WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





julho 2013
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias





itao




GALO: FILME CAMPEÃO, SUCESSO DE BILHETERIA

Galo Mineiro teve saga heroica nas três últimas fases (Foto Yuri Edmundo/IG).

Galo Mineiro teve saga heroica nas três últimas fases (Foto Yuri Edmundo/IG).

O título veio em cobrança de penalidades. A torcida compareceu em massa e encheu os cofres do clube. Os gols aconteceram no segundo tempo. O segundo apareceu numa cabeceada mal direcionada e gol improvável de Leonardo Silva.

Se tinha ´pinta´de filme a campanha antes da final, hoje ganhou novos contornos com o título de campeão da Taça Libertadores-2013 conquistada pelo Atlético-MG. Se precisava de dois gols, após perder a primeira das finais por 2 a 0, foi lá e fez.

Novamente, Victor, o goleiro, apareceu defendendo pênalti. Tudo assistido por mais de 60 mil torcedores num dos maiores palcos do futebol brasileiro, o Mineirão. E a bilheteria, o que dizer? R$ 14 milhões. Recorde. Retorno para o clube que apostou nas contratações e na base.

Parabéns aos torcedores de um time, como dizem, “Vingador”. E campeão!

3 respostas para “GALO: FILME CAMPEÃO, SUCESSO DE BILHETERIA”

  • ricardo santoa says:

    Valeu e valeu muito pelo time, pela torcida, pelo técnico, todos foram merecedores pela forma brigada e sofrida que conquistaram o título. Até esta inédita conquista foi um longo jejum de angústia, valeu pelos atributos que formaram esta conquista,jogares que para mídia já não rendiam mais,eram desacreditados em fim de carreira,um técnico bom porém pé frio, azarado e inseguro emocionalmente, um time que tinha chegava mas não ganhava,um presidente empolgado que age pelo coração e não pela razão, um futebol fora da vitrine que é o eixo Rio – São Paulo. Tudo isso caiu por terra, hoje é o melhor futebol das Américas, e fora do eixo do mau. Por todos estes requisitos este título tem um grande sabor.

  • João Paulo says:

    O Galo levou mais de 30 anos para recuperar o que lhe roubaram. José Roberto Wright + Rede Globo + Flamengo operaram em 1981 um dos maiores escândalos do futebol mundial, vindo o Flamengo a eliminar o Galo e ser campeão em uma Libertadores sem times argentinos devido à Guerra das Malvinas.

    Parabéns Galo, a história tinha esta dívida com você!!!!

  • kiko99 says:

    João Paulo,

    De fato, o jogo Atlético 2×3 Flamengo, em 1980, que definiu o título brasileiro ao Flamengo, foi um escândalo. Literalmente o Atlético foi garfado.
    Mas o jogo que classificou o Flamengo para a final da libertadores, em 1981, quando Wright, visivelmente transtornado, resolveu destruir o Atlético, distribuindo cartões vermelhos, foi um escândalo sem tamanho.
    Não estou dizendo que o time do Flamengo não era bom, pelo contrário, era um timaço. Mas o Atlético daquela época era um timaço também.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia