WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










janeiro 2015
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: 21/jan/2015 . 23:55

ITABUNA OU ILHÉUS, VILAS-BOAS?

Parece que o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, cederá aos apelos de políticos ilheenses e, contrariando a Lei 13.204, de 11 de dezembro de 2014, transferirá, de Itabuna para a Terra de Gabriela, a sede do Núcleo Regional Sul da Sesab.

Até ontem, o governo anunciava o núcleo em Itabuna. Hoje, ao dar posse aos diretores dos nove núcleos regionais, dentre eles Marisa Eduane (Sul), Vilas-Boas divulgou a sede da regional da Sesab em Ilhéus. A escolhida para comandar a regional sul da secretaria, Maria Eduane, é de Itabuna, lotada na extinta 7ª Diretoria Regional de Saúde (7ª Dires).

Tecnicamente, a sede deverá ser em Itabuna, devido à sua localização e, também, por abrigar maior número de serviços públicos em saúde. Porém, Ilhéus possui um hospital geral de grande porte – pertencente ao estado – e deverá contar com outro hospital regional, a ser construído na Rodovia Ilhéus-Itabuna, entre a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e o Banco da Vitória, bairro ilheense.

CÂMARA RECORRE AO TJ-BA PARA INVESTIGAR GUIMA

Guima pode ser cassado.

Guima pode ser cassado.

O prefeito de Buerarema, Guima Barreto (PDT), pode sofrer uma derrota judicial – e política – na próxima segunda (26), quando o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) julga um recurso da Câmara de Vereadores. O prefeito havia conquistado, na Justiça, o direito de somente ser investigado pelo legislativo se o recebimento da denúncia for aprovado por oito dos 11 vereadores.

Para a presidência da Câmara, bastaria maioria de seis votos para que denúncias sejam aceitas e o prefeito, investigado. O prefeito conseguiu a liminar em 2013, quando o Ministério Público estadual o denunciou por suspeita de falcatrua milionária envolvendo o transporte escolar.

A Câmara abriu uma Comissão Processante, mas o prefeito conseguiu na Justiça que ela somente fosse adiante se obtivesse a anuência de, pelo menos, oito vereadores. O prefeito é defendido pelo advogado Bruno Adry. A Câmara contratou o advogado Luiz Fernando Guarnieri para o julgamento do agravo de instrumento. O relator do caso é o desembargador Baltazar Miranda Saraiva.

Caso o tribunal aprove maioria simples para que o legislativo acate denúncia, o prefeito Guima poderá ser cassado. A oposição tem maioria na Câmara. O prefeito é acusado de montar licitação e desviar cerca de R$ 1,5 milhões, segundo o Ministério Público estadual. O contrato teve de ser anulado por pressão do MP.

ROSEMBERG DEFENDE RECUPERAÇÃO DE NASCENTE DO RIO COLÔNIA

Rosemberg PintoO deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) esteve em Itabuna na segunda-feira (19), para a inauguração das novas instalações do SAC. Ele aproveitou para comentar sobre a expectativa de breve retomada das obras da barragem do Rio Colônia, mas fez questão de observar a necessidade de recuperar a nascente do manancial.

Situada na Serra do Macuco, em Itororó, a nascente do Rio Colônia sofre ameaça devido à exploração abusiva dos recursos naturais na região. “É preciso cuidar da nascente para não perder o investimento [na barragem]”, advertiu o parlamentar.

A barragem do Colônia servirá para ampliar a oferta de água nos municípios de Itabuna e Itapé. A obra chegou a ser iniciada em 2013 e paralisada poucos meses depois pela construtora Andrade Galvão.  Nova licitação foi realizada em novembro de 2014, mas não houve empresas interessadas. Na última sexta-feira (16), um terceiro processo licitatório foi aberto pelo governo.

JABES E A FÁBRICA DE AVIÕES

Segundo o site Jornal Bahia Online, o prefeito Jabes Ribeiro sonha em levar, para Ilhéus, uma fábrica de aviões. Os interessados no negócio são de origem ucraniana. A fábrica seria instalada na Zona de Processamento e Exportações (ZPE).

O interesse dos ucranianos foi revelado pelo deputado estadual diplomado Eduardo Salles, após audiência com o secretário estadual de Planejamento, vice-governador João Leão.

Os empresários teriam, ainda, solicitado uma audiência com o governador Rui Costa e o ministro da Defesa, Jaques Wagner.

PDT DEVE FICAR (SÓ) COM NETO

Informações dos bastidores políticos soteropolitanos dão conta de que o governador Rui Costa realmente não aceitará a “bigamia” pedetista. Ontem, o PDT divulgou documento no qual confirma a disposição de se manter aliado tanto do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), quanto do governador baiano, que é do PT. A decisão foi referendada pelo presidente nacional da legenda, Carlos Luppi.

Segundo fonte do PIMENTA, houve pressões do próprio PDT, tendo à frente o deputado estadual Marcelo Nilo, contra a simultânea participação pedetista nos governos da Bahia e de Salvador. Na divisão interna do partido, Nilo se opõe ao deputado federal Félix Mendonça Júnior.

A primeira consequência da rejeição de Rui à decisão do PDT deverá ser a exoneração de Fernanda Mendonça (prima de Félix) do cargo de secretária da Agricultura.

BAHIA TEM MAIS DE 142 MIL INSCRITOS NO SISU

O segundo dia de inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrou mais de 142 mil inscritos na Bahia, de acordo com balanço parcial divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). O número total no estado era de 142.774 inscrições até as 18h de ontem, o que deixa a Bahia em quarto lugar, atrás somente de Minas Gerais (230.934), São Paulo (223.989) e Rio de Janeiro (180.559).

Na mesma parcial, o MEC registrou 1,9 milhão de inscritos em todo o país. No primeiro dia de inscrições, a Bahia ocupou a quinta colocação, com 89.388 inscritos até as 19h da segunda-feira (19). Nesta primeira edição de 2015, o Sisu oferece 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior. Do Ibahia.

NÚMERO DE ATENDIMENTOS NO NOVO SAC CRESCE 50%

Fernanda Galvão, gerente do SAC.

Fernanda Galvão, gerente do SAC.

A inauguração do novo posto do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), no Shopping Jequitibá, em Itabuna, na ultima segunda-feira (19), provocou um aumento de 50% na demanda, passando de 400 para 600 pessoas por dia. A coordenação do SAC adotou algumas medidas para agilizar o atendimento, com a ampliação do horário de funcionamento e do número de senhas distribuídas.

Nesta quarta (21), foram instalados seis toldos de 6×6 metros para que as pessoas fiquem protegidas do sol e da chuva durante a entrega das senhas. A direção do shopping também disponibilizou dois contêineres com oito minissanitários.

– Estamos trabalhando para garantir toda a comodidade às pessoas que  buscam atendimento. O crescimento da demanda se deve a uma nova estrutura – afirma a gerente do SAC Itabuna, Maria Fernanda Galvão.

Entre os serviços oferecidos pelo SAC Itabuna, que atende 89 municípios do Sul da Bahia, estão a emissão da carteira de identidade, da certidão negativa de antecedentes criminais e do CPF, além dos atendimento do Planserv, Detran, Previdência Estadual, Serviço de Atendimento ao Fornecedor (SAF), SineBahia, Tribunal de Justiça (TJ/BA) e Sefaz Estadual.

Toldos foram colocados para abrigar cidadãos para receber senha.

Toldos foram colocados para abrigar cidadãos para receber senha.

DELEGADO ESPECIAL INVESTIGARÁ CRIMES EM ÁREA DE CONFLITO NO SUL DA BAHIA

Secretário recebeu produtores, indígenas e deputada Ângela Sousa em audiência.

Secretário recebeu produtores, indígenas e deputada Ângela Sousa em audiência.

O secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, designará um delegado especial para investigar crimes relacionados ao conflito de terra em uma área de mais de 47 mil hectares, entre Ilhéus, Una e Buerarema, no sul da Bahia.

A decisão foi tomada após audiência, ontem (20), com representantes de pequenos produtores ruais e de indígenas e autodeclarados tupinambás. Barbosa defendeu o diálogo para solucionar o conflito que se acirrou nos últimos dois anos e resultou em mortes de produtores na área do conflito.

Outro assunto debatido na reunião, a ação de bandidos que se apresentam como supostos indígenas, alvo de críticas de caciques Tupinambás, também terá uma atenção maior da SSP. Sobre este assunto, Barbosa solicitou que tanto os indígenas quanto os pequenos agricultores ajudem a polícia na identificação destas pessoas, por meio dos canais de denúncia.

HOTÉIS PREVEEM CARNAVAL RUIM

Preocupação no trade turístico soteropolitano em relação ao carnaval. A ocupação na rede hoteleira de Salvador para a folia está abaixo das expectativas, segundo o blog Farol Econômico, do Correio.

O blog assinado pelo jornalista Donaldson Gomes informa que a média de reservas está em 60% em toda a cidade, conforme pesquisa da ABIH-BA e da Salvador Destination. Esse percentual alcança 82% em hotéis do circuito Barra e despenca para 38% no Corredor da Vitória – Campo Grande.

Presidente da ABIH-BA, José Manoel Garrido sugere, segundo o blog, “quebrar” os pacotes de cinco ou sete dias em períodos menores, além de oferecer descontos nas diárias.

