WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





fevereiro 2014
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

editorias





itao escola curumim

FORÇAS ARMADAS DEVEM ASSUMIR SEGURANÇA NO SUL DA BAHIA

Wagner e Eduardo Cardozo tiveram reunião tensa nesta tarde, em Brasília.

Wagner e Eduardo Cardozo tiveram reunião tensa nesta tarde, em Brasília.

A audiência do governador Jaques Wagner com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, resultou em pedido do representante baiano para que as Forças Armadas assumam o controle da segurança em Buerarema, Una e Ilhéus. Os três municípios sofrem com a onda de invasões de propriedades rurais por parte de indígenas que se autointitulam tupinambás.

Para isso, Wagner oficializou pedido de aplicação do instrumento Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Segundo a assessoria do governador, Wagner havia conversado com a presidente Dilma Rousseff sobre o GLO. O governo baiano não informou se Eduardo Cardozo aceitou o pedido.

O ministro da Justiça é tido, nos últimos dias, como persona non grata pelos pequenos produtores rurais alvos das invasões dos tupinambás.

Ao final da audiência com o ministro da Justiça, Wagner falou das disputas que resultaram na morte do produtor rural Juraci Santana:

– Repudio qualquer tentativa das partes de fazer justiça com as próprias mãos. O Brasil é uma democracia consolidada. As soluções surgirão via Judiciário e após muita negociação.

A audiência de Wagner com o ministro foi tida como tensa, principalmente pelo recuo do governo federal que permitiu aos tupinambás reinvadir propriedades reintegradas na semana passada. A morte ocorreu na região onde a Força Nacional retirou a base de pacificação, na última sexta (7).

13 respostas para “FORÇAS ARMADAS DEVEM ASSUMIR SEGURANÇA NO SUL DA BAHIA”

  • Robson Almeida says:

    O carioca não tem do que se queixar.
    O conflito é o resultado da ação do PT no governo. Afinal, a marca do Partido no Brasil (na Bahia, é a vassoura-de-bruxa) é estimular o conflito entre brasileiros (a nação mais miscegenada do planeta) para tirar partido eleitoreiro!
    Afinal, no Brasil o PT inventou os “movimentos sociais”; inventou os “sem terra”: inventou os “indios”; inventou os “quilombolas”, e assim por diante.
    A única coisa que eles não compreendem é o TRABALHO. A realização de obras de infraestrutura do interesse do povo. O valor da verdade!
    FORA PT!!!!!!!!!!!!

  • Analista says:

    A PERGUNTA QUE SE FAZ E: vem para proteger a população TRABALHADORA, ou para proteger a ASFARC escondida e ARMADA nas matas? Quem vai responder?

  • o vigilante says:

    Ficam esses dois poséticos aí sentados batendo papo e o mundo pegando fogo em Buerarema. Esse é o governo anárquico do PT, mantido pelos imbecis do bolsa família, esse é o nosso Brasil

  • Eribaldo says:

    Tenho que aceitar que o consumo etílico em demásia, realmente pode pertubar as faculdades mentais de uma pessoa, embotoa o raciocinio fazendo com que ela não consiga discernir o certo do errado e não consiga conduzir as idéias de forma clara e objetiva e principalmente da forma mais simples de solução de problemas. “Colocar as forças armadas para assumir o contrôle das cidades de Buerarema, Ilhéus e Una”, mas eu pergunto para lutar contra quem, virá também tanques, bazucas e é claro um general especializado em táticas militares, afinal de contas se entendo que o inimigo é Babau, é realmente um individuo muito preparado em querrilhas pelos petralhas. Forças Armadas? então os PMS a PC a PF a FN não são suficientes para prender meia duzia de assassinos, ladrões, torturadores e traficantes. Mais três observações:
    01 – Ao solicitar as forças Armadas, (GLO) além de ser ridículo a colocação não deixa de ser uma confissão de incapacidade para solucionar um problema local, com recursos materiais e humanos de estado – Bahia.
    02 – Esta solução não passa mais através de muita negociação, pois que muito tempo (mais de cinco anos)já se levou alimentando esta idéia, acredito que a população de uma forma geral não aceita mais esperar sem reagir, como mostrou a última reportagem de Veja, o deliquente amarrado ao poste por jovens no Rio de Janeiro, é uma demonstração que o povo não espera mais da segurança do governo.
    03 – A solução também não é via judiciário, o governador sabe muito bem disto, a solução é via administrativa, mas atrás desta via tem que ter pessoas comprometidas, com vontade de fazer e com coragem, sem pensar primeiro na política e sim no povo

  • Hélder says:

    Estou preocupado com o futuro dessa nação , um país que financia a ditadura de CUBA,
    Protege quadrilhas disfarçadas de índios , paga bolsa família para adolescentes se prostituírem , da auxílio reclusão para que mata e deixa a viúva e os filhos das vítimas desamparadas. O que podemos esperar?????

  • Cristina says:

    Concordo com o Robson, além de todas essas invenções tem mais a do defensor dos agricultores. O herói que fica contra o seu próprio partido e “limpa a barra” com os eleitores. Robson, eles podem não saber o que é trabalho, mas compreendem o que é whisky, vinho, vodka, shop, cerveja, corote e etc.

  • O Exército real brasileiro criado por Dom João V,para garantir a soberania nacional,uma vez que esta força de segurança era incapaz de garantir a ordem interna bem como a soberania nacional.

    o Imperador Dom Pedro I, muitas vezes recorria e contratava mercenários da Irlanda,Alemanha e francês,para engrossar a defesa e proteção do território do então reino unido de Portugal.

    Para dar um exemplo: o que faz o governo do PT, contratando mercenário cubano como “médicos” para sustentar um governo carniça e faturar em cima dos incautos brasileiros.

    Desde o século XVII,Portugal e Espanha disputava uma área do Rio Grande do Sul conhecida como colônia do sacramento,região típica de estância.

    Esta província pertencia ao Brasil,porem a maioria dos moradores eram espanhol,os mesmos lutaram para sua emancipação política.

    Iniciou como uma revolta e tomou corpo e culminou uma guerra que durou 3 anos e os nativos saíram vitoriosos e a então colônia do sacramento que era um território nosso,é hoje um país que é o Uruguai.

    O que eu quero dizer que, este sentimento de insegurança e desgoverno que foi instalado no Brasil,há 12 anos,pode levar o mesmo sentimento de emancipação e soberania de algumas “províncias” do Brasil por total ausência do governo.

    Esta ausência é uma realidade em todo território do Brasil e principalmente nas fronteiras,seja aérea,marítima e territorial,onde já existe perda de área do Brasil.

    Estas revoltas tende a crescer e não demorará uma guerra se instaurar no Brasil para recuperar território brasileiro.

    O quanto o governo do PT,se preocupa em defender os invasores sem terra travestidos de Índios e traficantes de drogas e massacrando as famílias de bem que produz a riqueza do Brasil.

    O Exército brasileiro e Republicano,tá o qual o Exército real brasileiro criado pelo rei Dom João VI.

  • edmundo says:

    Nesse momento o que mais queremos é que resolvam a situação na Região.Ora uma terra onde quem manda são pessoas que se dizem serem Índios.A melhor maneira de saber quem é Índio ou não,é fazendo exame para constatar se esses caboclos que dizem serem Índios são de verdade.
    A culpa dessa baderna toda,é simplesmente do próprio Governo que deu liberdade para quem quiser ser o que quiser.Você é o que você diz ser..

  • Sistemático says:

    reunião de incompetentes!irresponssaveis e sem nenhum compromisso com o nosso Sul da Bahia e com os pequenos agricultores e com assentados!Nao tenha dúvida que o País respondera nas urnas!

  • Este ministro estava programado para vir a Buerarema tentar um acôrdo entre as partes. Porém quando soube que o prato preferido do Cacique Babau era fígado de ministro à passarinha, desistiu. A porra é quem vai lá! Eu mesmo não.Teria dito.
    Fernando
    Ilheus\Ba

  • Paciência, sem says:

    O primeiro passo seria identificar quem é índio de verdade. para os falsos cadeia. isso enfraqueceria a quadrilha e ainda desmascararia a Funai

  • Talvez o carioca não tenha que se queixar, pois, para isso o exército e a polícia militar tiveram que invadir as favelas e implantar as O.P.P.S, para fiscalizar as milícias e o tráfico. Onde quem elege os governantes são os votos de cabresto a mando dos mesmos para as facções criminosas impor aos moradores das comunidades, em troca de não punições! Isso sim é partido eleitoreiro! Temos sim que respeitar a opinião alheia más, é inaceitável um cidadão, formador de opinião ser contra os (movimentos sociais, como do sem terra, os quilombolas e as reivindicações dos índios), reivindicar os direitos é direito de todos, faz parte da cultura brasileira. Agora quem não gosta de liberdade de expressão, que tal CUBA!!!!!!!!!!

  • Robson Almeida,

    Talvez o carioca não tenha que se queixar, pois, para isso o exército e a polícia militar tiveram que invadir as favelas e implantar as O.P.P.S, para fiscalizar as milícias e o tráfico. Onde quem elege os governantes são os votos de cabresto a mando dos mesmos para as facções criminosas impor aos moradores das comunidades, em troca de não punições! Isso sim é partido eleitoreiro! Temos sim que respeitar a opinião alheia más, é inaceitável um cidadão, formador de opinião ser contra os (movimentos sociais, como do sem terra, os quilombolas e as reivindicações dos índios), reivindicar os direitos é direito de todos, faz parte da cultura brasileira. Agora quem não gosta de liberdade de expressão, que tal CUBA!!!!!!!!!! – See more at: http://www.pimenta.blog.br/2014/02/11/forcas-armadas-devem-assumir-seguranca-no-sul-da-bahia/comment-page-1/#comment-229878

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia