WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








julho 2013
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias





itao




HABEMUS PAPAM E DESELEGÂNCIA!

Manu BerbertManuela Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

Até Lula, que anda mais sumido que a esperança do brasileiro, deve ter pensado consigo mesmo: “Quanta deselegância num dia só!”

Repercutiu na mídia a cena protagonizada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, na recepção ao papa Francisco no Palácio Guanabara. Ao final da cerimônia, durante os cumprimentos, Barbosa se despediu do mesmo e deixou a presidente constrangida por não lhe dirigir sequer um olhar. Questões políticas à parte, Dilma ainda esboçou um gesto para cumprimentá-lo, afinal a compostura dos cargos que exercem pede diplomacia, mas Barbosa virou-se e foi embora.

A palavra mais vista nas redes sociais foi deselegância, apesar da grande maioria entender que ele encontrou ali a sua forma de protestar, de dizer que não é conivente, que não aceita o modus operandi do governo atual. Embora concorde que o ato tenha sido um tanto indelicado com a maior autoridade do país, preciso comentar que Joaquim Barbosa não foi o único.

O discurso altamente político da presidente Dilma foi, no mínimo, desastroso. Ressaltou um possível crescimento do país de dez anos para cá, tempo em que o seu partido goza de poder e prestígio, esquecendo que o mundo acompanhou a população brasileira nas ruas bradando justamente querer mais deste governo, reclamando exatamente contra a falta de medidas e coerência na utilização dos recursos de que dispõe.

Achando pouco, a presidente se justificou afirmando, diante dos maiores líderes religiosos do mundo, que as manifestações populares que ocorreram são fruto de excesso de democracia, ignorando a situação precária da saúde, da educação, do transporte público, do retorno da inflação etc. Até Lula, que anda mais sumido que a esperança do brasileiro, deve ter pensado consigo mesmo: “Quanta deselegância num dia só!”.

Manuela Berbert é jornalista, publicitária e colunista do Diário Bahia.

10 respostas para “HABEMUS PAPAM E DESELEGÂNCIA!”

  • Lua says:

    – Amei a matéria. Parabéns a jornalista! … disse tudo e mais um pouco.. 😉

  • Otto says:

    Dona Direita, QUANTO, QUANTO o governo do PT investiu em Casas Populares??

    Agora, quanto seus governos da direita, EM MAIS DE 500 ANOS, investiu em casas populares?

    FAÇA UM QUADRO COMPARATIVO DE INVESTIMENTOS.

    Agora, se teu candidato Fernando Gomes e Azevedo não fazem nada, paciência.

    FAÇA, FAÇA ESSE QUADRO COMPARATIVO DE INVESTIMENTOS. DESAFIO VOCÊ.

    FAÇA, FAÇA ESSE QUADRO COMPARATIVO DE INVESTIMENTOS. DESAFIO VOCÊ.

    FAÇA, FAÇA ESSE QUADRO COMPARATIVO DE INVESTIMENTOS. DESAFIO VOCÊ.

  • “Uma ação,gesto ou atitude deferente dos demais,é um gesto nobre”
    Michel Foucault. 1926-1984. Filósofo Francês,um dos maiores pensadores do mundo contemporâneo.

  • Zelão says:

    Zelão diz: – No meio do caminho tinha um “poste”. Tinha um poste no meio do caminho.

    “A deselegância aconteceu foi praticada (intencionalmente) pela presidente Dilma com o seu discurso midiático, para saldar o “Chefe da Igreja Católica” Sua Santidade o Papa Francisco, na condição de Chefe de Estado.

    Seguindo o protocolo que rege o comportamento diplomático, em tais solenidades o visitante estrangeiro recepcionado é o único a ser homenageado e, por sua vez deve fazer os agradecimentos. Das autoridades a fazerem a saudação de boas vindas ao ilustre visitante, estão (no Brasil) os chefes dos três poderes da república: – Executivo – o Presidente da República; do Legislativo – o Presidente do Senado e do Judiciário – o presidente do Supremo Tribunal Federal.

    Após as saudações e os agradecimentos do visitante, cabe ao chefe do cerimonial da presidência da república apresentar as demais autoridades.

    Ao permanecer (como um poste) ao lado do Papa a Presidente Dilma alterou o protocolo. Não tinha então porque o residente do STF Joaquim Barbosa fazer qualquer cumprimento especial à presidente, mesmo após ter cumprimentado o Papa Francisco.

  • EU AMO ITABUNA says:

    Diante de duas pessoas iluminadas, o Papa e Dilma…aquela coisa negativa não poderia agir de outra maneira.

  • Daniel Almeida says:

    O interessante que este Sr que todo o Brasil está “endeusando” comprou um apartamento em Miami-EUA a 0,0 centavos…. muito estranho!!! E esse Sr, referência de moralidade recebe salario de universidade brasileira sem, se quer, ministrar uma aula…
    vamos ficar mais atentos com nossos falsos heróis.

  • Paulo Ramos says:

    É uma pena que nossa amiga Manuela Berbert, tenha embarcado nesta notícia equivocada, tecendo seus comentários em cima de um mal entendido, já foi divulgado e esclarecido o verdadeiro acontecimento. Infelizmente a mentira está querendo predominar na Internet. Pesquisem, pesquisem…

  • EDMILTON CARNEIRO says:

    E antes de a Presidente – prefiro assim, pois se existe presidente, existe estudanta, atendenta, pacienta etc – ser de fato uma Presidente, ela é mulher, mãe de família, cidadã brasileira, que merecia, no mínimo, um aceno.
    O Ato do Ministro Joaquim Barbosa por si só, é motivo para julgar-se impedido em todos os processos em que a União for parte.
    Parabéns pelo belo texto, Manuela.

  • Comentarista Zelão, sua petição bem lúcida. Gostei do poste!
    Tô de acordo! Parabéns!

  • Calixto says:

    O discurso de dilma é desespero de petista em franca decadência. Joaquim Barbosa agiu certo, cumprimentou o homenageado, o papa,pois a dilma era apenas figura decorativa. O resto é conversa pra boi dormir.

Deixe seu comentário










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia