19

VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA COMEÇA NESTE DOMINGO NA BAHIA

Começa neste domingo, 15, a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa na Bahia. A informação oficial foi divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), após solicitação feita pela Agência de Defesa Agropecuária  da Bahia (Adab).

O pleito foi motivado pelo prolongado período de seca que atinge o Estado desde outubro do ano passado. Até agora o governo decretou estado de emergência em 198 dos 417 municípios baianos, num cenário que compromete a movimentação dos animais e o manejo do rebanho em busca de alimento, o que coloca em risco a vacinação dos bovinos e bubalinos na Bahia.

A partir de agora, os revendedores de vacina já estão oficialmente autorizados a vender as doses para imunização do rebanho baiano. Serão vacinadas 11.324.00 milhões de cabeças de gado nas 265.441 propriedades com atividade pecuária  no Estado. Desse total, 160 mil fazendas e cinco milhões de reses estão na área afetada pela seca.

PATAXÓS OCUPAM MAIS DUAS FAZENDAS

Índios pataxós hã-hã-hãe ocuparam mais duas fazendas em Itaju do Colônia, no sul da Bahia, neste sábado, 14, em áreas que afirmam pertencer à União. Indígenas teriam, inclusive, enviado recados ao fazendeiro Armando Pinto para que removesse da Fazenda Vitória 200 cavalos e 250 reses. O produtor foi ouvido na edição de ontem do Jornal Nacional, da Rede Globo.

Na reportagem mostrada a pouco, Armando confirma que recebeu recados e está removendo seus animais para propriedades vizinhas à sua, que foi invadida pelos indígenas. Até hoje, os pataxós invadiram 54 fazendas sobre as quais reivindicam propriedade.

O agropecuarista disse também que terá que alugar pastos para garantir a alimentação e sobrevivência dos animais. Os lados em litígio esperam decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre processo de demarcação de terras que tramita em Brasília desde a década de 80.

O PC DO B TEM TODO O DIREITO DE ENTRAR NA DISPUTA

Ricardo Ribeiro | redacao@pimentanamuqueca.com.br

 

O PT de Itabuna vive o mal típico dos arrogantes, que conseguem enxergar o cisco no olho do outro, mas não percebem uma trave na própria visão.

 

PT e PCdoB, partidos que militam no mesmo campo, têm entre si uma relação de amor e ódio. Aliás, pode-se dizer que é mais de conveniência e arranca-rabos, pois a união das legendas sempre se deu muito mais pela necessidade de se fortalecer para viabilizar projetos eleitorais do que pela alegada afinidade programática, que fica somente na superfície.

A briga entre os partidos se dá principalmente quando o PCdoB, o polo mais frágil da relação, ensaia andar com as próprias pernas. Nesses momentos, o PT se arvora de um autoritarismo patriarcal e vê a liberdade dos comunistas como rebeldia. É bem o que acontece neste momento em Itabuna.

Wenceslau Júnior, vereador em terceiro mandato, militante comunista oriundo do movimento estudantil universitário, foi confirmado como o nome do PCdoB na disputa sucessória. Ele integra um bloco formado por cinco partidos (PCdoB, PRB,PV,PDT e PSC), onde há outros dois pré-candidatos: Vane do Renascer, do PV, e Acácia Pinho, do PDT. O compromisso é de que o melhor posicionado nas pesquisas e de maior capacidade para aglutinar os partidos da frente terá o apoio dos demais.

Para o PT, a estratégia do PCdoB é uma atitude destrambelhada, um acinte, um desacato à autoridade. Há pressões de todos os lados, desde os que lembram a posição dos comunistas de satélite do petismo nas esferas federal e estadual (o tom é sempre de ameaça) até aqueles petistas que procuram ironizar, diminuir e constranger os antigos aliados. Um deles utiliza velho ditado para alertar o PCdoB: “formiga quando quer se perder, cria asa”.

Há ainda os que relembram 1996, quando o PCdoB lançou candidatura própria em Itabuna e o nome então apoiado pelo PT, Renato Costa, perdeu para Fernando Gomes, à época no PTB. A pecha de laranja foi colocada pelos petistas inconformados, como se não houvesse outro caminho para os comunistas, senão o de ser uma sombra do PT.

Mais uma vez, repetem o argumento. Advertem que a divisão das esquerdas pavimentará o caminho do prefeito Capitão Azevedo (DEM) à reeleição, mas se esquecem de que a candidatura petista é fruto de imposição autoritária e não agrada aos partidos que historicamente têm se aliado ao PT. Caso Azevedo se reeleja, será por culpa dos comunistas ou da insistência em uma candidatura desagregadora?

O PT de Itabuna vive o mal típico dos arrogantes, que conseguem enxergar o cisco no olho do outro, mas não percebem uma trave na própria visão.

Ricardo Ribeiro é advogado e um dos blogueiros do PIMENTA.

CONFERÊNCIA DE AÇÃO SOCIAL

O pastor Carlos Queiroz, de Fortaleza, será o preletor da 4ª Conferência de Ação Social, que acontece em Itabuna no período de 4 a 6 de maio, sempre a partir das 19h30min, na Igreja Batista Teosópolis (bairro da Conceição).

O evento é promovido por esta igreja, pela Associação Batista Grapiunense e o Seminário Teológico Batista Grapiunense, com o objetivo de provocar uma reflexão nos cristãos sobre o compromisso com os mais necessitados.

 

OLHA A ESPERTEZA!

Até outro dia, os agentes de trânsito de Itabuna utilizavam equipamentos eletrônicos para registrar as infrações. De repente, com um pretexto qualquer, a Secretaria de Transportes e Trânsito (Settran) mandou recolher os aparelhos e determinou que as multas passassem a ser registradas somente no velho e falível bloco de papel.

Agentes de trânsito cismaram com a medida e procuraram o PIMENTA, farejando malandragem no ato. Eles alegam que o registro eletrônico vai direto para o sistema e é mais difícil de ser retirado mediante pedidos e jeitinhos.

Como se aproxima o período eleitoral, quando alguns costumam trocar bondades por votos, é bom ficar de olho…

DE NOVO!…A CEPLAC – SE NÃO PUDER AJUDAR, POR FAVOR NÃO ATRAPALHE

Walmir Rosário | ciadanoticia@ciadanoticia.com.br

 

Existem diferenças abissais entre os modelos de financiamento das pesquisas realizadas pela Ceplac e pela Embrapa.

 

Reiteradas vezes, a Ceplac é alvo de franco-atiradores. A mais recente polêmica envolvendo o órgão responsável pela pesquisa e extensão do cacau – além de outros cultivos – foi criada por um questionamento do secretário da Agricultura da Bahia, Eduardo Salles. O assunto poderia ter passado despercebido, não fosse o autor engenheiro agrônomo e ocupante do cargo máximo da agricultura na Bahia.

O tema divulgado pelo secretário era carregado de incerteza sobre o futuro da instituição, o que é bastante plausível, haja vista a importância da Ceplac para a agricultura baiana e brasileira. Porém, as premissas questionadas não foram bastantes e suficientes para tratar com a relevância que merece, provocando um debate estéril e desnecessário, não acrescentando coisa alguma em torno da questão mais premente: a Ceplac tem o que contribuir para o desenvolvimento econômico ou não?

A questão do patrimônio material e imaterial da Ceplac ser transferido para a Embrapa, universidades (existentes ou a ser criadas) ou outros órgãos análogos não serve como ponto de partida para uma discursão. Ao contrário, inviabilizaria qualquer tentativa neste sentido, iniciando pelas questões intrínsecas do seu quadro de pessoal, a exemplo do modelo jurídico empregatício.

Como se isso por si só não bastasse, ainda existem outros entraves como os objetivos de cada uma dessas instituições – estrutura e missão – passando pelo know how existente nas atividades desempenhadas, somente para ficar nessas questões menores. Existem diferenças abissais entre os modelos de financiamento das pesquisas realizadas pela Ceplac – hoje um departamento do Ministério da Agricultura – e pela Embrapa.

Claro que como o papel aceita qualquer tipo de projeto, os técnicos em burocracia administrativa poderiam criar modelos dos mais diversos, híbridos ou não, para dar forma a um desses monstrengos governamentais quaisquer. Porém, não haverá como suprir o conhecimento científico adquirido ao longo do tempo sobre as áreas econômica, geológica, agronômica, social, dentre outras tão essenciais para o desenvolvimento das regiões cacaueiras da Bahia e do Brasil.

:: LEIA MAIS »

ELE É “O CARA”

Lago estará em Cheias de Charme, novela das 7h da Globo.

O ator global – e ilheense – Fábio Lago não integrará o elenco do remake da novela Gabriela, que vai rodar na grade da Rede Globo na faixa das 23h, em junho. Mas ele teve papel decisivo para que seu município, Ilhéus, não ficasse fora das locações da novela baseada na obra homônima do escritor itabunense Jorge Amado.

Conforme conta ao caderno de televisão do Correio da Bahia, Fábio convenceu o diretor Mauro Mendonça Filho a gravar parte das cenas da novela na… Terra de Gabriela. “Recebi a equipe e mostrei lugares lindos de Ilhéus. De certa forma, contribuí”, revela Fábio. Isso, porque as cenas de Gabriela no sul da Bahia para a novela seriam gravadas apenas em Canavieiras.

Fábio Lago não participará de Gabriela porque quando recebeu o convite já estava confirmado no elenco de Cheias de Charme, novela das 7h da Globo que estreia nesta segunda-feira, 16. Ele interpretará Naldo, personagem na linha de Fabiano, de Caras&Bocas, que lhe rendeu prêmio de ator revelação em 2009.

DEGUSTAÇÃO DE PRATOS E VINHOS NO TARIK

Casais e pessoas de paladar refinado formam a clientela preferencial do jantar harmonizado com degustação de pratos e vinhos, na quinta, dia 19, às 21 horas, no Tarik Plaza Hotel. O evento contará com o renomado especialista e sommelier Marcelo Bastos, da Ana Import, de Salvador, copromotora do evento.

O diretor do Tarik Plaza e presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (Acei), Eduardo Fontes, afirma que o evento gastronômico será a oportunidade para que as pessoas degustem os mais diferentes tipos de vinhos, da Ana Import, e conheçam e se deliciem com a cozinha internacional do hotel, onde podem ser feitas reservas. Informações pelo telefone (73) 3214-8800 ou no site.

ALÉM DE EX-POLICIAL, DAVI SALOMÃO AGORA É TAMBÉM EX-ADVOGADO

Salomão perdeu o registro da OAB

Da coluna Tempo Presente (A Tarde)

Salomão fora da OAB – Davi Salomão, aquele que na greve da PM foi grampeado prometendo a Marcos Prisco tocar fogo em duas carretas na BR-116, já era ex-policial e agora também é ex-advogado.

O presidente da OAB-BA, Saul Quadros, instalou procedimento para averiguar possíveis irregularidades na inscrição dele. Ao invés de defender-se, Salomão protocolou ofício pedindo o cancelamento do registro.

Foi prontamente atendido. Saul não só deferiu como comunicou às autoridades judiciárias que ele não é mais advogado.

PROFESSORES: JUSTIÇA DECRETA GREVE ILEGAL

A justiça da Bahia decretou, na noite de sexta-feira, 13, a ilegalidade da greve dos professores estaduais. O sindicato da categoria deve orientar o retorno dos professores e demais servidores da área de educação pública do Estado às suas atividades normais, sob pena de multa diária no valor de R$50.000, até o efetivo cumprimento da decisão.

A liminar requerida pelo Governo do Estado foi concedida pelo juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, Ricardo D’ Ávila. O pedido foi feito Procuradoria Geral do Estado, depois de 11 dias do movimento que parou as aulas na rede pública.

Para a justiça, a determinação para que os professores cessem a greve visa evitar danos ao serviço público e à coletividade. O procurador do Estado, Caio Druso, alegou que não houve por parte da APLB (Associação dos Professores Licenciados da Bahia) comunicação prévia e nenhuma cautela para com os interesses dos estudantes.

Druso defendeu que o governo baiano está cumprindo o último termo de acordo celebrado com o sindicato, com os acréscimos salariais estabelecidos para o ensino fundamental e médio. Os professores contestam, alegando que o Estado não cumpriu o acordo de reajuste de 22,22%, índice que equipara o valor recebido atualmente ao piso nacional do magistério.

BANCÁRIO SE DÁ MAL APÓS USAR CARTÃO DE CLIENTE

Um funcionário da Caixa Econômica Federal na cidade de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador, perdeu o emprego e se tornou réu em uma processo por crime contra a administração pública. Motivo: aproveitou-se do descuido de uma cliente, que se esqueceu de retirar o cartão na agência, e ativou o instrumento utilizado para movimentação de conta e pagamento de despesas.

O funcionário, cujo nome é mantido em sigilo, passou a usar o cartão da vítima sem dó nem piedade. A maioria das despesas era feita para bancar uma amante, e foi aí que o barraco desabou. Ao descobrir que o marido pulava cerca e ainda fazia cortesia com o chapéu alheio, a esposa denunciou o espertinho.

Além de levar o fato ao conhecimento do Ministério Público Federal, a mulher o também comunicou a malandragem à titular da conta. O total de despesas realizadas pelo bancário-larápio chegou a R$ 129 mil.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia