Souto: continua sem explicação.

Souto: continua sem explicação.

O ex-governador Paulo Souto (DEM) disse que ainda não sabe “explicar uma diferença tão grande” imposta pelo adversário Rui Costa (PT), que o derrotou em 5 de outubro.

– Não houve nenhum erro grave. Uma parte da população, de alguma forma, estava votando na candidata do governo (Dilma Rousseff) e acabou tomando essa decisão [de votar em Rui Costa, que é do mesmo partido] – disse ele em entrevista ao programa Cacá Ferreira, da Rádio Difusora de Itabuna.

Para ele, só o voto “casadinho” seria a hipótese mais aceitável para o resultado imposto por Rui. Souto foi derrotado ao governo baiano pela terceira vez consecutiva. Antes, havia perdido a peleja, sucessivamente, para Jaques Wagner (PT).

Souto disse ter feito uma campanha “alegre, com muita tranquilidade”. E completou: “de modo que não consigo fazer uma análise que indique [as razões da derrota]”.

O democrata estará em Itabuna nesta quarta (22) para participar de uma carreata em apoio ao candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves, à tarde.

Souto evitou falar de aposentadoria política. “O dia de amanhã ninguém sabe. Digo, nesse momento, que vou continuar presente nas coisas da Bahia”.