WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





agosto 2013
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias





itao




DESRESPEITO À MEMÓRIA DE JORGE

Guindaste retira estátua do trevo de acesso a Ferradas (Foto Thiago Pereira).

Estátua foi removida em janeiro para passar por reparos que ainda não ocorreram(Foto Thiago Pereira).

Em um de seus livros, Jorge Amado contou ter nascido no “c…” do mundo, afirmação que irritou alguns itabunenses, repentinamente tomados de um ufanismo pelo torrão natal, que não aparece no zelo pela cidade no dia a dia, nem pelo respeito à memória de quem deu alguma projeção a este lugar.

Neste sábado, 10, Jorge completaria 101 anos. Nasceu em Ferradas, onde no ano passado foi instalada uma estátua de resina em sua homenagem. Em janeiro de 2013, vândalos dispararam tiros e apedrejaram a escultura, que precisou ser removida para passar por reparos.

Pois bem,  mais de seis meses já se foram e a estátua, feita pelo artista plástico Lavrud Durval, permanece esquecida em uma sala da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).  A restauração, pelo jeito, não é prioridade.

Durval disse que, no final de janeiro, a Ficc lhe solicitou um orçamento do serviço, que ficaria em R$ 5 mil. Desde então, não houve mais contatos. O descaso, lamentável, foi lembrado hoje no blog do jornalista e escritor Daniel Thame, um estudioso da obra de Jorge Amado.

8 respostas para “DESRESPEITO À MEMÓRIA DE JORGE”

  • Risomar Lima says:

    Por Favor Salve Jorge.

  • Zeca Sobral says:

    A “cara” real da nossa sociedade.

    Não é a toa que estamos vivendo num mundo onde a ignorância e a violência prevalece mais que o respeito e a educação, a burrice e idiotice é maior que a cultura e a arte.

    Não tenho mais que falar, apenas fazer minha parte, se servir de exemplo, bem, caso contrário… vou continuar sendo eu mesmo!

  • Zelão says:

    Zelão diz: – “Salve Jorge!”

    “Onde a estupidez humana prolifera, não existe oxigênio para a cultura sobreviver.”

    Aqui no “cu do mundo,” como citou Jorge Amado, onde a cultura é tratada como sendo, “coisa de viado,” chega a ser temerário se fazer qualquer que seja o comentário ou revindicação em prol da memória cultural, mesmo que seja em defesa da memória de um “filho ilustre” da cultura nacional, que por acidente ou não, aqui nasceu, “parido” ou “defecado,” mas, que levou, como poucos dos outros filhos dessa terra, o seu nome e a sua cultura pelo mundo.

  • kiko99 says:

    Quanta gente quer forçar o itabunense a reverenciar este escritor medíocre.
    Sempre tive rejeição aos livros dele… para mim não passa de contos pornográficos e cheios de linguagem suja.
    Dele, Só li os livros que me obrigaram a ler na escola.

  • ROBERTO JOSE says:

    A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania vem a público esclarecer os fatos a respeito da estátua de Jorge Amado. Considerando que o ocorrido, à luz dos efeitos legais, foi classificado como crime qualificado, em função do dano ao patrimônio publico, a referida obra foi encaminhada para exames periciais e aguardo dos seus respectivos laudos, o que demandou um certo tempo. A FICC reitera o compromisso no tocante a restauração da estátua e consequente readequação da sua instalação.
    Com o resultado da perícia em mãos, foi possível observar e constatar a inadequação do material utilizado na confecção da obra de arte, tornando imprópria a sua instalação e permanência em área externa, motivo que causou o seu instantâneo desgaste, acelerado principalmente por meio do arremesso de pedras, inicialmente interpretado como disparo de armas de fogo. A perícia criminal em seu laudo técnico descartou o uso de arma de fogo, mesmo porque se tratando de material leve e frágil (gesso e isopor), a estátua não teria resistido a impactos maiores o que levaria a um dano de proporções irreparáveis.
    A FICC precisou respeitar o intervalo do período investigativo até para preservar os trabalhos técnicos, em se tratando de haver a possibilidade de novas requisições periciais. Após a conclusão de todas as fases legais, iniciamos no inicio deste mês de agosto o processo de restauração da referida obra, e por orientação de especialistas, a mesma será alocada no interior da CASA JORGE AMADO, em Ferradas com vistas a sua preservação. Por fim, informamos que o local onde havia a estátua de modo algum será desprezado, lançaremos um edital de chamamento público, até o final deste ano, destinado aos artistas regionais objetivando a confecção de monumento artístico que será instalado em substituição a estátua de Jorge Amado, na entrada de Ferradas.

  • Michelle says:

    Eu adoraria saber o que é prioridade pra a Ficc? Não faz nada, a cultura de Itabuna está jogada ás traças… Até o Festival Firmino Rocha foi uma negação, um desrespeito com as bandas locais, dando prioridade á artistas decadentes e bandas gospel…tsc, tsc, tsc…

  • J. Reis says:

    O povo de Ferradas devia ser respeitado.

  • says:

    Como todo mundo sabe Jorge não nasceu em Ferradas. A sede da fazenda era no distrito de Pirangi, pertencente a Ilhéus e que hoje é Lomanto Junior. Então, nem ele mesmo se considerava itabunense, então nem sei para que tanto alarde sobre isso.
    É melhor colocar uma estátua de Ciro de Matos ou outro e parar com este lenga-lenga.

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia