Almir Melo2O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, anulou processo seletivo realizado no ano passado e cancelou 285 contratos de servidores temporários, após determinação judicial da Vara da Fazenda Pública da comarca local. O decreto atinge serviços de várias secretarias.

– Apesar do grande prejuízo que será causado na prestação de serviços do Município, temos que cumprir a determinação judicial e analisar que outras medidas poderemos tomar para não permitir a instalação do ‘caos’ nos serviços prestados à população – disse o prefeito.

A anulação dos contratos e do processo seletivo se deve a representação dos vereadores José Carlos Guimarães (Cacá), Nide Enfermeira, Deni Mendes, João Moreira Alves, Nilton Silva do Nascimento e Gildeon Reis Pinheiro.

Os vereadores denunciaram a seleção feita pelo município ao Ministério Público estadual, que entrou com ação civil pública contra a gestão. Apesar dos vereadores alegarem irregularidades, o prefeito defende que o processo seletivo estava “em consonância” com a legislação.

Segundo Almir, não havia tempo hábil para concurso público e foi tomada decisão de realizar processo seletivo para suprir o quadro de servidores.