WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










janeiro 2013
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: 28/jan/2013 . 18:36

PROFESSOR PERDE 31 ALUNOS EM TRAGÉDIA NO RIO GRANDE DO SUL

Tragédia causou 231 mortes em Santa Maria (RS) (Foto Deivid Dutra/Ag. Brasil).

Tragédia causou 231 mortes em Santa Maria (Foto Deivid Dutra/Ag. Brasil).

O professor Silvio Henrique Vidal Dorneles, do curso de agronomia da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), diz que o momento agora é tentar dar apoio às famílias e às vítimas que ainda estão hospitalizadas. Ele também se prepara para a volta às aulas no próximo dia 1º de fevereiro. 31 alunos do curso que Dorneles dá aula morreram no incêndio que atingiu a boate Kiss neste final de semana.

“Vai ser muito difícil. Somente em uma das minhas turmas oito alunos faleceram. Estamos em provas finais. Será muito difícil retornar. Nós professores e todos os demais servidores estamos muito abalados com tudo essa tragédia”, contou.

Dorneles conta que soube do incêndio por volta de 3h de domingo, por um cunhado que é enfermeiro do Hospital de Caridade, em Santa Maria. “Ele me ligou quando chegaram as primeiras vítimas. Começamos naquele momento as buscas e sabíamos que lá estavam muitos alunos nossos da agronomia, zootecnia, engenharia de alimentos”, relembra.

Leia mais no site da Band News FM

CANDIDATO, LENILDO DEFENDE AMURC “SEM PARTIDARIZAÇÃO E PERSONALISMO”

lenildo-santana1A voz pausada e o perfil conciliador do prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana (PT), levaram à construção de candidatura única à presidência da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc). Mas foi a proposta de uma entidade “sem partidarização e personalismo” que fortaleceu a candidatura do petista.

A postura equilibrada e de consenso do prefeito é elogiada pelo governador Jaques Wagner. “Lenildo se revelou grande prefeito e a sua reeleição demonstra isso”, disse o governador, que escolheu Ibicaraí como primeiro município do sul da Bahia a ser visitado em 2013, quando entregou as obras de reforma da BR-415.

Lenildo assume mais um desafio. É o candidato de consenso à presidência da Amurc. O pleito ocorrerá no dia 31. Atualmente, o prefeito de Ibicaraí é tesoureiro da entidade.

O candidato à presidência da Amurc conversou com o PIMENTA na redação do blog e falou de projetos e como os municípios podem se beneficiar dos projetos estruturantes e da chegada da Universidade Federal do Sul da Bahia.

 

BLOG PIMENTA – Quais são os projetos e metas mais importantes da sua campanha?

Lenildo Santana – Temos que incorporar, de forma muito clara e segura, os projetos macros mais importantes para a nossa região: o Complexo Intermodal Porto Sul e a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsba). Eles estão na linha de frente do debate.

BP – E nas questões “macro”, que dizem respeito à situação dos municípios?

LS – Temos que batalhar pela melhoria das receitas dos municípios. E aí a gente tem algo importante que é a redistribuição dos royalties, além da reposição do IPI [Imposto sobre Produto Industrializado] e das perdas do FPM [Fundo de Participação dos Municípios]. Outro ponto importante é a capacitação dos servidores e gestores municipais.

BP – Qual dimensão dessas perdas com redução de IPI e queda do FPM?

LS – A Amurc participou do debate na CNM [Confederação Nacional dos Municípios], em Brasília, em quatro encontros, e tratou destes assuntos e o consequente encaminhamento deles. As perdas com redução de IPI e queda do FPM em Itabuna, Ilhéus e região ultrapassam R$ 10 milhões.

BP – Como interferir para que os municípios tenham gestões com melhor qualidade?

LS – A qualificação dos servidores dos municípios associados está entre as nossas metas. Há um outro fator interessante que é o trabalho articulado de comunicação, divulgando as ações positivas dos municípios. Existe hoje uma marginalização do gestor. Virou prefeito, já é ladrão. Nem todo mundo possui esse perfil. E isso [a estigmatização] é ruim por que pode desestimular quem entra na política buscando fazer o correto.

_______________

Nossa ideia é desenvolver diagnósticos, identificar as necessidades de cada município e montar os projetos.

_______________

BP – Como a Amurc pode fazer o papel de articulação com os municípios?

LS – Nossa ideia é desenvolver diagnósticos, identificar as necessidades de cada município e montar projetos. O gestor fará o acompanhamento na Amurc. Vamos trabalhar para garantir captação de projetos de R$ 300 mil a R$ 500 mil, como exemplo, permitindo soluções para cada município. Não são 20, 30 projetos para cada cidade. Por isso, define-se as prioridades. Algumas cidades não puderam ter acesso a dinheiro dos governos federal e estadual nem puderam apresentar projetos. A ideia é trabalhar com projetos para atender a quem também está, por questões judiciais, de certidões, excluído deste momento. Para quê isso? Os prefeitos estão distantes da entidade por que eles param para pensar e questionam: o que é que eu ganho com a Amurc? Hoje a gente já tem uma realidade muito melhor. As reuniões acontecem. Prefeito vai lá. A gente trabalha, auxilia. A gente mostra que a entidade pode, tem potencial para auxiliar, intervir.

BP – O senhor pertence a uma corrente política. Como conciliar interesses numa entidade suprapartidária?

LS – Localmente, temos o exemplo de Floresta Azul. A prefeita Sandra Cardoso é do DEM e possuímos ótimo relacionamento Floresta Azul-Ibicaraí. Fazemos cooperação em saúde, infraestrutura, assistência social. Quando a demanda ocorre e a solução pode ser feita, de forma legal, pelo município vizinho, é feita. Isso independe da bandeira partidária. Eu tenho isso com Jackson [Bonfim], que é do PP. Nós queremos fortalecer esse trabalho articulado, levar essa proposta para a Amurc.  Ou seja, queremos administrar a Amurc sem partidarizá-la e sem personalismo. Isso fortalecerá a entidade.

_______________

E A Ufsba vai proporcionar qualificação diferenciada que vai acabar alterando os ambientes onde esses alunos estão inseridos.

_______________

BP – Como os pequenos municípios poderão se beneficiar do Complexo Intermodal e da Ufsba?

LS – No caso da Ufsba, tenho o exemplo de Santa Cruz da Vitória. Talvez não chegue a dez o número de pessoas do município formadas em uma universidade federal. Agora, isso muda com a seleção de estudantes por meio dos colégios universitários da Ufsba. É um modelo altamente inclusivo. E A Ufsba vai proporcionar qualificação diferenciada que vai acabar alterando os ambientes onde esses alunos estão inseridos.

:: LEIA MAIS »

EMASA ABORRECE MORADORES DO SÃO ROQUE

Esgoto corre pela Rua Independência, enquanto jorra incompetência em setores da Emasa.

Na Rua Independência, jorra esgoto; já na Emasa, incompetência…

Os moradores da rua Independência, no bairro São Roque, há dias vem convivendo com a lama fétida que jorra da rede de esgoto e toma conta de boa parte da via. As vítimas relatam que várias ligações foram feitas para a Emasa, mas até o momento nenhuma solução.

A rede onde o esgoto estourou está localizada em frente a uma estação de tratamento da empresa. Como a fedentina já perdura por longas duas semanas e a Emasa não aparece nem apresenta solução, há morador que pensa em dar um GPS ao setor de saneamento.

A Rua Independência, aliás, é a mesma onde a gestão do ex-prefeito Capitão Azevedo (DEM) torrou R$ 1,2 milhão que deveriam ser investidos em saneamento e pavimentação asfáltica. Ou seja, o sofrimento é dobrado na rua de nome bonito e situação precária.

ILHÉUS: JUSTIÇA LIBERA PAGAMENTO DO SALÁRIO DE DEZEMBRO DOS PROFESSORES

dinheiro3O salário de dezembro dos professores da rede municipal de Ilhéus deve ser pago até a próxima quarta, 30, conforme previsão da diretoria da Associação dos Professores de Ilhéus (APPI-APLB/Sindicato).

Por volta das 15h desta segunda, 28, o juiz substituto da 2ª Vara de Feitos de Relação de Consumo Civil e Comercial da Comarca de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, autorizou o Banco do Brasil a liberar o pagamento do salário. O ofício também será apresentado ao prefeito Jabes Ribeiro para que a folha seja enviada ao banco.

Porém, os beneficiados serão apenas os professores que recebem até R$ 916,00. Quem recebe acima desse valor, dependerá de decisões tomadas por uma comissão criada pelo prefeito Jabes Ribeiro. O sindicato também informa que a comissão avaliará a possibilidade de revogação de decreto do prefeito que demitiu professores concursados.

FUNCIONALISMO DE ITABUNA ENTRA EM GREVE AMANHÃ

Os servidores da Prefeitura de Itabuna prometem entrar em greve nesta terça, 29, para pressionar o governo municipal a pagar o salário de dezembro do ano passado. O prefeito Claudevane Leite (PRB), que viajou ontem para Brasília, alega que a dívida deixada com a folha ultrapassa R$ 11 milhões. O ex-prefeito Capitão Azevedo (DEM) é acusado de não deixar nenhum recurso previsto para quitar a dívida com o funcionalismo.

A decisão de deflagrar greve a partir desta terça foi tomada na última sexta, 25, em assembleia realizada pelo Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais (Sindserv) no auditório dos Comerciários. Os servidores recusaram a proposta de pagamento parcelado do salário de abril. A greve não atingirá o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), pois os funcionários acataram proposta apresentada pela direção do hospital.

ASSOCIAÇÃO PRESTA REVERÊNCIA AO “CABOCO”

Daniel e Ari batem ponto no ABC e discutem sobre a Acacal, obervados atentamente pelo Caboco

Daniel e Ari batem ponto no ABC e discutem sobre a Acacal, obervados atentamente pelo Caboco

Só mesmo o emblemático “Caboco” Alencar, verdadeiro patrimônio histórico-cultural de Itabuna, seria capaz de fazer surgir nesta terra de tantas siglas, mais uma: a Acacal (Associação Cultural dos Amigos do Caboco Alencar). A nova entidade terá sua criação oficializada na manhã deste sábado, 2 de fevereiro, dia de festa no mar e de gandaia no ABC da Noite por ser aniversário de seu ilustre proprietário há 51 anos.

A ideia de criar a associação partiu da Associação Cultural Amigos do Teatro de Itabuna (Acate), presidida pelo produtor Ari Rodrigues; Associação de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopias Etc. (Alambique), dirigida pelo jornalista Daniel Thame (que nesse caso, bebe e dirige); e do Fórum de Cultura Itabunense, sob o comando do também jornalista Ederivaldo Benedito.

A inauguração da Acacal e o aniversário do Caboco começam às 10 horas e serão animados por velhas marchinhas carnavalescas. Haverá também uma lavagem simbólica do ABC da Noite, numa prévia da Lavagem do Beco do Fuxico, endereço do estabelecimento, que acontece no dia 9 de março.

Durante a festa, Thame lançará campanha pelo tombamento do ABC da Noite, boteco de íntimas ligações com a cultura grapiúna.

MINISTRO DIZ QUE FIOL SERÁ CONCLUÍDA EM 2015

Ministrio diz que duplicação da Ilhéus - Itabuna também começa em breve (foto Manu Dias)

Ministrio diz que duplicação da Ilhéus – Itabuna também começa em breve (foto Manu Dias)

Em visita a Ilhéus, onde se reuniu com o prefeito Jabes Ribeiro (PP) e com o presidente da Associação Comercial, Nilton Cruz, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, afirmou haver todas as condições para que a construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) seja concluída em 2015.

Segundo o ministro, as maiores dificuldades para a execução do projeto já foram superadas. “Já vencemos grandes obstáculos, como as desapropriações, questões ambientais, e concluímos o projeto executivo”, ressaltou Passos. Ele afirma que “tudo isso permite acreditar que as obras vão andar em um ritmo mais acelerado”.

Durante a visita, o ministro falou também sobre o projeto de duplicação da rodovia BR-415 no trecho Ilhéus – Itabuna.  Ele declarou que o governo trabalha para iniciar as obras “o mais rápido possível”.

INVASÃO DE ÁREA PÚBLICA

Mais de um mês após este blog denunciar uma farra de doações de áreas públicas que vinha sendo promovida pelo ex-prefeito José Nilton Azevedo (DEM), é necessário registrar que a situação não apenas ‘”ficou por isso mesmo”, como ainda vem tendo desdobramentos mais complicados.

A área situada no bairro São Caetano, nos fundos da Proeves FM, uma das que Azevedo doou para o Pastor Elias Fernandes realizar alegados projetos sociais, mas que vendeu irregularmente para uma terceira pessoa, tornou-se alvo de invasões, o que preocupa a quem escolheu aquela região para realizar investimentos imobiliários formais.

Urge uma providência.

APÓS PROBLEMAS, PREFEITOS ORAM ANTES DE VOO PELA AVIANCA

oração 2Prefeitos que saíram do sul da Bahia em voo da Avianca para o encontro nacional com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, passaram maus-bocados, ontem. Após sair de Ilhéus, os passageiros sofreram com a quebra do ar-condicionado do avião. Sauna perdia. A aeronave teve de entrar em manutenção na capital baiana.

O voo levava, pelo menos, 20 prefeitos e representantes dos municípios para o evento na capital brasileira, dentre eles Deraldino Araújo (Ipiaú) e Ângela Castro (Camacan). Antes de partir para Brasília, hoje pela manhã, o prefeito de Itabuna, Vane do Renascer, puxou uma corrente de orações. A assessoria de Vane informou ao PIMENTA que ocorreu tudo bem no complemento da viagem a Brasília.

CONCURSADOS AMARGAM ESPERA EM JEQUIÉ

Candidatos aprovados em concurso público da Prefeitura de Jequié, promovido em meados de 2012, esperam há mais de seis meses pela convocação. Com a mudança de governo, temem ser esquecidos ad infinitum.

A prefeita Tânia Brito (PP) permanece em silêncio sobre a expectativa dos classificados no certame, que são 237. Enquanto isso, há rumores de que a administração municipal fará opção pelo velho recurso das contratações temporárias.

Para quem espera pelo cargo efetivo, só angústia.

O APELO DA TRANQUILIDADE

Ilhéus: 80 quilômetros de praia e nenhum trio elétrico

Ilhéus: 80 quilômetros de praia e nenhum trio elétrico

Como o perrengue não permitiu a organização do Carnaval, Ilhéus aposta no sossego e nas belezas naturais que Deus lhe deu para atrair os turistas que preferem a paz aos decibéis dos trios elétricos.

Além das praias, a cidade também acredita que seu patrimônio cultural e a opção do turismo rural, nas velhas fazendas dos tempos áureos da cacauicultura, são também atrativos importantes.

Otimista, o secretário do Turismo, Alcides Kruschewsky espera uma ocupação próxima de 100% dos leitos disponíveis na rede hoteleira. “Com certeza, teremos em Ilhéus, mais uma vez, a exemplo de outros anos, uma grande massa de turistas, ávida por descansar e desfrutar de nossas praias”, afirma o secretário.

 

600 VAGAS: INSCRIÇÕES PARA CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL COMEÇAM AMANHÃ

concursosSerá aberto nesta terça-feira, 29, o período de inscrições para o concurso da Polícia Civil da Bahia, que oferece 600 vagas e vencimentos que podem chegar a R$ 9.155,28 (incluindo gratificação e vantagens), caso do cargo de delegado, que tem 100 vagas disponíveis. As outras oportunidades são para investigador de polícia (400) e escrivão (100), ambos com remuneração que pode chegar a R$ 2.665,91. Para concorrer ao cargo de delegado, é necessário ter graduação em Direito. Os demais cargos exigem nível superior em qualquer área, entre outros requisitos previstos no edital.

As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de fevereiro, no site do Cespe/UnB, que organiza o concurso. A taxa é de R$ 120,00 para quem for disputar as vagas de investigador e escrivão, e de R$ 150,00 para delegado.

As provas estão programadas para o dia 7 de abril e serão aplicadas em cinco cidades:Barreiras, Itabuna, Juazeiro, Salvador e Vitória da Conquista.

 

CACAU DA BAHIA CONTINUA SEM REPRESENTAÇÃO

Eduardo Thadeu| ethadeu@gmail.com

 

O que se ouviu ao longo de toda a manhã foram loas ao agronegócio representado pela CNA, modelo que por definitivo não se adequa às tradições cacaueiras baianas e obviamente em direto antagonismo com as próprias políticas públicas emanadas tanto do Governo Federal quanto do Estadual.

 

Estou escrevendo este artigo ainda sob o impacto do que vi, ouvi, observei e avaliei do evento ocorrido hoje – escrevo na quinta feira, 24.01 – no auditório da CEPLAC/BA .

Desde que aqui cheguei em agosto de 2010, duas coisas me impressionaram profundamente, ambas surpreendentes para um profissional que, como eu, dedica-se à causa do Desenvolvimento Regional Integrado Sustentável há mais de 30 anos.

A primeira delas, extremamente impactante, ocorreu quando alguns amigos, abnegados defensores do Sistema Cabruca, levaram-me a uma propriedade onde este sistema é predominante na produção de cacau. Minha primeira reação foi perguntar o porquê do mundo não conhecer tal prática sustentável e responsável pela preservação de enorme mancha de Mata Atlântica na tradicional região cacaueira baiana. A partir desta constatação e, após a posse de Juvenal Maynart na Superintendência da Ceplac, tratamos de ecoar pelos gabinetes responsáveis pela coordenação da então vindoura Conferência das Nações Unidas sobre a Sustentabilidade, ocorrida no Rio de Janeiro em junho passado, também conhecida como RIO + 20.

Os esforços foram recompensados: estivemos durante dez dias na Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, com o acampamento “Povos da Cabruca”, onde milhares de visitantes tiveram a oportunidade de conhecer as delícias e demandas do cacau e do chocolate. Estivemos, também, no Píer da Praça Mauá durante os dez dias, em stand no espaço dedicado à Ciência e Tecnologia, alternativas em uma parceria do Instituto Cabruca e da Ceplac/BA, “and last but not least”, apresentamos um painel sobre o Sistema Cabruca no dia 19 de junho p.p. em parceria com a Sociedade Brasileira de Sistemas Agroflorestais, onde também em duas sessões foi apresentado o documentário “ THE CABRUCA COCOA – THE COCOA FROM BRAZILIAN ATLANTIC RAINFOREST”, resultando que o Sistema Cabruca e a cultura do Cacau foram os únicos citados no documento formal do MAPA que listou as premissas para uma agricultura sustentável no século 21.

A segunda delas, talvez não tão impactante quanto a primeira, foi a constatação de que, apesar da Bahia produzir 70% do cacau brasileiro, ter esta cultura e tradição de preservação, abrigar o centro de pesquisas da Ceplac, seu Centro de Extensão e a maioria de sua força de trabalho, a Ceplac não tinha em sua direção um baiano envolvido com a cadeia produtiva do cacau e do chocolate. A Ceplac vinha a anos sendo dirigida por um pesquisador paraense que, como era de se esperar, tratava de beneficiar a cultura do cacau na Amazônia em detrimento da tradicional região produtora baiana.

:: LEIA MAIS »

PINHEIRO DEFENDE UNIÃO DA BASE

Pinheiro vê “excessiva agonia” em movimentações pela sucessão de Wagner

Em entrevista à Tribuna da Bahia, o senador Walter Pinheiro (PT) se esquiva estrategicamente da condição de pré-candidato ao Governo do Estado e afirma que as definições sobre a sucessão devem ter como pressuposto a união da base sob a liderança do governador Jaques Wagner.

“É hora da base trabalhar unida. Se ela trabalhar unida em 2013 na execução, em 2014 ela continuará unida e, consequentemente, essa mesma base, sob a liderança do governador Jaques Wagner, saberá escolher o caminho para a sucessão”, diz o senador.

Sobre a atuação de lideranças que já se movimentam explicitamente com foco nas próximas eleições, Pinheiro diz que vê nisso “uma dose excessiva de agonia”.

Clique aqui e leia a entrevista completa.

PARA A GARAGEM! DEFICIENTES DISPENSAM ÔNIBUS COM ELEVADOR QUEBRADO

A Associação Grapiúna de Paraplégicos (AGP) demonstra que não aceitará mais a falta de respeito das empresas de ônibus, que dizem oferecer acessibilidade, mas na prática mantêm veículos com elevadores sem funcionar. Na sexta, 25, dirigentes da associação fizeram uma blitz e exigiram que um ônibus nessas condições fosse recolhido à garagem.

A empresa São Miguel, responsável nesse caso pela falha, promete tomar providências. Segundo a AGP, a Expresso Rio Cachoeira, que também opera o sistema de transporte coletivo, incorre no mesmo problema.

Está aí uma boa pauta para a Secretaria de Transportes e Trânsito de Itabuna.

FOI EM SANTA MARIA, MAS…

santa-maria-tragedia-6

A tragédia da madrugada deste domingo, 27, na cidade gaúcha de Santa Maria, poderia ter ocorrido em qualquer outro lugar. Situações como a falta de estrutura adequada para realizar eventos de maior porte, ausência de equipamentos básicos de segurança e de fiscalização rigorosa não são uma exclusividade do município que se tornou triste ao ver mais de 240 vidas se perderem em questão de minutos.

Para evitar que tanto sofrimento se repita, é necessário que o poder público cumpra seu papel e exija de quem promove eventos a garantia de condições adequadas, sem colocar em perigo  a vida de ninguém. O risco é elevado e a cobrança deve ser feita, não apenas sob o impacto imediato da tragédia, mas como ação permanente.

Em Salvador, uma vereadora já está cobrando mais rigor na fiscalização realizada pela Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo (Sucom), Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros. Vale o mesmo para todas as cidades.

 






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia