WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba








setembro 2013
D S T Q Q S S
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: set/2013

AUDIÊNCIA COM MINISTRO DA JUSTIÇA

José Eduardo Cardozo receberá produtores e políticos de Buerarema e São José da Vitória

José Eduardo Cardozo receberá produtores e políticos de Buerarema e São José da Vitória

Uma comitiva formada por políticos e agricultores da região afetada pelo conflito entre índios e pequenos produtores rurais no sul da Bahia se reúne nesta terça-feira, 1º, em Brasília, com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Fazem parte do grupo os vice-prefeitos de Buerarema, Juninho, e de São José da Vitória, Vavado, o presidente da Câmara de Vereadores de Buerarema, Geraldo Aragão, e o vereador Elinho Almeida, do mesmo município. Quatro produtores rurais também integram a comitiva.

Na audiência, os produtores esperam ouvir o posicionamento oficial do Governo Federal sobre o conflito e alguma proposta que possa devolver a paz à região. “A população de Buerarema está ansiosa por boas notícias e a expectativa é de isso se concretize para que possamos evitar novos protestos no município”, afirma Elinho Almeida.

A região do conflito tem vivenciado episódios de violência e uma série de protestos contra as ocupações de fazendas. Na semana passada, cerca de 3 mil pessoas interditaram a BR-101, provocando um engarrafamento de 15 quilômetros (relembre).

RECADASTRAMENTO PARA INDIVIDUALIZAR FGTS

Encerra-se às 23h59min de hoje (30) o prazo de recadastramento do servidor municipal de Itabuna para individualização do FGTS, pela internet, na página da prefeitura (www.Itabuna.ba.gov.br).

Quem perder o prazo, somente poderá fazer o recadastramento presencialmente.

HAMILTON GOMES É PRESO POR PORTE ILEGAL DE ARMA

Hamilton Gomes alegou que arma foi colocada em sua sacola de compras, sem que ele percebesse (foto Lay Amorim / Brumado Notícias)

Hamilton Gomes alegou que arma foi colocada em sua sacola de compras, sem que ele percebesse (foto Lay Amorim / Brumado Notícias)

O advogado Hamilton Gomes, ex-vereador em Itabuna – onde também foi candidato a prefeito – foi preso neste fim de semana em Santo Antônio de Jesus. Segundo o blog Brumado Notícias, ele portava uma arma de fogo sem registro e acabou detido durante uma abordagem.

Gomes, que hoje atua em Salvador, defendeu-se alegando que a arma foi colocada dentro de sua sacola de compras, sem que ele percebesse. O advogado já se envolveu em confusões anteriormente, chegando a ser afastado do cargo de defensor público em Itabuna em um dos episódios. Ele também atuou em Brumado, onde há informações de que igualmente se envolveu em várias situações polêmicas.

O blog informa que Hamilton Gomes prestou depoimento e foi liberado após pagamento de fiança.

 

ÔNIBUS SUPERLOTADOS IRRITAM ALUNOS DA UNIME

Alunos da Unime Itabuna estão reclamando dos ônibus superlotados de linhas que passam pela faculdade e também servem a bairros como Lomanto, Nova Itabuna e Ferradas.

“Somos transportados iguais a sardinhas, imprensados nas portas dos ônibus e em tempo de acontecer uma tragédia”, afirma uma das alunas e vítima da superlotação.

Os universitários planejam fazer manifestação para que o município aumente o número de ônibus de linhas que passam pela Unime em horário de pico, principalmente na faixa das 18h30min às 19h. Cobram uma solução do professor e secretário de Transporte e Trânsito, Clodovil Soares.

INSCRIÇÕES EM SELEÇÃO PÚBLICA DA EMASA VÃO ATÉ QUARTA. SALÁRIO CHEGA A R$ 5,4 MIL

Inscrições em processo seletivo começaram hoje (Foto Divulgação).

Inscrições em processo seletivo começaram hoje (Foto Divulgação).

As inscrições no processo seletivo da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), de Itabuna, começaram nesta segunda (30) e encerram-se na próxima quarta (2). São oferecidas 55 vagas para os níveis fundamental e superior.

