Dilma afirma que quem busca presidência não pode ser "coitadinho" (Foto Arquivo Net)

Dilma afirma que quem busca presidência não pode ser “coitadinho” (Foto Arquivo Net)

Do Globo

Confrontada com as críticas da candidata Marina Silva sobre a falta de um programa de governo do PT, a presidente Dilma Rousseff disse neste domingo que não precisa fazer promessas, porque suas propostas estão sendo executadas e sendo criticadas “todo santo dia”. Candidata à reeleição, Dilma afirmou que “coitadinho” não pode chegar à Presidência da República e voltou a criticar a independência do Banco Central, defendida por Marina.

Para Dilma, os candidatos não podem “se vitimizar”. Para ela, o debate é válido enquanto girar em torno das propostas e não apelar para “a honra e as características pessoais” dos adversários.

– A vida como presidente da República é agüentar crítica sistematicamente e aguentar pressão. Duas coisas que acontecem com quem é presidente da República: pressão e crítica. Quem levar para campo pessoal não vai ser uma boa presidente, porque não segura uma critica. Tem de segurar a crítica, sim. O twitter é o de menos. O problema são pressões de outra envergadura que aparecem e que, se você não tem coluna vertebral, você não segura. Não tem coitadinho na Presidência. Quem vai para a presidência não é coitadinho, porque, se se sente coitadinho, não pode chegar lá – afirmou a presidente, acrescentando que os jornalistas são implacáveis e a vida de presidente é dura.

Leia mais