Zé Silva responde Azevedo (Foto "A Voz e a Vez da Juventude").

Zé Silva responde Azevedo (Foto “A Voz e a Vez da Juventude”).

Depois de ser chamado de “traidor” pelo Capitão Azevedo (DEM), José Silva (PSDB) emitiu nota de esclarecimento para responder ao ex-prefeito. O vereador tucano foi autor do parecer pela rejeição das contas de 2011 do ex-prefeito de Itabuna.

Sem citar o nome de Azevedo, José Silva diz que vem sendo “atacado por adversários que acostumaram a ver prosperar em nossa cidade a malversação e o descaso com o dinheiro público”.

O vereador disse ter encontrado “diversas irregularidades insanáveis” nas contas do ex-prefeito. José Silva reforça que o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) “já havia identificado, entre outras irregularidades, licitações inadequadas e pagamentos realizados com valores superiores aos contratados, somados aos aditivos, totalizando uma soma superior a R$ 9 milhões. Por isso o parecer do TCM encaminhado para votação na Câmara foi pela rejeição das contas”, cita em nota.

O tucano diz que não poderia se omitir diante das irregularidades encontradas por ter trabalhado na Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). “Jamais poderia ser omisso ou simplesmente estar de acordo com tamanha irregularidade apenas por haver trabalhado na administração indireta no governo anterior“. Confira a íntegra da nota no “leia mais”.

NOTA PÚBLICA DE ESCLARECIMENTO

Ultimamente tenho sido atacado por adversários políticos que acostumaram a ver prosperar em nossa cidade a malversação e o descaso com o dinheiro público.

Ao ser destacado na Câmara Municipal como relator das contas do ex-prefeito José Nilton Azevedo Leal, relativas ao período de 2011, debrucei-me sobre a matéria e encontrei diversas irregularidades insanáveis.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), órgão fiscalizador, já havia identificado, entre outras irregularidades, licitações inadequadas e pagamentos realizados com valores superiores aos contratados, somados aos aditivos, totalizando uma soma superior a R$ 9 milhões. Por isso o parecer do TCM encaminhado para votação na Câmara foi pela rejeição das contas.

Como vereador eleito para fiscalizar cada centavo que entra nos cofres públicos do município de Itabuna, jamais poderia ser omisso ou simplesmente estar de acordo com tamanha irregularidade apenas por haver trabalhado na administração indireta no governo anterior.

Quando se trata de dinheiro público é preciso agir com responsabilidade. E foi como representando do povo e em respeito a cada Itabunense que com muito sacrifício paga os seus impostos, que opinei pela rejeição das contas de 2011 do ex-prefeito capitão Azevedo.

José Silva
Vereador (PSDB)