A inscrição é apenas pelo modo presencial, no Clube da Usemi, na Avenida Manoel Chaves, em frente à Vila Olímpica de Itabuna, das 8h às 14h. Os salários variam de R$ 723,00 (artífice) a R$ 5.460,87 (engenheiro civil).

A remuneração inicial para operador de retroescavadeira é de R$ 1.961,02, assim como para operadores de trator de esteira e/ou motoniveladora e operador de rolo compactador. Já pedreiro/calceteiro, R$ 858,94.

Os candidatos serão submetidos a prova prática, conforme edital, após análise de currículo.

DOCUMENTOS EXIGIDOS

Os documentos exigidos são carteira de identidade (RG), CPF, título de eleitor, comprovante de votação nas últimas eleições; certificado de reservista, Carteira de Trabalho, currículo, histórico ou comprovante de escolaridade e comprovante de endereço.

NOVOS MEMBROS DO CMS TOMAM POSSE DIA 8

Eleição do CMS ocorreu neste sábado (foto Pedro Augusto)

Eleição do CMS ocorreu neste sábado (foto Pedro Augusto)

Os novos membros do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna serão empossados no próximo dia 8, para exercer mandato no triênio 2013-2016.

Neste sábado, 28, foram eleitas as entidades que indicarão cada uma dois representantes para ter assento no CMS. Elas integram grupos ligados aos prestadores de serviço, trabalhadores, usuários, associações patronais e movimentos sociais e populares.

O governo municipal é representado no conselho pelas secretarias de Saúde e Assistência Social. O estadual tem como representante a 7ª Diretoria Regional de Saúde.

VESTIBULAR DA UNISA

A Unisa tem nova agenda para processo seletivo em outubro. Os candidatos podem optar por um desses três dias para fazer a prova: terça-feira, 1º, quinta, 3, às 19 horas, e domingo, 6, às 13h30.

Há vagas para os cursos de Engenharia de Produção, Engenharia Ambiental, Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia, Serviço Social, Tecnologia em RH, Financeira, Logística e Segurança do Trabalho, todos na modalidade EaD.

As inscrições podem ser feitas até o dia 3, no site www.unisa.br. A taxa é de R$ 20,00, havendo isenção para quem fez o último Enem.

RECICLAGEM

Iniciativa do Departamento de Ciências Biológicas da Uesc , em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Ilhéus (Sema), propõe que a população deixe de jogar no lixo suas pilhas descarregadas. Em vez disso, a sugestão é para que o usuário entregue o material em um ponto de coleta que foi instalado na sede da Sema, que fica no bairro Cidade Nova.

Descartadas como lixo comum, as pilhas, que são altamente tóxicas, representam ameaça ao meio ambiente. Já as que forem entregues no ponto de coleta da Sema serão recicladas, com reaproveitamento de seus reagentes químicos.

Segundo o gerente ambiental da Sema, Alex Coutinho, outros pontos de coleta deverão ser instalados.

GREVE EM ILHÉUS: SERVIDORES VÃO À JUSTIÇA

Passados mais de dois meses sem conseguir um acordo com o prefeito Jabes Ribeiro (PP), os servidores de Ilhéus afirmam estar dispostos a mover ação judicial para obter a revisão dos salários. A decisão foi aprovada em assembleia ocorrida na manhã desta segunda-feira, 30.

De acordo com os dirigentes dos cinco sindicatos que representam o funcionalismo, ficou estabelecido prazo até sexta-feira, 4, para que o prefeito conceda a revisão anual dos salários, o que implica em reajuste de 5,84%, e elevação das remunerações dos professores em 7,97%, para nivelamento com o piso nacional do magistério.

Caso o governo se recuse a autorizar as reposições, os sindicatos afirmam que buscarão a via judicial, em ação conjunta com o Ministério Público do Trabalho.

O DPT E A VIA-CRÚCIS EM CANES

O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, está cobrando providências do secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, para diminuir o sofrimento com o descaso do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus. Segundo Almir, os serviços de exame cadavérico do DPT são constantemente interrompidos por falta de “rabecão”. O de Ilhéus quebra sempre, pelo que consta.

Hoje, o corpo de Aécio Oliveira Monteiro foi encontrado em adiantado estado de decomposição em Canavieiras, mas a remoção não foi feita dentro de tempo aceitável porque o “rabecão” de Ilhéus estava quebrado. O corpo precisa ser submetido a autópsia em Ilhéus. De acordo com o prefeito, a alternativa foi cobrar (publicamente, pois) o titular da SSP.

CUBA QUER ATRAIR TURISTA BRASILEIRO

Com belezas naturais, Cuba aposta na atração de turistas brasileiros (Foto Daniel Thame).

Com belezas naturais, Cuba aposta na atração de turistas brasileiros (Foto Daniel Thame).

Com o esfacelamento da União Soviética, responsável por 85% do comércio externo de Cuba, no início dos anos 90 do século passado, o turismo deixou de ser uma opção para se transformar na única saída capaz de evitar a derrocada da ilha caribenha, o que significaria  colocar um ponto final na Revolução Socialista comandada por Fidel Castro e Che Guevara.

Fidel, por sinal, sempre foi contra a abertura de Cuba para o turismo, já que juntamente com o bônus da enxurrada de dólares e euros, vem o ônus do aumento da prostituição, das drogas e do risco do contato dos cubanos com o estilo de vida capitalista que para a maioria dos cubanos soa como a encarnação do inferno na terra.

O turismo começou como uma atividade tímida em Varadero, balneário localizado há cerca de 150 quilômetros de  Havana, a capital cubana, banhado pelo estonteante mar do Caribe, com suas águas azul turquesa e praias de areia branca. Parcerias entre o Governo de Cuba e grupos espanhóis, como o Meliá, plantaram os primeiros resorts em Varadero, destinados basicamente a turistas europeus e canadenses (os norteamericanos, por conta de um bloqueio econômico brutal imposto pelos EUA depois que Fidel declarou o caráter socialista da Revolução, precisam fazer roteiros de malabarista para chegar à Ilha).

Confira reportagem completa no Blog do Thame.

E QUEM AUTORIZOU…

É notável o sururu criado em torno de servidores públicos itabunenses que engordaram os contracheques em manobras consideradas suspeitas e que resultaram em auditoria determinada pela atual administração.

De fato, se a investigação – de teor ainda desconhecido em seus detalhes – apontou irregularidades, que os responsáveis sejam punidos. Porém, quem são os responsáveis? São apenas os barnabés – peixes pequenos – ou também, e mais ainda, os secretários que autorizaram os “incrementos salariais”.

Um advogado que conhece a história desde o início afirma que, em determinados casos, as alterações nos contracheques foram precedidas de processo administrativo e tiveram parecer favorável da Procuradoria Geral do Município, inclusive no governo Geraldo Simões (2001-2004). O problema é que a autorização da incorporação de certas parcelas remuneratórias, a exemplo de horas extras, sempre dependeu das boas relações entre servidores e governante de plantão.

O fato é que há práticas indevidas, mas corriqueiras, na administração municipal itabunense, desde sempre. Como a de conceder funções gratificadas, que chegam a dobrar os salários, apenas com uma canetada, sem qualquer processo administrativo que respalde o ato.

Na história dos contracheques “bombados”, há casos e casos. E cada um deve ser analisado criteriosamente, à luz da verdade e da justiça.

BANDIDOS EXPLODEM CAIXAS ELETRÔNICOS EM ILHÉUS

Área foi isolada devido a risco de explosão (Foto Diego Meireles/Ilhéus Notícias).

Área foi isolada devido a risco de explosão (Foto Diego Meireles/Ilhéus Notícias).

Bandidos fortemente armados explodiram caixas eletrônicos do Banco do Brasil instalados em um posto de combustível na zona sul de Ilhéus, início da BA-001, nesta madrugada. Segundo relatos das vítimas, os bandidos usavam até metralhadora na ação.

Para explodir os caixas e levar dinheiro, os bandidos renderam o segurança do posto, informa o Ilhéus Notícias. Houve princípio de pânico devido ao risco de explosão no posto.

