Do Blog do Noblat

Há pouco, de passagem pelo bairro do Flamengo, a multidão que desfila com o bloco Orquestra Voadora gritou a plenos pulmões: “Ei, Cabral, vai tomar no …”

Como os cariocas são irreverentes, não são?

Os baianos, mesmo autoridades baianas, também são irreverentes.

Na última quinta-feira, na entrada do camarote da banqueteira Marta Goes, na Barra, a primeira dama da Bahia, Fátima Mendonça, reagiu assim à multidão que vaiava seu marido, o governador Jacques Wagner: deu o dedo para a multidão.

Comentário de Wagner feito no calor dos acontecimentos:- Eu me contive. Mas Fatinha, que tem mais liberdade, reagiu dessa forma.

Fatinha  explicou:- Vaiar, todo mundo pode. Mas eu também tenho o direito de reagir.