WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

unesul bahia

uniftc






agosto 2012
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias


:: 10/ago/2012 . 23:52

VANE LAMENTA MORTE DE CONCEIÇÃO BENIGNO E SUSPENDE ATIVIDADES DE CAMPANHA

O candidato a prefeito de Itabuna, Vane do Renascer (PRB), emitiu nota, há pouco, em que lamenta a morte da doutora Conceição Benigno. Ele também suspendeu todas as atividades de campanha deste final de semana.

A médica pediatra itabunense faleceu nesta noite, em casa, na capital baiana (leia mais aqui). Vane esteve no início da noite com o esposo de Conceição, Davidson Magalhães,  dirigente estadual do PCdoB e presidente da Bahiagás, na inauguração do comitê de campanha no Banco Raso.

Vane solidarizou-se com Davidson Magalhães e afirmou, em nota, que a “perda de sua inestimável esposa, a médica pediatra doutora Conceição Benigno Santos, nos deixou em sofrimento”. A morte de Conceição pegou a todos de surpresa.

Davidson Magalhães estava no sul da Bahia quando recebeu a notícia da morte da esposa. Um avião do governo baiano levou Davidson, a irmã, Adriana, o cunhado Jabes Ribeiro e o candidato a vice-prefeito de Itabuna, Wenceslau Júnior, para Salvador, há pouco. Confira abaixo a nota da coligação “Na frente para Itabuna mudar”.

:: LEIA MAIS »

MORRE A MÉDICA CONCEIÇÃO BENIGNO

Conceição Benigno e o esposo, Davidson Magalhães.

Notícia triste nesta noite. A médica pediatra Maria Conceição Benigno faleceu nesta noite em Salvador. As causas da morte ainda não foram divulgadas.

Ex-candidata a vice-prefeita de Itabuna em 2004 e esposa do presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, Conceição estava residindo na capital baiana há mais de quatro anos. Atualmente, trabalhava na Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), em Salvador.

Conceição foi dos médicos que mais batalharam para que o Hospital Manoel Novaes conquistasse o título de Hospital Amigo da Criança, concedido pela Fundo das Nações Unidas para Infância e Adolescência (Unicef), na década de 90.

Davidson Magalhães recebeu a notícia da morte da esposa quando ainda estava no sul da Bahia, onde participou de atividade de campanha em Itabuna. Conceição deixa dois filhos.

FAZENDÁRIOS PRESSIONAM GOVERNO BAIANO

Fazendários fizeram manifestação em Salvador para pressionar governo.

Os fazendários decidiram pressionar para que representantes do governo baiano sentem-se à mesa e aceitem discutir pauta de reivindicações da categoria. Rubens Santiago, do Sindicato dos Fazendários da Bahia (Sindsefaz), diz que a espera pelo diálogo já dura dois anos. “Chegou a hora de respostas concretas”, disse.

Os fazendários querem novo teto salarial e garantia de promoções aos agentes de tributos e auditores. Eles querem o retorno de pontuação da gratificação fiscal e carreira específica para os técnicos administrativos. Uma audiência de representantes do Sindsefaz com o secretário da Fazenda, Luiz Petitinga, foi marcada para dia 20.

HOSPITAL REBATE ACUSAÇÃO DE ERRO MÉDICO

A assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna esclareceu que o atendimento à paciente Patrícia Rosa de Oliveira, do Hospital Manoel Novaes, seguiu o protocolo. A paciente perdeu o filho e familiares apontam possível erro nos procedimentos do médico Benício de Andrade.

Além de negar que tenha havido erro médico, a assessoria, em nota, afirma que a paciente vem sendo assistida pela equipe médica e, também, pelo serviço social. Segundo a nota da instituição médica, a paciente enfrentava gestação de alto risco.

Quando a paciente chegou ao hospital, informa a nota, foi encaminhada para exame de ultrassonografia ao ser constatado que o feto possuía abdome aberto. No exame, foi constatada morte intrauterina e Patrícia foi encaminhada para ser submetida a cirurgia. Confira a nota oficial da instituição no “leia mais”, abaixo.

:: LEIA MAIS »

PM-BA ABRE INSCRIÇÕES PARA CONCURSO DE OFICIAIS

A Polícia Militar baiana abriu hoje, 10, o prazo de inscrições no concurso que oferece 300 vagas em curso de formação de oficiais, sendo 30 delas reservadas a mulheres. A inscrição pode ser feita no site da Uneb (www.concursopm.uneb.br) ou da empresa responsável pela aplicação das provas, a Consultec (www.consultec.com.br) e a taxa custa R$ 115,00.

O concurso terá duas etapas. Na primeira, os candidatos vão responder a questões objetivas e de redação, dia 21 de outubro, em Salvador. Quem avançar, submete-se a testes médico-odontológico, psicológico e aptidão física.

Os candidatos têm de ser maiores de idade e possui, no máximo, 30 anos, além de estatura mínima de 1,60 metro se for homem e 1,55 metro se for mulher, além de possuir carteira de motorista categoria B e, no mínimo, o Ensino Médio completo. O prazo de inscrição vai até dia 26.

APPM EM DOSE DUPLA

A Associação dos Praças da Polícia Militar (APPM), regional de Itabuna, promove festa de confraternização em comemoração ao Dia dos Pais e Dia dos Soldados. A festa será realizada neste sábado, 11h, a partir das 20h, no Grapiúna Tênis Clube. 

O evento será animado pela banda Nova Era. Informações pelo telefone (73) 3612-2630.

AGORA VAI?

Duplicação de rodovia é prometida há mais de 20 anos (Foto Pimenta/Arquivo).

O governo baiano, finalmente, concluiu o estudo de impacto ambiental da obra de duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415). É um passo para a obra tão (prometida e) aguardada pelos sul-baianos. Concluída esta fase, faltarão as audiências públicas com as comunidades que serão afetadas diretamente pela obra.

A obra custará, aproximadamente, R$ 190 milhões e será executada pelo Governo Federal. A nova pista será construída à margem direita do Rio Cachoeira, interligando-se com a pista atual por meio de quatro pontes, conforme projeto elaborado pelo Governo Baiano e entregue ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

ELEIÇÕES 2012 – O DESTINO DOS IMPUGNADOS

Allah Góes | allah.goes@hotmail.com

(…) Enquanto não for formalmente derrubado por deliberação válida a ser emitida pelo órgão que detém competência para tanto, o mencionado parecer prévio do tribunal de contas prevalece íntegro para todos os efeitos.

“E agora José?”, este trecho do famoso poema de Carlos Drummond de Andrade nunca foi tão atual em nossa região, e isto por conta da Judicialização que hoje assistimos nas eleições, onde ante a aplicação da Lei da Ficha Limpa, outrora excelentes candidatos, por conta de deslizes administrativos em suas gestões, correm o risco de ficar fora da disputa.

E, assim, as eleições de 2012 poderão deixar de ter como protagonistas Monalisa Tavares, de Ibicaraí; Carlos Amilton (Garrafão), de Floresta Azul; Marco Brito, de Itororó; Adriano Clementino, de Barro Preto; Azevedo, de Itabuna; e Pedrão, de Itapé, dentre outros.

Em comum, este gestores têm, segundo entendimento da Justiça Eleitoral de suas cidades, a má gestão administrativa que culminou no desrespeito das regras contábeis, razão pela qual houve a emissão de parecer pela “rejeição de suas contas junto ao órgão fiscalizador”, que no caso foi o TCM-BA.

Mas aí o leitor poderá perguntar: “Mas se o TCM-BA apenas emite Parecer sobre as contas, sendo que o julgamento destas deve ser feito pela Câmara de Vereadores, por que, então, os gestores ficaram inelegíveis, mesmo não havendo ainda julgamento das contas pelo Legislativo?”.

A questão do indeferimento das candidaturas se deu não por conta do contido no Parecer do TCM-BA (que é peça apenas opinativa), mas em razão da inércia dos legislativos municipais que, mesmo tendo recebido as contas do TCM-BA há mais de 60 dias, até hoje não realizaram o julgamento destas, ou, quando o fizeram (a exemplo do ocorrido em Itapé), deixaram de notificar corretamente o ex-gestor, levando o judiciário a anular aquele julgamento.

O STF, no julgamento do RE 597.362, já se manifestou que “o parecer prévio passa a produzir efeitos (…) desde que editado e apenas deixará de prevalecer se, e quando, apreciado e rejeitado por deliberação do Poder Legislativo municipal (…). Ou seja, enquanto não for formalmente derrubado por deliberação válida a ser emitida pelo órgão que detém competência para tanto, o mencionado parecer prévio do tribunal de contas prevalece íntegro para todos os efeitos”.

:: LEIA MAIS »

JUÇARA CUTUCA AZEVEDO

Juçara lembra “batida” policial na gestão de Azevedo.

A prefeiturável Juçara Feitosa (PT) considerou vergonhoso para o município a “batida” que Polícia, Justiça e Ministério Público deram na prefeitura, na última quarta, 8, em cumprimento a mandado de apreensão de decretos assinados pelo prefeito Capitão Azevedo (DEM).

– Administração pública não é negócio privado e não pode servir para negociatas entre compadres – disse, numa referência ao decreto de reversão assinado pelo prefeito Capitão Azevedo em benefício do amigo e apoiador político Fernando Gomes, que recebe de volta o terreno doado para construção do centro de convenções e do teatro no loteamento Nossa Senhora das Graças.

Há mais de 15 dias que o governo municipal não publica os atos administrativos no Diário Oficial impresso ou online. O Ministério Público estadual desconfiou do negócio e solicitou da Justiça mandado para averiguar o que o prefeito tem ocultado dos cidadãos.

Quanto ao decreto de reversão, a assessoria do prefeito sustenta que Azevedo agiu de forma legal, seguindo parecer da procuradora-geral do Município, Juliana Burgos. A reversão, no entanto, ocorreu após o estado ter investido R$ 17 milhões, segundo o promotor público Inocêncio Carvalho.

FAMÍLIA ACUSA ERRO MÉDICO EM HOSPITAL DE ITABUNA

Uma família acusa o Hospital Manoel Novaes em Itabuna, no sul da Bahia, pela morte de um bebê. De acordo com as acusações, a dona de casa Patrícia Rosa de Oliveira, de 23 anos, teria procurado a unidade de saúde na quarta-feira (8), quando se sentiu mal nos últimos dias de gravidez, com 38 semanas de gestação. Ela teria sido examinada e mandada de volta para casa. Como não se sentiu melhor, a mulher voltou ao hospital na quinta-feira (9), quando foi constatado que o bebê que esperava estava morto.

Na noite de quarta-feira, a família diz que Patrícia sentiu dores e notou que o bebê estava agitado, quando ela e o marido procuraram uma clínica particular para fazer uma ultrassonografia. “O médico que fez a ultrassonografia constatou que o menino já era para ter nascido e mandou que levasse ele para o Manoel Novaes urgente, que era para ela fazer o parto cesáreo”, afirma Ivo Santos Lima, pai da criança. Confira a íntegra no G1

ELE ESTÁ DE VOLTA

As manhãs de domingo não eram mais as mesmas sem a habitual leitura desde o último 11 de dezembro. Ousarme Citoaian, após dois anos ininterruptos de publicação de coluna, anunciava que iria parar. Era uma paradinha, pois. Os pedidos dos leitores/fãs comoveram, sensibilizaram o crítico, preciso, surpreendente e doce Ousarme.

Quis o destino que o retorno ocorresse em um emblemático 10 de agosto de 2012, centenário de nascimento de Jorge Amado. Ousarme muniu-se de suas armas poderosas para nos brindar com uma abordagem diferente da obra do escritor grapiúna.

– É análise, pouco feita por aqui, da vida política dele, o PCB, as prisões, os livros queimados etc -, explica o colunista, que já revelou a sua (a dele, claro) verdadeira identidade, mas não perde o charme do pseudônimo.

Aos leitores, Ousarme e Jorge – amados.

UNIVERSO PARALELO / ESPECIAL JORGE

JORGE AMADO E OS REQUINTES DA ESTUPIDEZ

Ousarme Citoaian | ousarmecitoaian@yahoo.com.br

Jorge Amado folheia edição em dinamarquês de Tocaia Grande.

Nas muito justas louvações a Jorge Amado (cujo centenário de nascimento ocorre nesta sexta-feira, 10), detenho-me sobre um documento que se agiganta diante de toda a obra vasta do grande romancista. Trata-se de uma surpreendente “Ata de Incineração” produzida pela Sexta Região Militar em 19 de novembro de 1937 – e publicada pelo jornal Estado da Bahia em 17 de dezembro daquele ano. É de estarrecer, ou como gostaria de dizer a própria vítima, “de espantar”. A notícia da queima de 1.694 livros de Jorge Amado é narrada com detalhes (melhor seria chamá-los de requintes de estupidez), começando por nomear os “senhores membros da comissão de buscas e apreensões de livros” (três trogloditas do Exército, Marinha e Polícia do Estado).

__________

MONUMENTO À BESTIALIDADE

A ordem de incinerar “os livros apreendidos e julgados como simpatizantes do credo comunista” partiu do Cel. Antônio Fernandes Dantas, comandante da 6ª RM, e incluiu pequena quantidade de outras obras. O integralista José Lins do Rego teve queimados 82 volumes de seus romances Doidinho, Pureza, Banguê, Moleque Ricardo e Menino de Engenho – prova de que as ditaduras distribuem “democraticamente” suas patadas sem olhar a quem. Mas o grande perseguido era, de fato, Jorge Amado, visto pelo sistema como “perigoso agitador”: dos seus livros levados à fogueira, o de menor quantidade (Cacau, 89 exemplares) ultrapassa os cinco de Zé Lins. A bestialidade do Estado Novo seria, com ligeiras adaptações, reeditada pela ditadura militar de 1964.

__________

O CAVALEIRO DA ESPERANÇA

Jorge Amado não foi só o escritor picaresco, de humor tipicamente brasileiro (em oposição ao humour britânico de Machado de Assis) vulgarizado pela tevê. Foi, sim, um lutador pelo seu povo, defensor da miscigenação, antirracista. Denunciou o trabalho semi-escravo na região cacaueira, defendeu a liberdade de culto e todas as liberdades. Várias vezes preso no Brasil, exilado na Argentina, no Uruguai, em Paris e na Tchecoslováquia, ele manteve a militância também fora de sua terra: em 1950, foi expulso da França, devido à atividade política com Camus, Sartre, Picasso e outros. Em 1941, durante o exílio na Argentina escreveu O cavaleiro da esperança: a vida de Luís Carlos Prestes, pungente defesa do líder comunista preso desde 1936.

__________

LIVRO CONTRABANDEADO

É um livro notável, pelo conteúdo explosivo (a denúncia candente da tortura, da perseguição aos comunistas, da violação dos direitos humanos no Estado Novo) e pelas circunstâncias especiais que o cercaram: proibido no Brasil, O cavaleiro… (em espanhol) era vendido clandestinamente, às vezes por preços absurdos. Também apareciam cópias datilografadas e em fac-símile, que passavam de mão em mão, sem dono certo. O livro ganhou nomes carinhosos, como Vida de são Luís, Vida do rei Luís e Travessuras de Luisinho. No governo Perón, O cavaleiro… foi proibido também na Argentina e queimados os exemplares encontrados, valorizando ainda mais os que circulavam no Brasil. “Houve quem vivesse do aluguel de exemplares”, contou Jorge Amado.

__________

O SORRISO AMARELO DA SOCIEDADE

A pena de Jorge Amado nunca esteve a serviço da literatura dita “o sorriso da sociedade” (expressão cunhada por Afrânio Peixoto) e que Graciliano Ramos bem definiu como “uma literatura antipática e insincera que só usa expressões corretas, só se ocupa de coisas agradáveis, não se molha em dias de inverno e por isso ignora que há pessoas que não podem comprar capas de borracha”. É a literatura dos saraus, da poesia tatibitate e bem comportada, que não incomoda. “Foi ela que, em horas de amargura, receitou o sorriso como excelente remédio para a crise”, resume o mestre de Quebrangulo. Jorge Amado trouxe para o romance brasileiro os negros, os pobres, os trabalhadores do cacau, as prostitutas e, avant la lettre, os meninos de rua.

__________

PREMONIÇÃO SOBRE MENORES INFRATORES

Capitães da areia (808 exemplares queimados), uma premonição sobre os menores infratores de hoje, saiu do prélio em 1937 e logo foi para o fogo. Não valeu esse “sacrifício” do governo: quando veio a anistia, em 1945, Capitães… vendeu feito pão quente, sendo até hoje uma das obras mais lidas do autor. Os demais romances levados à fogueira são Jubiabá (267 exemplares), O país do carnaval (214), Suor (93) e Cacau (89). Jorge Amado retomaria as questões sociais, dentre outros títulos, em Terras do sem fim (1943), São Jorge dos Ilhéus (1944), Os subterrâneos da liberdade (1954) e, principalmente, em Seara vermelha (1946), que, por óbvios motivos, não viraram cinza. Faltou dizer que 223 exemplares de Mar morto também foram queimados.

__________

SÓFOCLES ESCAPOU DO PAU-DE-ARARA

Mar morto? – perguntaria a atônita leitora; Mar morto? – ecoaria o atônito leitor (desde que cultuem este objeto em extinção chamado livro), e concluiriam que este velho O. C. perdeu de vez o juízo ou bebeu em má fonte. Mar morto, sim, insisto, lembrando-lhes que nas ditaduras a burrice é uma segunda natureza. E afianço ainda que esse mal é contagioso e longevo: em1965, esbirros da ditadura militar (“herdeiros” da fogueira de 1937) invadiram um teatro no Rio de Janeiro, para prender o autor da peça em cartaz, um certo Sófocles, e submetê-lo ao pau-de-arara, choque elétrico nas partes baixas e outros mimos. Pois saibam todos que destas linhas tomarem conhecimento que Sófocles escapou – tinha-se dado ao luxo de morrer há 565 anos.

__________

JORGE AMADO É MELHOR DO QUE VICTOR HUGO

Faltou dizer que Mar morto, leitura de infância em Buerarema, a história de Lívia e Guma, é um dos mais belos textos de Jorge Amado. Para mim, foi o contato com o que se chamava de “poesia em prosa”: o cotidiano dos trabalhadores do mar em permanente risco, a vida árdua, mas narrada com surpreendente lirismo. Penso que só alguém doente da cabeça ou do pé (talvez dos dois) seria capaz de ver ali obra de ameaça ao regime, livro “simpatizante do credo comunista”. A quem não percebeu a citação, informo que “trabalhadores do mar” é o título de festejado livro de Victor Hugo (traduzido por Machado de Assis), que não chega aos pés de Mar morto.

O lirismo de Jorge Amado chegou também à MPB, numa parceria de Jorge Amado e Dorival Caymmi. 

O.C.

CAETANO, JORGE E UM VÍDEO HISTÓRICO

6 de agosto de 2001. Caetano Veloso se apresentava na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, quando recebe a notícia da morte do escritor Jorge Amado. O músico, que faz aniversário no dia 7 de agosto, ouvia “parabéns” entoados pelo público. Caetano planejava cantar três outras músicas, mas, em homenagem ao menino grapiúna, retorna e canta Milagres do povo. “Essa é a festa do meu aniversário e é a festa da vida de Jorge Amado”, disse para o público. Confira:

Caetano se apresenta hoje, em Ilhéus, no dia do centenário de nascimento de Jorge Amado. O show gratuito será na praça da Catedral de São Sebastião, no centro histórico, às 22h.

Confira a programação de hoje do Festival Amar Amado. Clique no “leia mais”, abaixo.

:: LEIA MAIS »

AGENDA DOS CANDIDATOS (SEXTA, 10)

Juçara parte para o corpo a corpo nesta sexta-feira.

Juçara Feitosa (PT)
8h – Corpo a corpo no Fonseca, com saída do Sítio do Menor
15h – Corpo a corpo na Vila Zara, com saída da praça
19h – Reunião com lideranças comunitárias

Vane do Renascer (PRB)
9h – Visita ao comércio da Avenida Inácio Tosta Filho, com saída da Rodoviária
15h – Corpo a corpo no Banco Raso (concentração no comitê)
18 h – Inauguração do Comitê Central de Campanha, no Banco Raso
Capitão Azevedo (DEM)
15h30min – Visita ao Pontalzinho, com saída da Praça do Trabalho
19h30min – Reunião com moradores do São Caetano (Casa de Mestre Goiaba)
Zé Roberto (PSTU)
8h – Café da manhã com professores da rede municipal
14h – Reunião com coordenação da campanha
19h – Visita a apoiadores no Pedro Jerônimo

ILHÉUS —-

Jorge Luiz concentra agenda no período da tarde e noite desta sexta.

Jorge Luiz (PSOL)
17h – Visita ao Mercado de artesanato
19h30m – Visita ao grupo de Dominó
21h – Visitação ao Festival Amar Amado, com concentração no Teatro

— Os demais candidatos não informaram agenda.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia