Mais de seis mil bueraremenses vivem em Brusque.

Mais de seis mil bueraremenses vivem em Brusque.

A notícia de que sul-baianos estão sendo alvo de ameaças no município catarinense de Brusque (veja aqui) levou preocupação à pequena Buerarema. Dos mais de 118 mil habitantes do município do sul do País, cerca de 6 mil são bueraremenses e estima-se que outros quatro mil tenham nascido em Itabuna e Ilhéus.

São pessoas que deixaram o sul da Bahia em busca de emprego em indústrias e setores de serviços e do comércio em Brusque. Hoje, dois bairros da cidade catarinense são habitados apenas por famílias oriundas de Buerarema.

Há quase dois meses, o vereador Jean Pirola (PP) esteve no sul da Bahia com uma missão de empresários interessados em investir no Sul da Bahia. Pirola demonstrou, em Brusque, preocupação com a possibilidade de mais pessoas migrarem do Sul da Bahia para Santa Catarina devido não apenas à crise na cacauicultura, mas ao processo de demarcação de terras numa área de 47 mil hectares nos municípios de Ilhéus, Una e Buerarema.

Uma fonte ouvida pelo PIMENTA e que trabalha na área social em Buerarema afirmou que uma média de dois ônibus, a cada mês, saem do sul da Bahia levando migrantes para Santa Catarina. “Vão atraídos pela possibilidade de emprego nos setores da indústria e de serviços”, disse.