Geraldo se disse surpreso com as acusações de Babau.

Geraldo se disse surpreso com as acusações de Babau.

Lideranças políticas estaduais tomaram como surpresa o conteúdo de uma carta do Cacique Babau. Nela, o líder dos tupinambás faz acusações ao governo e ao Exército e, por fim, culpa o deputado federal Geraldo Simões (PT-BA).

– Se alguma coisa acontecer com minha pessoa e meus irmãos, foi essa Polícia que está aqui na região, que o ministro mandou para a aldeia. Sendo que a ordem de matar partiu do deputado Geraldo Simões – escreveu Babau.

Dos poucos deputados que se levantaram contra a onda de invasões dos tupinambás a fazendas do sul da Bahia, Geraldo também se disse surpreso com a estratégia do cacique, principalmente por não ter a violência como sua característica.

O parlamentar petista considera “a radicalização extrema dos direitos indígenas” seria uma “forma provocadora de inviabilizá-los”. Internamente, a estratégia utilizada por Babau é vista como uma forma de tentar abrandar a postura do petista.