Durante entrevista, Wagner cita pesquisa não registrada (Foto José Nazal).

Durante entrevista, Wagner cita pesquisa não registrada (Foto José Nazal).

O governador Jaques Wagner pode ter cometido crime eleitoral numa entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, quando citou dados de uma pesquisa encomendada pelo grupo governista, mas ainda não registrada.

O levantamento mostraria, segundo Wagner, situação confortável para os seus candidatos, principalmente a presidente Dilma Rousseff. Na sucessão estadual, a pesquisa mostraria cenário embolado.