Gratidão? Sarney cravou voto em Aécio no segundo turno, apesar de apoio a Dilma.

Gratidão? Sarney cravou voto em Aécio no segundo turno, apesar de apoio a Dilma.

Flagrado votando em Aécio Neves (PSDB) na corrida ao Palácio do Planalto, o ex-presidente José Sarney, senador pelo Amapá, confessou o que já estava claro em matéria de uma retransmissora da Rede Globo no Norte do país.

Sarney explicou a traição à presidente Dilma Rousseff (PT), a quem apoiou.

De acordo com a coluna Radar, assinada por Lauro Jardim, o senador e ex-presidente do Congresso disse ter cravado voto em Aécio por “gratidão” ao avô do tucano.

Na década de 80, Sarney assumiu a presidência da República, após Tancredo Neves falecer, vítima de complicações de saúde.