WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










novembro 2014
D S T Q Q S S
« out   dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: 27/nov/2014 . 23:58

ITACARÉ: SUCURI CAPTURADA EM PRAIA É SOLTA EM PARQUE

Sucuri de 6 metros é devolvida à natureza (Reprodução Itacaré Notícias).

Sucuri de 6 metros é devolvida à natureza (Reprodução Itacaré Notícias).

A cobra sucuri gigante capturada na Praia da Coroinha, em Itacaré, ontem (26), foi solta hoje no Parque Estadual Serra do Conduru, em Serra Grande. O animal mede cerca de 6 metros e pesa 120 quilos. A soltura da cobra foi feita por homens do pelotão de Ilhéus da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa).

JOAQUIM LEVY DESCARTA PACOTES ECONÔMICOS E PROMETE TRANSIÇÃO SUAVE

Futuro ministro da Fazenda descarta pacote econômico (Foto Wilson Dias/Ag. Brasil).

Futuro ministro da Fazenda descarta pacote econômico (Foto Wilson Dias/Ag. Brasil).

O futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, prometeu uma transição suave na política econômica do governo. Em entrevista coletiva após ter o nome confirmado pela presidenta Dilma Rousseff, ele negou que haverá pacotes nas próximas semanas e prometeu trabalhar em parceria com a equipe econômica atual até que as novas medidas estejam formuladas.

“Não temos pressa de fazer um pacote com medidas relâmpago. Algumas coisas vêm sendo discutidas no caminho de diminuir as despesas, mas acho que a capacidade de cooperação entre os diversos órgãos deve levar a gente a fazer medidas. Elas vão ser, não digo graduais, mas sem pacotes, sem nenhuma grande surpresa”, declarou. O novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, informou que quaisquer novas medidas serão anunciadas com transparência, incorporando sugestões e ideias da equipe atual.

Levy garantiu ter recebido autonomia para promover mudanças na política econômica. Segundo ele, a própria nomeação indica confiança da presidenta Dilma Rousseff. “A autonomia está dada. Acho que há suficiente grau de entendimento e de maturidade dentro da própria equipe [do governo]. A gente vai ver, dia a dia, como ocorre, mas acho que essa questão vai se responder de forma muito tranquila.”

Sobre eventuais nomes para equipe econômica, Levy reiterou que o Tesouro não divulgará nenhum nome nos próximos dias. “É muito importante manter o processo e o rito. A experiência da transição é boa e positiva. Não estamos em nenhuma agonia. Essa é uma maneira boa de lidar com desafios do novo governo, que só começa em 1º de janeiro”, acrescentou o futuro ministro da Fazenda.

:: LEIA MAIS »

KÁTIA ABREU SOMA

josias gomesJosias Gomes

Quero dar o testemunho de quem conviveu com a atual senadora Kátia Abreu, ao tempo em que ela exercia a função de deputada federal, e, juntos, participávamos da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados.

Tem muito de rebate exagerado no que a mídia divulga sobre as reações de petistas à indicação da senadora Kátia Abreu para futura ministra da Agricultura do segundo governo da presidenta Dilma Rousseff.

Apesar do exagero, é conveniente reconhecer a existência, sim, de divergências decorrentes de posições firmes, de um lado e do outro, na defesa de pontos de vista econômicos, e, até, políticos, durante a história mais recente da política nacional.

Nada, porém, que a própria história, ora em diante, não consiga fazer superar a partir de uma visão de complementaridade entre a agricultura que se pratica em larga escala e a agricultura familiar. Ambas, da maior importância para a agricultura brasileira.

Fundamental que se reconheça o papel desempenhado pelos governos Lula e Dilma no fortalecimento da agricultura brasileira como um todo. Uma agricultura que se impõe de forma irresistível no cenário econômico mundial.

Assim, considero absolutamente acertada a decisão da presidenta Dilma Rousseff em convocar a senadora Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura, decisão tomada pela presidente com os olhos voltados para um presente e um futuro de unidade total da agricultura brasileira.

Em segundo lugar, porque a provável futura ministra da Agricultura é filiada a um partido da maior importância na aliança estabelecida pelo PT no governo, que é o PMDB. O mesmo PMDB do vice-presidente reeleito, Michel Temer.

Volto a destacar, pelo bem da verdade: nunca a agricultura brasileira como um todo foi tão beneficiada no Brasil quanto aconteceu desde 2003, quando o ex-presidente Lula assumiu e nomeou para ministro da Agricultura o empresário Roberto Rodrigues.

Desde aquela data que o Ministério da Agricultura bem representa os negócios da agropecuária em escala de alta produção, enquanto o Ministério do Desenvolvimento Agrário passou a representar – bem, e sem contestação – a agricultura familiar.

Nessa medida, Kátia Abreu deve assumir a Agricultura para dar continuidade a uma política que elevou a agricultura nacional a padrões internacionais de produtividade, com o reconhecimento do mundo inteiro.

O PT está firme no propósito de ajudar a presidenta Dilma na continuidade do seu excelente governo, apesar de reconhecer a existência de questionamentos localizados, e legítimos, mas possíveis de serem superados.

:: LEIA MAIS »

VEREADORA DISCURSA SEM CALCINHA NA CÂMARA EM PROTESTO CONTRA COLEGA

Lucimara exibe a calcinha em protesto contra colega de legislativo (Foto Divulgação).

Lucimara exibe a calcinha em protesto contra colega de legislativo (Foto Divulgação).

Uma vereadora da Câmara de Aracaju fez um protesto inusitado no plenário da Casa. Lucimara Passos (PCdoB) retirou uma calcinha do bolso durante seu discurso e disse que não estava usando a peça íntima. A atitude era para criticar o parlamentar Agamenon Sobral (PP), que teria chamado uma mulher que queria se casar sem calcinha de vagabunda, além de afirmar que ela merecia uma “surra”.

A vereadora chamou o colega de “criminoso” e desafiou ele a te dar uma “surra”. “Hoje vim com um vestido mais curto. Também trouxe a minha calcinha no bolso. Alguém pode me chamar de vagabunda? Alguém pode dizer que tenho de ser surrada?”, perguntou.

A parlamentar defendeu que uma mulher não pode ser julgada pela roupa que veste ou se está ou não de calcinha. Ela pediu que Agamenon seja punido. O vereador criticou a atitude da colega e disse que ela queria “aparecer”. Agamenon também pediu que a Comissão de Ética investigue o caso. D´A Tarde.

SOUTO DIZ QUE PENSÃO VITALÍCIA É JUSTA

Souto considera pensão vitalícia justa (Max Haack/B. Notícias).

Souto considera pensão vitalícia justa (Max Haack/B. Notícias).

O ex-governador Paulo Souto (DEM) disse considerar justa a pensão vitalícia a que terá direito por ter administrado o estado por dois mandatos. A pensão foi aprovada pela Assembleia Legislativa nesta semana. Ex-governadores com, pelo menos, 30 anos de contribuição e que comandaram o governo por quatro anos ou mais terão direito a R$ 19,3 mil mensais.

– Acho justo. Não terei nenhum constrangimento em passar a receber – disse Souto, que recebe, atualmente, aposentadoria de R$ 2.700, o que considerava pouco para a dedicação de 40 anos à vida pública.

O ex-governador Roberto Santos que geriu o estado há quase 40 anos, disse que já recebe a pensão vitalícia e também classifica como necessária. “É mais do que justa para quem atravessou todo esse movimento até chegar lá”, frisou. Além deles, também terão direito ao benefício os ex-governadores César Borges, João Durval e, em 2015, Jaques Wagner. Com informações do Bocão e Tribuna da Bahia.

CASACOR CHEGA AO FIM NESTE DOMINGO

Arquitetos e decoradores regionais da Casacor Ilhéus-Itabuna.

Arquitetos e decoradores regionais da Casacor Ilhéus-Itabuna.

A edição regional da Casacor Bahia será encerrada no próximo domingo, no quilômetro 24 da Rodovia Ilhéus-Itabuna. O evento começou no dia 30 de outubro, atraindo ao espaço do Cidadelle autoridades, empresários, clientes e profissionais das áreas de engenharia e arquitetura do sul da Bahia.

A valorização dos arquitetos e decoradores da região foi um dos pontos altos do evento. Eles foram responsáveis pelos 12 ambientes, considerados de alto nível, apresentados na mostra. Aulas-show dos chefs de cozinha regionais e do convidado especial Ivo Lopes, agregados ao II Festival Gourmet.

Durante a Casacor, também foi realizada a II Exposição de Artes Cidadelle-Acervo do Fotógrafo, quando 12 artistas da fotografia, dentre eles três regionais, mostraram os seus trabalhos. O evento foi promovido pela Cidadelle e AZ Produções.

SALE DA CASACOR

De amanhã até o domingo, será realizado o sale,  quando produtos expostos durante a Casacor será vendidos com desconto. Centenas de visitantes regionais, de Salvador, de outras regiões do estado e turistas de passagem pelo sul do estado prestigiaram a mostra, segundo a organização.

Restaurante da Casacor, projetado por Bruno Santa Fé, foi espaço bem visitado.

Restaurante da Casacor, projetado por Bruno Santafé, foi espaço bem visitado.


Atualizado às 17h40min

PREFEITURA EMBARGA CONTORNO DO MAXXI

Obra foi embargada pela prefeitura (Foto Pimenta).

Poste será remanejado e muro de concreto protegerá torre de alta tensão (Foto Pimenta).

marcos monteiro foto pedro augusto

Monteiro: embargo (Foto Pedro Augusto).

A construção de um contorno entre um poste e uma torre de linha de transmissão de energia elétrica na Rodovia Ilhéus-Itabuna foi embargada, segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano de Itabuna (Sedur), Marcos Monteiro. O absurdo havia sido denunciado na última segunda neste blog (reveja aqui).

Contratada pelo Maxxi Atacado, a empresa que executa a obra se comprometeu a construir muro de concreto para evitar acidentes na área da torre de alta tensão. A Coelba remanejará o poste na área do contorno. Após o acordo, a obra foi novamente liberada, parcialmente, segundo Monteiro.

MARINA E O GOVERNO DILMA

marco wense1Marco Wense

Marina seria o contraponto da oposição raivosa, que não respeita as regras do jogo democrático, que arquiteta um “terceiro turno”, que defende o retorno dos militares.

Quem tem crédito para criticar uma eventual “direitização” do governo Dilma é a ala do Partido dos Trabalhadores oxigenada pela ideologia como base da luta política.

Não é fácil para esse segmento do PT, defensor da agricultura familiar e da reforma agrária, aceitar uma Kátia Abreu como ministra da Agricultura e um Joaquim Levy como titular da Fazenda.

O governo assume o risco de perder o apoio de uma importante parcela do petismo, sem dúvida a mais fiel e aguerrida, como a do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, o MST.

Kátia Abreu é uma inconteste liderança dos agropecuaristas e pessoa de inteira confiança dos grandes latifundiários. Presidiu a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, que representa 27 federações estaduais, 2.142 sindicatos rurais e mais de um milhão de produtores sindicalizados.

Em relação a Joaquim Levy, a ala esquerdista do PT diz que é “símbolo do neoliberalismo”, que é isso e aquilo, que é pupilo de Armínio Fraga, e usa até o argumento de que o economista teria votado em Aécio Neves.

A troça do senador Aécio de que “Levy na Fazenda é como se um grande quadro da CIA fosse comandar a KGB” foi considerada infeliz, descabida e inoportuna até pelos tucanos.

A chacota do mineirinho, cada vez mais adepto do “quanto pior, melhor”, do circo pegando fogo, não foi digerida nem pelo próprio Levy, de quem Aécio se diz amigo de priscas eras. Mui amigo.

A presidente Dilma Rousseff tem o apoio incondicional do PT transigente, que faz concessões, defensor da composição de forças como requisito indispensável para governar. A tal da governabilidade.

Quando questionada sobre Joaquim Levy e Kátia Abreu, a ambientalista Marina Silva prefere a saída da diplomacia e, diplomaticamente, sai pela tangente.

A postura de Marina seria outra se sua posição fosse de neutralidade no segundo turno presidencial. Teria mais autoridade, mais legitimidade para contestar medidas conservadoras e a “direitização” do governo.

O apoio de Marina ao candidato Aécio Neves (PSDB) tirou dela a condição de líder de uma oposição respeitada, diferente da que esquece que a presidente Dilma foi democraticamente e constitucionalmente reeleita.

Marina seria o contraponto da oposição raivosa, que não respeita as regras do jogo democrático, que arquiteta um “terceiro turno”, que defende o retorno dos militares. Uma oposição inspirada no golpismo lacerdista: Se ganhar, não toma posse. Se tomar posse, não governa.

Marina Silva deixou de ser a protagonista do oposicionismo para ser a coadjuvante. Deixou de ser presidenciável para ser a vice de Aécio na sucessão de 2018.

ruy-machadoVANE E O LEGISLATIVO

Não existe o “tanto faz” na política. Tudo indica que o preferido do prefeito Claudevane Leite para a presidência da Câmara de Vereadores é Ruy Machado (PTB).

Nos corredores do Centro Administrativo, o comentário é de que a eleição de Ruy é o primeiro passo para enfraquecer o PCdoB. O atual presidente, o comunista Aldenes Meira, é candidato a um segundo mandato.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

CARGILL LEVA NO TRT

Para Fernandes, Cargill teve "Vitória de Pirro".

Fernandes: Cargill teve “Vitória de Pirro”.

Acostumado a vitórias na justiça trabalhista, o lado mais fraco sofre derrotas de vez em quando. Veja o caso do embate judicial na unidade moageira de cacau da Cargill em Ilhéus. Os trabalhadores da multinacional vão receber menos do que os colegas de outras indústrias do mesmo setor em Ilhéus e em Itabuna.

A campanha salarial se arrastava desde junho e a Cargill batia pé. Não aceitava o piso salarial a R$ 1.060,00 nem tíquete-alimentação a R$ 650,00, propostos pelo Sindicacau, representante dos trabalhadores.

A peleja foi parar no Tribunal Regional do Trabalho e acabou decidida na última quinta. Os desembargadores julgaram a causa. Deu empate em 2 a 2 e o presidente, Valtércio Oliveira, foi chamado para o voto minerva. Cravou pela proposta da empresa. Ou seja, piso de R$ 990,00 e tíquete a R$ 633,00.

Para o presidente do Sindicacau, Luiz Fernandes, apesar do resultado desfavorável aos trabalhadores, derrota maior sofreu a Cargill, “que teve prejuízos com a greve, com advogados e criou uma insatisfação muito grande com os trabalhadores”. Vitória de Pirro, na leitura do sindicalista. Pela sentença, a multinacional terá 30 dias para pagar toda a diferença acumulada de junho até agora.

DENÚNCIA SACODE BUERAREMA

Guima (à esq.) é alvo do oposicionista Geraldão.

Guima (à esq.) é alvo do oposicionista Geraldão.

Geraldo Aragão (Geraldão), presidente da Câmara de Vereadores de Buerarema, fez uma denúncia que causou alvoroço na pequena cidade sul-baiana.

Segundo ele, a esposa do prefeito Guima Barreto, Ione Cabral, recebe R$ 2.180,00 como professora leiga, mas não pisa os pés no trabalho faz tempo. Traduzindo para o bom português, seria funcionária fantasma.

A denúncia foi feita em plenário. Geraldão exibiu documentos e o nome de Ione na folha de pagamento. Questionou em que escola a primeira-dama leciona.

O secretário de Educação, Samuel Chaves, foi procurado pelo Jornal das Sete, da Morena FM, mas preferiu nada comentar. Passou a bola.

O prefeito, ouvido pelo jornalístico da Morena, contestou a denúncia do opositor. Segundo ele, a esposa bate o ponto na secretaria da Escola Rotary. Não explicou, porém como ela recebe como professora, mas cumpre função administrativa na escola.

NOVA LEI ANTIFUMO ENTRA EM VIGOR DIA 3

Lei antifumo entra em vigor na próxima quarta, 3 (Foto Marcelo Camargo/ABr).

Lei antifumo entra em vigor na próxima quarta, 3 (Foto Marcelo Camargo/ABr).

Aline Leal | Agência Brasil

Entra em vigor na próxima quarta-feira (3) a Lei Antifumo que proíbe, entre outras coisas, fumar em locais fechados, públicos e privados, de todo o país. Para especialistas, a medida é um avanço no combate ao hábito de fumar. Pouco mais de 11% da população brasileira são fumantes. No Dia Nacional de Combate ao Câncer, comemorado hoje (27), a informação vem reforçar as medidas de prevenção da doença.

Com a vigência da Lei 12.546, aprovada em 2011 mas regulamentada em 2014, fica proibido fumar cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos em locais de uso coletivo, públicos ou privados, como hall e corredores de condomínio, restaurantes e clubes, mesmo que o ambiente esteja parcialmente fechado por uma parede, divisória, teto ou até toldo. Se os estabelecimentos comerciais desrespeitarem a norma, podem ser multados e até perder a licença de funcionamento.

A norma também extingue os fumódromos e acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros até mesmo nos pontos de venda, onde era permitida publicidade em displays. Fica permitida a exposição dos produtos, acompanhada por mensagens sobre os males provocados pelo fumo. Além disso, os fabricantes terão que aumentar os espaços para os avisos sobre os danos causados pelo tabaco, que deverão aparecer em 100% da face posterior das embalagens e de uma de suas laterais.

ONDE SERÁ PERMITIDO FUMAR

Será permitido fumar em casa, em áreas ao ar livre, parques, praças, em áreas abertas de estádios de futebol, em vias públicas e em tabacarias, que devem ser voltadas especificamente para esse fim. Entre as exceções também estão cultos religiosos, onde os fiéis poderão fumar, caso isso faça parte do ritual.

Nas Américas, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), 16 países já estabeleceram ambientes livres de fumo em todos os locais públicos fechados e de trabalho: a Argentina, Barbados, o Canadá, Chile, a Colômbia, Costa Rica, o Equador, a Guatemala, Honduras, a Jamaica, o Panamá, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, o Uruguai e a Venezuela.

INCA: CIGARRO É CAUSA DE 90% DOS CASOS DE CÂNCER

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que cerca de 90% dos casos de câncer de pulmão, o mais comum de todos os tumores malignos, estão relacionados ao tabagismo. A instituição estima que em 2012 foram diagnosticados mais de 27 mil novos casos da doença, considerada “altamente letal”.

Segundo o epidemiologista e consultor médico da Fundação do Câncer, Alfredo Scaff, o hábito de fumar está ligado não só a cânceres no aparelho respiratório, mas também a outros como de bexiga e intestino e pode causar outras doenças, como hipertensão e doenças reumáticas.

“A gente sempre associa o hábito de fumar ao câncer, mas não é só o câncer, são quase 50 doenças que ele pode causar, direta ou indiretamente”. Scaff lembrou que os males podem atingir a pessoa que fuma e a que está ao lado, o fumante passivo.

BRASIL TEM 11% DE FUMANTES

O epidemiologista conta que enquanto no fim da década de 80, uma pesquisa apontou que cerca de 35% da população adulta eram fumantes, esse número hoje gira em torno de 11%. Para ele, essa redução também se deve à legislação, que impede que as pessoas fumem em qualquer lugar, e às limitações de propaganda. “A entrada em vigor da Lei Antifumo vai limitar o lugar onde a pessoa pode fumar, isso já não permite que ela fume a todo momento. Só para lembrar, um tempo atrás, você podia fumar em avião, no ambiente de trabalho, dentro do cinema, em qualquer lugar podia puxar o cigarro”.

O especialista alerta que as pessoas precisam entender que o hábito de fumar é um vício, uma doença que precisa de tratamento. Ele ressalta que a rede pública disponibiliza em todo o Brasil medicamentos e insumos necessários para quem quer parar de fumar.

Para reforçar a importância da Lei Antifumo, a Fundação do Câncer, em parceria com a Aliança de Controle do Tabagismo, lança na semana que vem campanha informativa nas redes sociais. A campanha visa a conscientizar a população sobre o tema e repassar informações sobre a lei.

OS CARAS DA IMPRENSA NA ALBA

Levi Vasconcelos assina coluna Tempo Presente, d´A Tarde (Foto Mila Cordeiro).

Levi Vasconcelos assina coluna Tempo Presente, d´A Tarde (Foto Mila Cordeiro).

Embora tardio, vale o registro. Levi Vasconcelos, editor da coluna Tempo Presente, d´A Tarde, foi o  jornalista mais votado, na categoria impresso, dentre os profissionais de imprensa que cobrem o dia a dia da Assembleia Legislativa. Obteve 23 votos. A coluna é referência para o jornalismo político baiano.

Os destaques do ano no legislativo estadual também foram o radialista Itamar Ribeiro e, na categoria blogs e sites, o jornalista Tasso Franco, do Bahia Já.

Dentre os parlamentares, o mais votado foi Carlos Gaban (DEM), que não foi reeleito, e Marcelo Nilo, com 21 e 19 votos, respectivamente. Outro não reeleito e figurando na lista foi Álvaro Gomes (PCdoB).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia