WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2012
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

editorias





itao



quinta da alegria


UFSBA além da área

Felipe de PaulaFelipe de Paula | felipedepaula81@gmail.com

 

Diversas cidades que circundam os três campi (Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas) receberão estrutura da UFSBA para o funcionamento de unidades universitárias.

 

Muito se tem discutido na imprensa regional a respeito das possibilidades de se implantar o Campus da UFSBA no espaço A, B ou C. Compreendo que cada elemento relacionado a esta importante conquista sul baiana deva ser cuidadosamente pensado, discutido e executado, porém há muito mais na implantação de uma Universidade Federal do que apenas um espaço.

Discuto por aqui o que há de mais revolucionário na Federal do Sul da Bahia: sua proposta pedagógica. Os estudantes sul baianos terão a oportunidade de estudar de uma maneira que apenas as universidades mais modernas do mundo possibilitam aos seus alunos. Não haverá a entrada em cursos tradicionais. Os jovens não farão seleção para direito, medicina, comunicação, engenharia.

Os candidatos disputarão vagas nos Bacharelados Interdisciplinares, os BI’s: Ciência & Tecnologia, Artes, Humanidades e Saúde. Após 3 anos de estudos executados de maneira interdisciplinar – ou seja, um estudante de saúde recebe formação em humanidades, artes e tecnologia, contribuindo para a preparação de, por exemplo, um futuro médico com formação humanizada, que dispõe de habilidades para trabalho em equipe e tratamento humano – o estudante recebe um diploma de graduação plena em Saúde. Ele estará formado.

Daí por diante, já dentro da Universidade, o estudante poderá fazer a opção por sua área de formação mais específica – os tradicionais cursos de medicina, farmácia, psicologia, engenharia, direito, etc. E, esta escolha será feita de maneira amadurecida, com vivências que o jovem de 17 anos, concluinte do 2° grau, habitualmente não possui. Como este aluno já cursou 3 anos do BI, ele terá sua formação específica em mais 1, 2 ou 3 anos apenas – dependendo das especificidades do seu curso. Isso tudo também com uma pedagogia diferenciada, com uma aprendizagem baseada em resolução de problemas e no trabalho em equipe. O referencial teórico da UFSBA busca apoio em intelectuais como Anísio Teixeira, Milton Santos, Paulo Freire, Boaventura de Sousa Santos, Pierre Lévy e Alain Coulon.

Outra questão importante da formação da UFSBA é a Rede de Colégios Universitários. Diversas cidades que circundam os três campi (Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas) receberão estrutura da UFSBA para o funcionamento de unidades universitárias. Os concluintes do 2° grau da rede pública de ensino de, por exemplo, Itacaré, Uruçuca, Ubaitaba, Ibicaraí, Camacan e outras, poderão cursar a primeira metade de seus BI’s nas suas cidades de origem, dispondo das mesmas aulas que os alunos que frequentarão aulas no campus sede. Eles disputarão seu lugar na universidade apenas com os colegas provenientes da rede de colégios conveniados, democratizando o acesso a educação.

Através de uma moderna rede digital, o conteúdo ministrado será oferecido em versões ao vivo e gravadas para que os alunos dessas cidades tenham a formação mais adequada. Além disso, semanalmente, os professores da UFSBA farão visitas aos Colégios Universitários a fim de acompanhar mais de perto o processo formativo.

É inegável o ganho que o sul da Bahia experimentará com a UFSBA. Itabuna, com centro de formação em Humanidades, Ciência e Tecnologia, Comunicação e Artes, Porto Seguro com Ciências Ambientais, Humanas e Sociais e Teixeira de Freitas com Ciências da Saúde e de Humanidades e Artes, serão responsáveis por oferecer à região anualmente uma série de profissionais formados através de uma educação moderna, de alto nível, acompanhada de um entendimento humanista, globalizado, com entendimento da realidade contemporânea de maneira ampla. Jovens capazes de alavancar o desenvolvimento regional.

Aqueles que desejarem conhecer em mais detalhes a proposta de funcionamento da UFSBA podem encontrar o Plano Orientador da Universidade nesse link: http://pt.scribd.com/doc/117283898/PLANO-ORIENTADOR-DA-UNIVERSIDADE-FEDERAL-DO-SUL-DA-BAHIA.

Felipe de Paula é comunicólogo, mestre em Cultura e Turismo e professor.

7 respostas para “UFSBA além da área”

  • Marcos Paulo says:

    é simples.. basta instalar em Itabuna (Ferradas)..
    Nada de se usar a CEPLAC..

    Quando foi anunciado o IFBA, nenhum municipio brigou pela sua transferencia..

    Se a área da CEPLAC for transferida para Itabuna, ai sim, pode-se instalar a UFESBA e o Aeroporto Internacional..

    Enquanto isso, faremos um levante popular contra o Deputado mensaleiro que quer ser mais um pai da UFESBA..

    UFESBA em ITABUNA..VANE se pronuncie!!!

  • Eu amo itabuna says:

    “Quando foi anunciado o IFBA, nenhum municipio brigou pela sua transferencia..

    Se a área da CEPLAC for transferida para Itabuna, ai sim, pode-se instalar a UFESBA e o Aeroporto Internacional..

    Enquanto isso, faremos um levante popular contra o Deputado mensaleiro que quer ser mais um pai da UFESBA..

    UFESBA em ITABUNA..VANE se pronuncie!

    A LÓGICA ESTÁ AQUI!!!A UFESBA É NOSSa!Fora deputado oportunista,Vane !ceda logo a área para não ter a desculpa que o PREFEITO não cedeu, arranjou…blá blá bla!
    DILMA CEDEU A ITABUNA!

  • JORGE LUIZ ARAUJO DOS ANJOS says:

    É complicado instalar UFSBA em Ferradas. Além de ser uma contramão, não existe a minima infraestrutura na área. O direcionamento do desenvolvimento de llhéus/Itabuna é nas margens e entorno da Rodovia que liga as duas Cidades, qualquer tentativa em não reconhecer esse fato é pura idiotice.

    O que será construido na area citada:

    –HOSPITAL REGIONAL DO SUL DA BAHIA(será o maior e mais moderno Hospital da Região)
    –AEROPORTO INTERNACIONAL (próximo ao CAMPUS DA UESC)
    –DUPLICAÇÃO DA RODOVIA ILHÉUS/ITABUNA.
    Isso sem citar outros empreendimentos da iniciativa privada.

    Não tenho nada contra Itabuna, mas a localização no território Ilheense será bem mais vantajosa da a região.

  • Zelão says:

    Zelão, diz: – A UFSBA, dentro da nossa área!

    “Porque será que temos a mania de nos apequenar diante dos desafios que nos são impostos? Porque será, que nem mesmo um “sonho, sonhado por muitos, pode deixar de ser sonho e se tornar realidade?”

    Por inércia tivemos que dividir o “nosso sonho” de ter uma Universidade Federal, aqui em Itabuna, fatiando-a com Teixeira de Freitas e Porto Seguro. Agora, surgem os “oportunistas de carterinha,” aventureiros que nem mesmo participaram do nosso sonho, querendo minimizar a importância da concretização, para nós itabunenses, em ter a UFSBA, construída em território itabunense.
    Não dá para aceitar tamanha ignomia para com a nossa gente, ao concordar com a instalação “improvisada” da UFSBA na área de pesquisa da Ceplac. Pior é que; ao aceitar, esteremos matando, definitivamente, outro sonho , uma conquista regional, a CEPLAC.
    Com o “bairismo” que sempre nos faltou é que devemos lutar para que o Campus da UFSBA, seja construido em território itabunense, com a dignidade a altura dos nossos sonhos.

  • neto says:

    Realmente precisamos de universidade. O texto fala da forma como será o ensino, uma forma inovadora de gerar conhecimento e o pessoal discute qual o local que será instalada… Interpretação de texto JÁ!!!!!!!! Ou nem leram o texto… humpfffff

    Essa forma de ensino já é utilizada em alguns locais, como na universidade federal do ABC e conheço pessoas da área de ensino que são contra… Mas cabe a discussão. Vejo com bons olhos, porém acho difícil um bom aproveitamento nos primeiro anos…

  • Marcos Paulo says:

    Justamente por isso que é importante instalar para o Oeste de Itabuna (ferradas)..para aquela área deixar de ser Contramão..

    Ali é Itabuna também e carece de maior atenção do municipio..
    se a Ufesba for instalada lá, certamente vai promover a inclusão dos bairros mais afastados do centro e facilitará o acesso dos demais municipios do Sul da Bahia, pois ali tem facilidade de acesso de 2 BRs (415 e 101) e evita-se passar no centro da cidade, diferente da CEPLAC que na situação atual, esta com a rodovia saturada justamente pelo excesso de empreendimentos..

    Naturalmente, Itabuna ja vai em direção a Ilhéus..
    Então, para promover um desenvolvimento igualitario da cidade, precisamos deslocar esse vetor de crescimento..

    Como se faz isso? instalando equipamentos publicos de grande relevância no local..

    Vou dar um exemplo de desenvolvimento:
    o centro administrativo de MG. Antes era totalmente pulverizado em BH e agora foi instalado em um conjunto de predios na Linha verde (rodovia que liga Bh-Confins)..Criou-se um novo eixo de crescimento e desenvolvimento da cidade..

  • José Vidal says:

    Fico assustado com alguns posicionamentos aqui. A discussão deixa de ser conduzida para que se levante e avalie as vantagens e desvantagens da instalação da UFSBA nos diversos locais previstos e passa a ser pautada dentro de um dogma: TEM QUE SER NO TERRITÓRIO DE ITABUNA.
    Juizo Senhores.

Deixe seu comentário








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia