WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








janeiro 2013
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias





itao




TRADIÇÃO DE 400 ANOS

Este domingo, 13, foi dia de Puxada do Mastro em Olivença. O tradicional evento, que mistura tradição indígena e ritos católicos, é realizado há cerca de 400 anos no sul da Bahia pelo povo Tupinambá

Este domingo, 13, foi dia de Puxada do Mastro em Olivença. O tradicional evento, que mistura tradição indígena e ritos católicos, é realizado há cerca de 400 anos no sul da Bahia pelo povo Tupinambá (foto Gidelzo Silva / Secom Ilhéus)

1 resposta para “TRADIÇÃO DE 400 ANOS”

  • JORGE LUIZ ARAUJO DOS ANJOS says:

    Gostaria que o autor da matéria, informasse onde poderei localizar os registros históricos onde poderei checar que há 400 anos atrás, os Tupinambás puxavam o pau e habitavam a região de Olivença.

    Da Redação: A informação consta em matéria distribuída pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ihéus, que segue abaixo –

    Tradição e alegria se misturaram na

    puxada do Mastro de São Sebastião

    Descendentes dos Tupinambás, católicos e turistas reuniram-se no último domingo, 13, para celebrarem a tradicional festa da Puxada do Mastro de São Sebastião, no Balneário de Olivença, em Ilhéus. Apesar da chuva, os participantes do evento cumpriram todo o ritual. No inicio da manhã, os puxadores e machadores reuniram-se na Praça da Igreja de Nossa Senhora da Escada, para se alimentarem e seguiram para a mata em busca do tronco que será erguido no próximo dia 20, para ostentar a bandeira de São Sebastião.

    As praias e bares de Olivença ficaram lotadas até às 17 horas, quando os puxadores chegaram da mata em cortejo. Os fortes ventos, que agitavam a maré, não impediram que os homens passassem pelo mar trazendo o tronco, que foi levado até a Praça da Igreja em meio a cantigas próprias da festa. Durante o percurso, moradores e turistas, retiravam lascas das madeiras que, segundo a tradição, dá sorte e até atrai marido.

    A organização da Puxada do Mastro foi coordenada pela Associação dos Machadeiros de Olivença. A diretora social da entidade, Maria Catarina dos Santos, e o vice-presidente, José Raimundo Mendes Melgaço, falaram em nome da comunidade e agradeceram o apoio do prefeito Jabes Ribeiro, “que sempre apoiou nossa festa”, conforme destacou Melgaço. Na oportunidade, foi pedido um minuto de silêncio em memória de Everaldo Mendonça, um dos grandes incentivadores da festa.

    Na região Sul da Bahia, a festa tem cerca de 400 anos. Segundo o pesquisador Erlon Costa, da Universidade de Brasília (UNB), que estuda as organizações indígenas, a Puxada do Mastro de São Sebastião é uma forma de manter viva a tradição Tupinambá, em Ilhéus. “A cultura Tupinambá se mantém viva em grande parte por conta das festas, em especial, está aqui, onde eles confirmam sua originalidade na festa”, destacou o pesquisador.

    Estrutura – A infraestrutura da festa foi garantida pela Prefeitura Municipal de Ilhéus em parceria com a iniciativa privada, além da colaboração da Policia Militar e do corpo de Bombeiros. Os serviços de limpeza, saúde, organização do trânsito, de ambulantes e de salva-vidas estiveram presentes durante todo o evento. A animação contou com a participação das bandas Betinho do ‘Caprixo’, Benner Show, ‘Swingue’ Legal e ‘Frisom’. O evento foi prestigiado pelo vice-prefeito Carlos Machado, pelo secretário de Turismo, Alcides Kruschewsky, além de outros secretários municipais.

Deixe seu comentário








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia