WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








maio 2013
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias





itao






DEMARCAÇÃO DE ÁREAS INDÍGENAS SERÁ SUBMETIDA A PARECER DA EMBRAPA

Ministra durante audiência no Congresso Nacional (Foto Antonio Cruz/ABr).

Gleisi Hoffmann ontem no Congresso Nacional (Foto Antonio Cruz/ABr).

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, disse ontem, 8, que a demarcação de terras indígenas nos estados de Mato Grosso do Sul, do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina também deve ser submetida a parecer da Embrapa. Recentemente, a ministra já havia pedido ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a quem está subordinada a Fundação Nacional do Índio (Funai), a suspensão de estudos para demarcação de terras indígenas no Paraná.

“Nós já temos mais três estados em que as informações estão sendo levantadas pela Embrapa: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. E se essas informações demonstrarem divergências ou não tiverem consistência com o que está sendo levantado [pela Funai] nos estudos iniciais nós vamos tomar o mesmo encaminhamento [de pedir a suspensão do processo de demarcação]”, disse Hofmann ao final da audiência pública na Câmara dos Deputados para tratar da demarcação de terras indígenas.

Durante a audiência, a ministra esclareceu a proposta do governo federal de consultar mais de um órgão (também a Embrapa), durante os procedimentos necessários para demarcar reservas indígenas. Segundo a ministra, o chamado “sistema integrado de informações” vai servir para fornecer à Presidência da República – que homologa as áreas como território tradicional indígena – informações mais completas. Informações da Agência Brasil.

5 respostas para “DEMARCAÇÃO DE ÁREAS INDÍGENAS SERÁ SUBMETIDA A PARECER DA EMBRAPA”

  • Cidadã says:

    Foi triste ver o depoimento de senhor – que chorava enquanto declarava – que tem família já constituída e que tinha planos para os estudos dos filhos e a própria vida naquele lugar! Agora eles não tem outra alternativa digna de lugar para viver! Senhores políticos que tal as ruas de SP ou de outra grande capital inchando a lista dos desempregados??!!!

  • PAULO says:

    NA REGIÃO DE PAU BRASIL ESTÁ UMA MISÉRIA,TEM AGRICULTOR QUE TIRAVA O SUSTENTO DA ROÇA, HOJE VIVE COM APOSENTARIA DE UM SALÁRIO MÍNIMO PARA SUSTENTAR DEZ,DOZE PESSOAS,A PRODUÇÃO DE LEITE CAIU A QUASE 100%,AQUELA REGIÃO VAI VIRÁ FLORESTA PORQUE ESSES PSEUDOS ÍNDIOS NÃO GOSTA DE TRABALHAR,A CIDADE ESTÁ UM MARASMO SÓ…

  • Lucas says:

    Cidadã:
    Foi triste ver o depoimento de senhor – que chorava enquanto declarava – que tem família já constituída e que tinha planos para os estudos dos filhos e a própria vida naquele lugar! Agora eles não tem outra alternativa digna de lugar para viver! Senhores políticos que tal as ruas de SP ou de outra grande capital inchando a lista dos desempregados??!!!

    Cidadã, o governo brasileiro não governa para o povo, mas governam para os bancos e corporações internacionais que o colocaram no poder, estão usando os índios como bode expiatório, mas quando eles quiserem se livrar deles, farão sem esboçar arrependimento algum, pois o dinheiro tem mais valor do que a vida humana para eles.
    Minha fé e esperança sempre estará no Senhor Jesus Cristo e jamais nos homens.
    Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! (Jeremias 17:5)

  • Falconieres says:

    nasce mais uma tentativa de dificultar a vida dos povos e suas lutas para garantirem seus direitos indígenas esta ministra entende o que de demarcação o que tem a embrapa a ver com isso?

  • jose fernando do nascimento says:

    tenho uma pequena propiedade no municipio de buerarema bahia pago inposto da propiedade anualmente de onde tiro sustento da minha familha agora afunai queris no tomar pra onde iremos…………………………………………………..ass.um pequeno agriqutor.que sim sente aquado.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia