WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba



bahiagas





abril 2012
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: 21/abr/2012 . 20:39

PATAXÓS DIFICULTAM RESGATE DE CORPO DE SEGURANÇA

A família de Júlio César Passos Silva não havia conseguido resgatar o corpo do segurança assassinado por volta das 15h de ontem na área de conflito entre pataxós e fazendeiros, em Pau Brasil.

Júlio César foi assassinado com um tiro na testa em ação que até aqui está sendo atribuída a um grupo de índios pataxós. Ontem, grupo de aproximadamente 80 indígenas encapuzados invadiu a fazenda Santa Rita, em Pau Brasil. Na ação, índios e seguranças saíram feridos.

A família de Júlio esteve hoje pela manhã no local para tentar resgatar o corpo do segurança, mas os indígenas teriam afirmado que somente liberariam o corpo se a ordem partisse de Brasília.

Somente nesta tarde de sábado a polícia técnica conseguiu fazer o levantamento cadavérico.  Júlio é de Itabuna e filho de “Sergipe”, antigo militante petista também conhecido pela semelhança física com o ex-presidente Lula. O corpo de Júlio foi encontrado a 150 metros da fazenda invadida. Desde o início do ano, cerca de 70 fazendas foram ocupadas pelos índios pataxós.

IMPRUDÊNCIA É APONTADA COMO CAUSA DE ACIDENTE QUE MATOU MOTOCICLISTA

Bombeiros combatem chamas de Golf já destruído (Foto Dentinho Cel Multi).

A imprudência de um dos ocupantes do veículo Volkswagen Golf (JOF-9380) pode ter sido a causa principal de acidente que matou o motociclista Tiago Ramos Silva, na avenida Inácio Tosta Filho, na madrugada deste sábado, 21. Testemunhas relatam que o motorista do Golf, identificado apenas pelo prenome Lucas, seguia sentido Estação Rodoviária-Centro em alta velocidade, quando o carro colidiu com a moto Honda Fan pilotada por Tiago.

O motociclista morreu no local do acidente. Devido à alta velocidade do Golf, o carro parou vários metros depois, atingindo parte da estrutura do restaurante Espaço 4, na avenida Inácio Tosta Filho, parando apenas quando chocou-se contra uma árvore. O veículo pegou fogo, mas os ocupantes foram resgatados a tempo e conduzidos para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem).

A tragédia aconteceu em frente ao Posto Bavil. Além do motorista de prenome Lucas, o carro era ocupado pelos caronas Edcarlos Ferreira Soares e Adailton Soares Santalho.

O PP DE JABES E O PT DE ALISSON. AINDA ROLA?

Jabes já declarou não querer aliança com o PT

Político da alta cúpula do jabismo participava de uma roda de bate-papo na “Praça do Teatro”, em Ilhéus, e não escondia o contentamento com as recentes pequisas de intenção de voto. Segundo ele, para o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP) perder as eleições, só se as campanhas adversárias tiverem extrema competência para fazer tudo certo e se o grupo jabista, em contrapartida, demonstrar a suprema incompetência para fazer tudo errado.

“É uma combinação difícil e nós estamos assistindo a tudo de camarote, só vamos entrar no jogo na hora certa”, declarou o político do PP, querendo dizer que a possibilidade de erro neste momento seria nula.

Por falar na política ilheense, há um grupo dentro do PT que anda pensando na hipótese de aliança com Jabes Ribeiro. Meses atrás, o ex-prefeito declarou que não queria se juntar com os petistas, já que estes faziam parte da atual administração municipal. A situação se complicou depois que o próprio prefeito se filiou ao partido e entregou ao PT a maior parte das secretarias.

Mas o grupo petista que ainda tenta o enlace com o PP é o do vereador Alisson Mendonça, que rompeu com o governo. A possibilidade de união, no caso, teria que ser por imposição da cúpula estadual do Partido dos Trabalhadores, já que 28 dos 31 membros do diretório municipal querem a candidatura da vereadora Carmelita Ângela a prefeita.

JORNALISTA RENDIDO E ÍNDIO BALEADO EM PAU BRASIL

A edição deste sábado da Folha de São Paulo relata que 12 milicianos armados com escopetas e revólveres renderam equipe de reportagem do jornal, em Pau Brasil, sul da Bahia. “Sob a mira de armas, o repórter-fotográfico Joel Silva, 46, e o motorista Igor Correia, 25, foram obrigados a descer do carro, revistados e deitarem-se na estrada de terra olhando para o chão”, relata o diário paulista.

O incidente aconteceu nesta sexta-feira, 20, em um trecho da estrada que corta a área de conflito entre índios pataxó hã hã hãe e fazendeiros. Alguns dos milicianos estavam encapuzados.

“Rendidos, os dois foram interrogados sobre quem eram e o que estavam fazendo na região. O equipamento fotográfico também foi vistoriado e trancado no porta-malas do carro da reportagem. A ação durou cerca de sete minutos e os dois foram expulsos do local sob ameaça de serem alvejados se tentassem identificar ou fotografar os homens armados”, prossegue o texto publicado.

A equipe da Folha foi parada por um segundo grupo, de sete homens, poucos quilômetros adiante. Pelo menos um dos integrantes do bando estava armado. Após se identificar, a equipe deixou o local. O caso foi registrado na Polícia Civil de Pau Brasil e relatado à Polícia Federal.

ATAQAUE A BALA – Ainda na tarde de sexta-feira, um índio pataxó foi baleado próximo ao rio Pardo, em Pau Brasil. Ivanildo dos Santos, 29, levou um tiro na coxa por volta das 13h de ontem e foi levado para o Hospital de Base de Itabuna, onde seria operado neste sábado. A vítima não corre risco de morte.

 

POLÍTICOS TÊM QUE SER ÉTICOS, MORAIS E COMPROMISSADOS

Walmir Rosário | ciadanoticia@ciadanoticia.com.br

 

Na eleição deste ano, um ingrediente vem esquentar ainda mais o debate: a exigência da comprovação do candidato ser um político “ficha limpa”.

 

As campanhas políticas se aproximam e a partir de junho próximo teremos os candidatos aos cargos executivos e parlamentares, em nível municipal. Enquanto as convenções não definirem quais são os escolhidos pelos diversos partidos e coligações como candidatos a prefeito e vereadores, todo cidadão com suas obrigações eleitorais em dia tem o direito de lançar seu nome à apreciação dos eleitores.

E é bom que assim o faça – no papel de pré-candidato –, no sentido de que os eleitores tenham tempo suficiente para analisar o passado desses políticos, desde a lisura com que tratou as finanças públicas quando ocupou cargos e mandatos, ou o compromisso com as causas da sociedade. Mesmo aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de exercer cargos podem ser avaliados pela conduta ética e moral.
Como bem disse o filósofo André Comte-Sponville, “a moral é solitária (ela só vale na primeira pessoa); toda política é coletiva. É por isso que a moral não poderia fazer as vezes de política, do mesmo modo que a política não poderia fazer as vezes de moral: precisamos das duas, e da diferença entre as duas!”, ensinou.

Para ficar mais claro, vale a pena lembrarmos de mais um trecho do pensamento do filósofo no seu trabalho “Apresentação da Filosofia”, quando diz, textualmente: “Uma eleição, salvo excepcionalmente, não opõe bons e maus, mas opõe campos, grupos sociais e ideológicos partidos, alianças, interesses opiniões, prioridades, opções, programas…Que a moral também tenha uma palavra a dizer é bom lembrar (há votos moralmente condenáveis). Mas isso não nos poderia fazer esquecer que ela não faz as vezes nem de projeto nem de estratégia. O que a moral tem a dizer contra o desemprego, contra a guerra, contra a barbárie?”, reforça.

:: LEIA MAIS »

JORGE AMADO E O SUL DA BAHIA

Adary Oliveira

O artigo publicado na Folha de S. Paulo em 28/03/2012 com assinatura de Fabio Feldmann, com o título “Ameaça sobre o legado de Jorge Amado” deixou a Bahia indignada. Jorge Amado nunca desejou que os habitantes da terra de São Jorge do Ilhéus vivessem na pobreza e na miséria eternamente. As belas histórias que ele relatava com maestria, retratando as belezas do lugar, os costumes ímpares que iam da rica culinária ás vestes, das danças folclóricas ás gingas da capoeira, com palavreado singular e recheado de gírias da terra do cacau, não traziam desejo nem vaticinavam que a gente grapiúna estaria condenada a viver em ambiente hostil e insalubre para salvar o macaco-prego-do-peito-amarelo nem as cem espécies de morcegos catalogadas por estudiosos desses animais.

:: LEIA MAIS »

MÁFIA DOS CONSIGNADOS: WENCESLAU DIZ QUE NÃO SE BENEFICIOU

Um dos alvos de ação civil pública do Ministério Público Estadual, por suposto envolvimento na máfia dos empréstimos consignados, na Câmara de Itabuna, o vereador Wenceslau Júnior (PCdoB) se defendeu por meio de nota na qual afirma ter aberto seus sigilos bancário, fiscal, telefônico e eletrônico. Esta medida foi formalizada por meio de ofício protocolado na Vara da Fazenda Pública.

Na nota, Wenceslau afirma que não se beneficiou “de eventuais empréstimos consignados tomados pelos assessores que prestaram serviço ao meu gabinete” e ainda que “todos os empréstimos consignados por mim tomados aos bancos de Itabuna estão completamente quitados, exceto o do Banco do Brasil, cuja última parcela vence no dia 25 deste mês”.

Para o vereador, existem grupos interessados em desgastá-lo. Segundo ele, “setores da política itabunense, de forma oportunista, desrespeitosa, procuram tirar proveito da situação, visando a alcançar objetivos escusos, justamente no momento em que nosso partido apresentou para o povo de Itabuna o meu nome como pré-candidato a prefeito”.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia