unime marcaA Unime reafirmou hoje (17) ter cometido equívoco no envio de mensagem de celular a todos os classificados para o curso de Medicina em Lauro de Freitas, mas reforça que encaminhou, na sequência, outro SMS para que desconsiderassem o aviso. O posicionamento da instituição já havia sido publicado em matéria reproduzida pelo PIMENTA. Hoje a empresa encaminhou nota de esclarecimento (confira no “leia mais”).

A faculdade ressalta, em nota de esclarecimento, “que os candidatos classificados nas posições que excederem o número de vagas disponíveis somente poderão ser convocados para matrícula em caso de desistências”.

A instituição particular de ensino superior reforça a validade da lista de aprovados publicada na sexta (12) tanto em seu portal como no site da empresa que aplicou as provas, a Consultec.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A UNIME esclarece que, devido à uma inconsistência sistêmica no envio de mensagem via SMS na data de hoje (16/12), todos os candidatos classificados no processo seletivo de Medicina 2015 foram acionados, equivocadamente, para efetuar matrícula, sem observância da ordem de classificação e a limitação do número de vagas.

Em tempo, o fato foi identificado pela instituição e, na sequência, um novo SMS foi encaminhado solicitando que a primeira mensagem fosse desconsiderada. A UNIME ressalta que os candidatos classificados nas posições que excederem o número de vagas disponíveis somente poderão ser convocados para matrícula em caso de desistências.

Conforme Edital 01/2015, divulgado oficialmente, a UNIME dispõe de 50 vagas nesta graduação e a lista de aprovados no vestibular desta edição foi publicada na última sexta-feira (12/12), para consulta no portal www.unime.edu.br e no site da Consultec – www.consultec.com.br.

Em compromisso com a transparência, a UNIME  permanece à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.