Argôlo é investigado por sua relação com doleiro.

Argôlo está sendo investigado.

Da Agência Câmara

O deputado Luiz Argôlo (SDD-BA) entrou, na sexta-feira (30 de maio), com um pedido de licença médica de 15 dias, alegando problemas cardíacos. A requisição foi feita à 3ª Secretaria da Câmara dos Deputados, que analisa os requerimentos de licença e justificativa de faltas dos parlamentares.

O 3º secretário, deputado Maurício Quintella Lessa (PR-AL), encaminhou a requisição de Argôlo ao departamento médico da Casa, que vai fazer a perícia do deputado baiano.

REUNIÃO
Nesta terça, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar vai se reunir para votar o parecer preliminar do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) sobre as denúncias de quebra de decoro pelo deputado Luiz Argôlo.

O parecer, que pede a abertura de investigação das denúncias de envolvimento de Argôlo com o doleiro Alberto Youssef – investigado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal – foi apresentado na quarta-feira (28), mas teve pedido de vista.