– Os hotéis do circuito estão aceitando reservas de duas noites, ao contrário do que acontecia antes, quando se fechava pelo período do Carnaval. Além disso, já existem promoções com descontos de até 10% no valor das diárias.

TEMPO NUBLADO PARA GERALDO

Candidatura de Geraldo dependerá da Executiva Estadual do PT.

Candidatura de Geraldo dependerá da Executiva Estadual do PT.

O deputado federal Geraldo Simões poderá enfrentar dificuldades na sua pretensão de disputar, pela quarta vez, a Prefeitura de Itabuna. A decisão de candidaturas nos 50 maiores municípios baianos deverá ser tomada não apenas pelo diretório municipal. Precisará ter a anuência da Executiva Estadual, o que indica tempo nublado para o parlamentar não reeleito. O comando do PT baiano vem defendendo o retorno do prefeito Claudevane Leite para a legenda.

Aos aliados, Geraldo tem avisado que somente discutirá sucessão municipal depois do carnaval. Até lá, espera ver definido seu futuro político e se terá cargo no governo federal. Na segunda, talvez sinalizando o que fará até setembro, Claudevane Leite citou Geraldo por três vezes em seu discurso na inauguração do SAC no Jequitibá.

LÍDERES RELIGIOSOS ALERTAM CONTRA INTOLERÂNCIA E DISCRIMINAÇÃO

baianasDa Agência Brasil

Em outubro de 1999, o jornal Folha Universal estampou em sua capa uma foto da iyalorixá Gildásia dos Santos e Santos, a Mãe Gilda, em publicação com o título “Macumbeiros charlatões lesam o bolso e a vida dos clientes”.  A casa da Mãe Gilda foi invadida, seu marido foi agredido verbal e fisicamente e seu terreiro foi depredado por integrantes de outro segmento religioso. Mãe Gilda teve um infarto em 21 de janeiro de 2000.

Para combater atitudes descriminatórias e prestar homenagem à Mãe Gilda, foi instituído, em 27 de dezembro de 2007, pela Lei 11.635, o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado hoje (21).

Casos como o de Mãe Gilda não são isolados. Em 2014, o Disque 100 registrou 149 denúncias de discriminação religiosa no país. Mais de um quarto, 26,17%, ocorreram no estado do Rio de Janeiro e 19,46% em São Paulo. O número total caiu em relação a 2013, quando foram registradas 228 denúncias, mas, mesmo assim, mostra que a questão não foi superada no país. As principais vítimas são as religiões de matriz africana, como o candomblé a umbanda.

“No ano passado, tivemos diferentes ações contra a intolerância religiosa, como manifestações, publicação de vídeos. Não acho que diminuiu imediatamente, mas os grupos têm reagido. Não quer dizer que tivemos menos invasões de casas e agressão pela não permissão do uso de indumentárias em espaços públicos”, analisa a coordenadora da organização não governamental (ONG) Criola, Lúcia Xavier.

Para ela, a discriminação das religiões de matriz africana está ligada ao racismo. De acordo com os dados do Disque 100, no ano passado 35,39% das vítimas eram negras. Os brancos correspoderam a 21,35% e os indígenas a 0,56%. Os demais não informaram. “Tem a ver também com a ideia de que as religiões de matriz africana são primitivas, usam sacrifícios de animais, têm ritos diferenciados”, diz Lúcia.

“Acho que embora tenham ocorrido alguns avanços nos último anos, um desafio muito grande é de esclarecimento. A religião é demonizada, acham que cometemos barbáries. Não é nada disso. As pessoas precisam de mais informação, de saber mais a respeito”, diz a ialorixá Dora Barreto, do terreiro Ilê Axé T’Ojú Labá, no Distrito Federal.

Segundo o professor de filosofia da religião da Universidade de Brasília, Agnaldo Cuoco Portugal, muitas vezes a intolerância extrapola a religião e relaciona-se com questões socioeconômicas e políticas. “O Brasil é um país relativamente pacífico em termos de violência religiosa”, compara. Entre casos extremos de intolerância, ele cita o recente ataque à redação do semanário francês Charlie Hebdo e os ataques consequentes a mesquitas.

No Brasil, ele defende que para combater a intolerância é necessária uma imprensa ativa, canais de participação e acesso a denúncia pela sociedade civil e a própria educação religiosa. “A ideia de educação religiosa na escola pública no Brasil é interessante. Só acho uma pena que ela seja entregue às igrejas. A minha visão é de que seja assunto de estudo científico, como qualquer outro, deveria ser o estudo das religiões para saber o que pensam os grupos, de forma científica e não catequética”, defende Portugal.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia