Clodovil Soares cumprimenta mototaxista após entrega de projeto (foto Gabriel de Oliveira)

Clodovil Soares cumprimenta mototaxista após entrega de projeto (foto Gabriel de Oliveira)

Uma reivindicação que já dura 15 anos finalmente será atendida em Itabuna, com a legalização dos serviços de mototáxi e motofrete. Projeto sobre o tema, de autoria do Executivo, foi entregue esta semana à Câmara de Vereadores pelos secretários municipais de Governo, Cleide Sousa, e de Transportes e Trânsito, Clodovil Soares.

De acordo com o projeto, os profissionais que prestarão o serviço deverão passar por treinamento, que já está sendo oferecido no Sest/Senat. Futuramente, quando houver autorização do Detran para o funcionamento da Escola Pública de Trânsito, o curso será ministrado também nesta unidade.

A Prefeitura esclarece que o objetivo da lei é organizar o setor, definindo direitos e responsabilidades de mototaxistas e motoboys. “Os mototaxistas deverão atender à comunidade com qualidade, responsabilidade e respeito às leis de trânsito”, afirma o secretário Clodovil Soares, acrescentando que a legalização ajuda a organizar “tanto o setor de transporte quanto o trânsito da cidade”.

Para os mototaxistas, a legalização significa o reconhecimento como categoria profissional. “Agora podemos andar de cabeça erguida como profissionais, já que antes nossa atividade era desprezada”, comenta Emerson Silva Matos, presidente da Associação de Mototáxi de Itabuna.