WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
beergarden sind sefaz


jamile_yamaha

sintesi17

agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

editorias


:: 9/ago/2014 . 11:57

CORPO DO RADIALISTA LUIZ GALVÃO É VELADO NO SANTA FÉ

IMG-20140809-WA0038Está sendo velado no Velório Santa Fé (ao lado do cemitério) o corpo do radialista Luiz Galvão, conhecido como Velho Zuza, de 56 anos. O radialista recebe as últimas homenagens de amigos e familiares e o enterro será às 15 horas, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna.

O Velho Zuza fez sucesso com seu programa de músicas sertanejas nas rádios Difusora, Jornal e Clube – hoje, Nacional, em Itabna. Também trabalhou em Eunápolis, na Rádio Jacarandá, e ainda em Ilhéus, na Cultura. Além de radialista, era fotógrafo e compositor.

Luiz Galvão foi um dos precursores das reportagens de Pronto-Socorro, hoje tão em voga no rádio itabunense. Deixa esposa e filhos, além de uma legião de amigos.

SERVIDORA DO MP-BA FALSIFICOU DOCUMENTO PARA INGRESSAR NA UNEB

A servidora do Ministério Público da Bahia (MP-BA) Ana Júlia Pereira da Paixão, 36 anos, e outros três estudantes do curso de Direito da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) foram denunciados por falsidade ideológica de documento público. Laércio Fernandes de Morais, 37, Jaqueline Pereira da Silva, 33, Ionete Meira Silva Amorim, 44, e Ana Júlia estudam no campus de Brumado, no Oeste da Bahia.

Eles foram aprovados no vestibular como cotistas. Para ter direito às cotas, é necessário comprovar renda familiar de até quatro salários mínimos, conforme estabelecido pelo Conselho Universitário da Uneb. Os estudantes estão sendo acusados de declarar uma falsa renda para conseguir as vagas. Segundo o delegado de Brumado, Romilson Dourado, a denúncia foi feita por um outro candidato.

Além dos quatro estudantes, o marido de Jaqueline, o empresário Clayton Carlos da Silva, 34, também é acusado de ajudar na falsificação dos documentos.A servidora Ana Júlia, que trabalha em Vitória da Conquista, alterou contracheques do MP para conseguir o benefício. Os documentos, referentes a novembro e dezembro de 2012 e janeiro de 2013, foram entregues no ano passado. 

Segundo a promotora Lívia Sampaio, autora da ação, a assistente administrativa usou cópias não autenticadas para fazer a comprovação. “Por isso, ela não pôde ser denunciada também por falsidade de documentação”, disse a promotora. Uma cópia da denúncia foi encaminhada para a procuradoria do MP.Segundo a assessoria do MP, um Processo Administrativo Disciplinar será instaurado para investigar as irregularidades.

O MP recomendou que a Uneb cancele a matrícula dos estudantes; a universidade tem dez dias para acatar a recomendação. Em nota, a Uneb informou que vai aguardar a notificação do MP. Caso sejam condenados pela Justiça, os acusados podem ser presos — a pena varia de 1 a 5 anos de detenção. Do Ibahia.

DILMA: “PRECISO DO VOTO DO POVO E DA GRAÇA DE DEUS”

Dilma com Manuel Ferreira, da Assembleia de Deus.

Dilma com Manuel Ferreira, da Assembleia de Deus.

A uma plateia de cerca de cinco mil evangélicos – maioria formada por mulheres –, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (8) que precisa do voto do “povo e da graça de Deus”. A candidata à reeleição pelo PT participou do Congresso Nacional de Mulheres da Assembleia de Deus Ministério de Madureira, em São Paulo.

“Acredito naqueles que creem, acredito no poder da oração. Espero que ao voltarem para suas casas, não se esqueçam de orar por mim. Preciso do voto do povo e da graça de Deus”, disse a presidente.

Ao destacar ações de seu governo, Dilma afirmou que a gestão do PT tem em comum com os evangélicos “a dedicação àqueles que mais precisam”. A presidente mencionou que 22 milhões de pessoas saíram da extrema pobreza. “Apoiamos a busca ativa. Vocês, evangélicos, fazem isso também e encontram essas pessoas durante a evangelização que fazem”, disse.

Dilma acrescentou que, por meio de parcerias entre o governo e entidades civis, inclusive igrejas, esse tipo de benefício pode chegar de forma mais rápida à população. “Há que ter a humildade política de reconhecer o trabalho de vocês, onde exercem a evangelização. Se nos unirmos, chegamos mais rápido”, afirmou.

O presidente vitalício da Igreja, bispo Manuel Ferreira, aplaudiu a fala de Dilma. “Nunca ouvi antes um presidente reconhecer o trabalho das Assembleias de Deus. Nem mesmo Lula, meu amigo, que reconhece, mas nunca falou”, salientou. Com Correio Braziliense e Brasil 247.

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia