Presidente da Bahiagás disse que o Sudoeste faz parte do segundo eixo no processo de interiorização do gás natural (foto Roberto Santos)

Presidente da Bahiagás disse que o Sudoeste faz parte do segundo eixo no processo de interiorização do gás natural (foto Roberto Santos)

O diretor-presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, fez palestra nesta quarta-feira, 9, no Rotary Club Jequié Norte, em Jequié, e afirmou que a empresa tem projeto para levar gás natural à região Sudoeste da Bahia, provavelmente a partir de 2015.

De acordo com o executivo, o Sudoeste está nos planos da Bahiagás, como o segundo vetor no processo de interiorização do gás natural. Esse novo eixo, de acordo com ele, acompanhará o traçado da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e visa atender principalmente a demanda de indústrias do setor de mineração. Ele disse também que o gás, “uma fonte de energia limpa e barata”, pode favorecer a ampliação do polo têxtil de Jequié.

No Sul da Bahia, que está na rota do Gasene, o gás natural já abastece indústrias de Itabuna, além da Cargill, em Ilhéus, mas neste último caso o transporte ainda é feito em caminhões-tanque. A empresa trabalha na instalação de redes internas para atender a demanda de edifícios residenciais e comerciais em Itabuna, além do Shopping Jequitibá. Outro projeto, que segundo Davidson Magalhães já foi licitado, prevê o investimento de R$ 13 milhões na instalação de dutos que levarão o gás natural até Ilhéus.

O presidente da Bahiagás declarou que a interiorização da oferta do gás natural na Bahia aumentou significativamente o desempenho da empresa nos últimos seis anos. Em 2007, o faturamento da Bahiagás era de R$ 7 milhões, passando para uma expectativa superior a R$ 2 bilhões em 2013. O número de contratos nos últimos cinco anos saltou de 3 mil para 50 mil, ainda segundo Magalhães.