Virou piada, em Jequié, a proposta de reforma do Código Tributário do município. Além de aumentar a carga de impostos, o texto encaminhado pela prefeita Tânia Brito apresentava cobrança de taxas em barracas de praias, uso de sombreiro na orla marítima, despacho de mercadorias em porto e passagem de metrô. A pérola é contada pelo site Jequié Repórter.

Na Câmara, a oposição (e nem só ela) desconfia que rolou apenas um Ctrl+C – Ctrl+V de um grande município do litoral.