CONCURSOS OFERECEM 24,4 MIL VAGAS E ATÉ R$ 22,7 MIL DE SALÁRIO

concursosPelo menos 24.490 vagas estão sendo oferecidas em aproximadamente 140 concursos públicos no País, indica levantamento da Folha Dirigida. Mais da metade das vagas é destinada a quem possui nível superior (12.830) e 5.581 para nível médio. Outras 4.249 para quem possui o fundamental e 1.820 para nível médio técnico.

O salário mais alto é oferecido na seleção pública do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba: R$ 22.791,16. Da seleção feita pela FD, alguns concursos têm prazo de inscrição sendo encerrado nesta semana. Na Bahia, há oferta de vagas em concurso público em Itarantim, no sudoeste baiano. Confira a relação completa no “leia mais” abaixo.

:: LEIA MAIS »

DEMOCRACIA AMEAÇADA

marco wense1Marco Wense

Faz-se necessária uma ação urgente, de uma urgência inadiável, em relação à criação de novas siglas partidárias com o nítido propósito da malandragem.

Pluralismo político, que é um princípio fundamental da República do Brasil, é diferente de pluralidade partidária, mesmo que um seja consequência do outro.

Poderia muito bem, sem nenhum desrespeito a Carta Magna, no tocante principalmente ao pluripartidarismo, criar regras mais rígidas para o surgimento de novas legendas.

Esse leilão de políticos é vergonhoso. Esse troca-troca de partidos é de uma promiscuidade inominável. O toma-lá-dá-cá é escancarado.

A própria legislação eleitoral incentiva a prostituição quando permite a filiação ao partido recém-criado sem perda de mandato. O instituto da fidelidade partidária é jogado na lata do lixo.

Com o ar da graça do Pros (Partido Republicano da Ordem Social) e do Solidariedade, do sindicalista Paulinho da Força Sindical, agora ex-PDT, são 32 siglas partidárias.

O Pros e o Solidariedade vão receber R$ 600 mil do fundo partidário, o mesmo valor repassado ao Partido da Causa Operária (PCO) em 2012.

Dos abarrotados cofres públicos, onde tem dinheiro meu, seu e de todos os brasileiros, já saíram para as legendas, via fundo partidário, R$ 2,36 bilhões.

O comandante do Pros é o desconhecido Eurípedes Júnior, ex-vereador de Planaltina de Goiás. Foi eleito pelo PSL, mudou para o PRP e terminou no PRTB.

A fila das siglas que coletam assinaturas para registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é enorme, assustadora e, em alguns casos, até hilariante. Segue relação abaixo.

O PLB (Partido Liberal Brasileiro), POP (Partido Ordem e Progresso), PRVP (Partido de Representação da Vontade Popular), PRD (Partido da Real Democracia), PCI (Partido da Construção Imperial), Novo (Partido Novo), Piratas (Partido Pirata do Brasil), o Liber (Libertários), PF (Partido Federalista) e o PSPB (Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada).

Ainda temos o Rede Sustentabilidade de Marina Silva e o Arena (Aliança Renovadora Nacional). Sem falar na briga pela sigla PMB, que pode ser Partido da Mulher Brasileira ou Partido do Militar Brasileiro.

Urgentíssimas providências devem ser tomadas para evitar a criação de partidos escancaradamente de aluguel, sob pena de uma bagunça generalizada e incontrolável.

Democracia sem disciplina, sem regras claras e punitivas, não é democracia. É simulacro.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

ALELUIA DIZ QUE O DEM VIVE SUA “PRIMAVERA”

Aleluia está empolgado com as filiações

Aleluia está empolgado com as filiações

Em período de troca-troca nos partidos, o DEM comemora o ingresso de três deputados estaduais baianos em suas fileiras. Os novos membros são Targino  Machado, Elmar Nascimento e Sandro Régis.

No interior do Estado, a legenda também busca novas adesões. Neste domingo, 29, em Barreiras, o DEM fez festa para receber o ex-prefeito de São Desidério, Zito Barbosa, que saiu do PMDB, do qual foi presidente municipal.

O evento em Barreiras teve a presença da cúpula do DEM na Bahia, inclusive o prefeito de Salvador, ACM Neto, o ex-governador Paulo Souto, o secretário de Urbanismo e Transporte da capital, José Carlos Aleluia, e o líder da oposição na Assembleia, deputado Paulo Azi.

Empolgado, Aleluia disse que o DEM “vive a sua primavera”.

VITÓRIA GOLEIA. BAHIA EMPATA

O rubro-negro baiano conseguiu excelente resultado neste domingo, 29, ao derrotar o Atlético Paranaense em plena Vila Capanema, casa do adversário. O Vitória fez os três primeiros gols do jogo e, com o placar folgado, relaxou, cedendo o empate ao Furacão. O desempate do time da boa terra veio aos 37 minutos do segundo tempo, com William Henrique; aos 41 minutos, Ayrton marcou, decretando o respeitável placar de Atlético Paranaense 3 x 5 Vitória.

O resultado levou o Vitória para a sexta colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, com 34 pontos ganhos nos 24 jogos disputados até o momento. Logo atrás vem o Internacional, com o mesmo número de pontos, porém com um triunfo a menos.

Já o Bahia não passou de um empate sem gols com o Vasco da Gama, em jogo disputado na Arena Fonte Nova. O tricolor está o 11º na tabela, com 32 pontos acumulados até esta rodada.

ROBERTO JOSÉ: “COM A CULTURA, NÓS PODEMOS FAZER UMA REVOLUÇÃO NA CIDADE”

Roberto José da Silva - foto Thiago Pereira

Presidente da Ficc aposta na cultura para reduzir violência em Itabuna (foto Thiago Pereira)

Roberto José da Silva tem um currículo diversificado. Presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) desde janeiro, ele é geógrafo com pós-graduação em Planejamento de Cidades e mestrado em Geografia com ênfase em Criminologia de Ambientes. Estudioso da questão da violência, Roberto José afirma ver a cultura como instrumento de transformação e defende a tese de que muitos jovens se perdem no chamado mundo do crime porque não vislumbram outras opções. Para Roberto, em algumas comunidades o traficante está se tornando o ídolo, o modelo perseguido pela criança. Ele propõe estratégias para que o agente de cultura assuma esse papel e se torne a referência.

Leia abaixo os principais trechos da entrevista concedida pelo presidente da Ficc ao PIMENTA:

 

PIMENTA – Qual é a realidade do cenário cultural hoje em Itabuna e que projetos a Ficc tem desenvolvido para o setor?

 Roberto José  –  Primeiro eu tenho que dizer que a gente precisou dar um freio de arrumação na casa, não só no contexto estético da fundação, mas também na funcionabilidade, na mecânica dos projetos da fundação. Hoje temos aqui uma equipe de projetos, que eu diria que é uma equipe de excelência. Nós já temos dezenas de projetos cadastrados no Siconv (Sistema de Convênios do Governo Federal) e alguns em instituições como Banco do Brasil e Itaú. Conseguimos recentemente aprovar um projeto de leitura da embaixada da Alemanha e possivelmente em novembro a gente bote esse projeto para andar.

PIMENTA – Como vai funcionar esse projeto de leitura?

RJ –  Na verdade, a gente tem a intenção de promover a Feira Literária Internacional do Cacau,  trazer essa marca para Itabuna e vamos iniciar com uma célula, que é esse projeto de leitura. O projeto já tem um corpo e está na fase final de formatação. A Uesc entrou também na organização e inclusive uma parte da feira vai acontecer no Centro de Arte e Cultura Paulo Souto, no campus da universidade. É possível que a feira seja realizada ainda este ano, em dezembro.

PIMENTA – Quando se fala em eventos desse tipo, logo lembramos de que Itabuna carece de espaços adequados. Como a Ficc encara esse problema?

RJ – Nós estamos arrumando isso e temos alguns projetos andando, mas precisamos organizar a política pública cultural do município. O primeiro passo foi alinhar Itabuna à política nacional de cultura, para facilitar a vinda de recursos fundo a fundo. Nossa minuta de fundo já está criada e estamos encaminhando esse documento à Procuradoria Geral, para em seguida ser enviado para votação na Câmara. Esse fundo vai receber recursos de três fontes, no mínimo, que são os governos federal, estadual e municipal. No município, o repasse se dá por meio de um percentual do ISS e do IPTU. Fizemos o processo de adesão do município, que deu muito trabalho. Foi publicada agora no Diário Oficial da União, no dia 31 de julho, a adesão de Itabuna ao Sistema Nacional de Cultura, que se constitui na nova política de gestão do Governo Federal, que é participativa e ouve as bases. As ideias que se tem de política cultural são múltiplas, mas quem mais entende do assunto são as pessoas que estão na base e essas pessoas precisam ser ouvidas quando a gente vai propor algum tipo de política.

PIMENTA – A entidade se propõe a cobrar a conclusão das obras do Teatro e Centro de Convenções, paradas há sete anos?

RJ – O governo municipal quer que o Estado conclua aquele centro, mas o Estado em tese não tem interesse porque não quer fazer a gestão do espaço, talvez por julgar que o equipamento não terá um retorno econômico. O que eu reitero é que nem sempre deve haver essa visão economicista com relação a equipamentos culturais. A visão deve ser humanista e a nossa proposta é a de que, uma vez concluído o Centro de Convenções, a Ficc faça a gestão, que pode ser compartilhada. Acreditamos que é um equipamento que pode se manter com a promoção de eventos. Naquele espaço existe uma questão judicial. O Ministério Público entrou para rever a cláusula de reversão, já que, como se sabe, o ex-prefeito Fernando Gomes acabou pleiteando o terreno de volta. Não obstante, o município já reiterou ao Estado seu interesse de ver aquele espaço concluído e colaborar com a gestão.

PIMENTA – E com relação a outros espaços, há algo em vista?

RJ – Temos alguns projetos já encaminhados. Por exemplo, um de cinema e teatro, com forte possibilidade da verba chegar ainda este ano, e até meados de 2014 nós finalizarmos a obra. Há um espaço no centro da cidade, com boas condições de mobilidade, mas ainda não podemos dar mais detalhes, pois ainda estamos negociando. É importante dizer que estamos construindo uma política de adquirir, construir e reformar equipamentos culturais. Por exemplo, a Praça Laura Conceição, aqui em frente à Ficc, nós temos um projeto para requalificá-la. Vamos dotar essa praça de uma conotação cultural, então ela terá um anfiteatro ou uma concha acústica. A área no entorno da Ficc será transformada em um “quarteirão cultural”. No imóvel onde hoje está o Samu, que vai se tornar regional e precisará de uma nova central, será instalada a biblioteca infantil Monteiro Lobato. O espaço atualmente ocupado pela Ficc será o museu da cidade, com salas temáticas que demonstrem a construção dos signos de Itabuna, e a sede da Ficc irá para o Espaço Cultural Josué Brandão, após a transferência da Câmara de Vereadores para outro local.

Foto Thiago Pereira

Foto Thiago Pereira

 

É impossível extinguir a violência da convivência humana, mas é possível reduzi-la a índices aceitáveis, e a cultura é um forte instrumento nesse sentido porque ela alimenta a alma.

 

 

PIMENTA – E o Conselho de Cultura, que ainda não está organizado no município?

RJ – O Conselho de Cultura do Município não existia. Há mais de dez anos ele não tinha uma reunião, estava inativo. Nós montamos a minuta do Conselho de Cultura. Em novembro do ano passado, foi criado um Fórum Municipal de Cultura, encabeçado por vários artistas, a exemplo do pessoal da Acate (Associação Cultural Amigos do Teatro), e nós ouvimos as propostas e as trouxemos para a mesa de discussão. A partir daí, montamos a minuta e agora estamos fazendo os diálogos das mesas setoriais para que elas elejam seus representantes. O conselho estará constituído e funcionando até o final do ano, inclusive para que o fundo comece a ser movimentado.

PIMENTA – Há um projeto de longo prazo para o setor?

RJ – Está em formatação o um plano decenal, que vai além dos governos que passaram e que passarão, e acena para uma política permanente, feita na base, democraticamente. Para fazer esse plano, nós precisamos do diagnóstico da situação cultural do município, porque não podemos apresentar propostas culturais sem conhecer o “paciente”. Estamos fazendo um levantamento dos equipamentos culturais da cidade, considerando a cultura material e imaterial, além dos equipamentos de apoio. Estamos levantando isso para ter um norte para os editais de fomento à cultura que iremos lançar.

:: LEIA MAIS »

UNIVERSO PARALELO

MONTEIRO LOBATO E O “PATRULHAMENTO”

1Caçadas de PedrinhoOusarme Citoaian | [email protected]

Creio que ninguém de minha geração sentiu prazer na polêmica que envolveu o escritor Monteiro Lobato (1882-1848), acusado de racismo. De Caçadas de Pedrinho (de 1933) foram pinçadas referências racistas, em relação a Tia Nastácia, negra.  Numa delas, o autor a compara a uma “macaca de carvão”. É racismo “leve”, dissimulado, que o Ministério da Educação, alertado, não levou a sério – e em que vários escritores, Ziraldo à frente, pregaram uma velha etiqueta: patrulhamento ideológico. Tudo ia bem até que chegamos às cartas do autor do Sítio do pica-pau amarelo – e vimos que o racismo em Monteiro Lobato é de estarrecer seus velhos admiradores.

________________

De tempo em que o racismo era “moda”

O escritor manteve vasta correspondência com o paulista Renato Kehl (1889-1974) e o baiano Arthur Neiva (1880-1943), revelando-se adepto de uma ideia esdrúxula chamada eugenia (que defendia a superioridade da raça “branca” sobre as demais), definida como “o estudo dos agentes sob o controle social que podem melhorar ou empobrecer qualidades raciais das futuras gerações”. O racismo estava em “moda” no começo dos anos vinte: lembremo-nos de que Euclides da Cunha também era apegado a isso, e que, tendo Renato Kehl como líder, criou-se, em 1918, uma certa Sociedade Eugênica de São Paulo. Kehl não queria que o Brasil aceitasse imigrantes, a não ser “brancos”.

 _______________

3KKKPovo da Bahia comparado a… esterco

A Bahia, com Neiva, foi o outro centro de difusão do racismo. Lobato aqui esteve e ficou chocado com o povo, que chamou de “feio material humano”, “um resíduo”, “um detrito biológico”, mas  reconheceu: “a elite que brota como flor desse esterco tem todas as finuras cortesãs das raças bem amadurecidas”. O racismo americano entusiasmou o autor de Urupês, em particular os matadores de negros. “Um dia se fará justiça à Ku-Klux-Klan”, diz ele em carta dos Estados Unidos, pregando que o Brasil tenha uma coisa “dessa ordem”. As cartas de Monteiro Lobato, escritor de alta qualidade, são de arrepiar. Mais uma prova de que caráter nada tem a ver com talento.

| COMENTE! »

UM MONSTRO QUE MORREU POR SER QUENTE

Importante jornal de Itabuna diz que “durante muito tempo o Poder Judiciário baiano serviu a um grupo político, longe do quimérico controle externo que alguns setores reivindicavam”. Não discuto a afirmação, incontestável, mas atenho-me ao “quimérico”, que confirma o peso da mitologia greco-romana em nossa linguagem. Este adjetivo advém, todos sabem, de quimera – os dicionários diriam “relativo a quimera”. E quem foi essa tal de quimera? Um monstro improvável, portador de três cabeças, sendo na frente uma de leão, nas costas uma de serpente, e no meio uma cabeça de bode, atirando fogo pelas ventas. Muito assustador.
_________________

5A  caixa de PandoraCícero: tempo, imaginação e verdade

O herói Belorofonte, espertíssimo, encontrou um jeito de atacar a fera, sem virar carvão: montou em Pégaso, o cavalo alado, veio pelo alto, pairou acima da malvada (em feitio de Dario Beija-Flor, lembram-se?) e atirou-lhe na bocarra aberta uma grande bola de chumbo. Aquecido por aquele hálito de 480 graus Celsius, o chumbo se liquefez e escorreu goela abaixo do monstro mal-intencionado e, claro, o matou de faringite. No século I a. C. Cícero indagava: “Quem hoje acredita em quimeras? O tempo destrói as invenções da imaginação, mas confirma os julgamentos da natureza e da verdade”. Quimera já estava se tornando símbolo de coisa situada além dos limites do possível. Está tudo em Ferdie Addis (A caixa de Pandora – Editora Casa da Palavra/2012).

|   COMENTE! »

UM PIANISTA BIZARRO E REVOLUCIONÁRIO

Thelonious Monk carrega atrás de si uma fileira de adjetivos: misterioso, bizarro, estranho, complexo, difícil, problemático são os mais comuns. Mas, além desses, é portador dos que definem um grande músico, como criativo e revolucionário, um dos pais do bebop, que influenciou muitos pianistas mais novos. Concorreu para esse “mistério” ser um tipo ensimesmado, com crises de mutismo que o levavam a passar dias sem falar. O crítico Arrigo Polillo conta que, ao ser preso por porte de drogas, com um amigo, Monk, que era “limpo”, recusou-se a falar: considerou uma indignidade permitir que o amigo fosse preso sozinho. Calado, foi parar no xilindró.
________________

7HarlemPara escândalo das escolas de música

Foi pianista único, que nunca deu atenção ao trabalho alheio, nem ouviu cuidadosamente os mestres. Quando, numa turnê pela Europa, lhe perguntaram quem exercera maior influência em sua música deu uma resposta ao seu estilo: “Eu, naturalmente”. É justo. Desde o começo (tentou o trompete, depois passou para piano e órgão), seu trabalho é pessoal, com acordes dissonantes e técnica fora dos padrões: martelava o teclado, mantendo os cotovelos abertos (tipo asas de borboleta), num estilo capaz de escandalizar qualquer aluno de conservatório. Mesmo assim, aos 14 anos já era profissional, tocando em festas e igrejas, ao tempo em que se familiarizava com o jazz do Harlem.

 ________________

As crises de mutismo incluíam Nellie

Compositor festejado, tem entre suas produções mais conhecidas Round midnight, que deu até nome de filme (Por volta da meia-noite, de Bertrand Tavernier), Monk´s dreamSomething in blue e Crepuscule with Nellie (dedicado a Nellie, sua mulher, por quem era apaixonado – mas com quem passava dias sem falar). Num festival de jazz, em Copenhague, Monk apresenta seu tema mais popular, Round midnight. Interpretação magistral, com o apoio de um grupo de feras conhecidas, catalogadas e reverenciadas poucas vezes reunido: Dizzy Gillespie (trompete), Sonny Stitt (sax alto), Al McKibbon (baixo) e Art Blakey (bateria).

 

                                                                                                                                                                                                                                                                      O.C.

ILHÉUS II: PROTESTO COM BOLO E ORAÇÕES COBRA REABERTURA DE POSTO

Moradores fazem protesto pela reabertura da unidade de saúde.

Moradores fazem protesto pela reabertura da unidade de saúde.

Os moradores do Ilhéus II fizeram protesto neste sábado (28) para cobrar a reabertura da Unidade de Saúde da Família do bairro. O posto completou um ano fechado. Vestidos de preto, os manifestantes ocuparam a frente da unidade de saúde com cartazes nas mãos.

O protesto teve a participação de mais de 100 pessoas – com direito a bolo e orações. Tudo pela reabertura da unidade de saúde. A unidade de saúde foi fechada em setembro do ano passado para reforma. A obra teve recursos do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde de Ilhéus está sem titular. Escolhida para a Pasta, Ledívia Espinheira deixou o cargo após oito meses. Antônio Ocké é o interino.

No protesto, os moradores fizeram bolo para marcar os 12 meses sem saúde.

No protesto, os moradores fizeram bolo para um ano de posto fechado.

OS CARAI, A MÃE DESBOCADA E O WHATSAPP

Pais que têm – e sustentam – filhos universitários morando fora sabem bem como é o drama. A turma d´OsCarai-BA sintetizou “a coisa” com boa dose de humor e sem esquecer de um novo recurso para economizar na hora de ficar, digamos, por dentro das fofocas. Confira o vídeo hilário – e não indicado para menores de 14 anos…






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia