WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba








julho 2015
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: 2/jul/2015 . 22:05

SEM CRISE NO FAST FOOD EM ITABUNA

subway

A crise econômica parece passar a uma (boa) distância do negócio de refeições rápidas, os chamados fast foods, em Itabuna. Num intervalo inferior a seis meses, novos empreendimentos surgiram e uma marca soube surfar nessa onda, aproveitando a boa maré (para este setor, bem entendido). A Subway terá uma quinta loja em Itabuna.

A nova unidade da franquia será aberta na Avenida do Cinquentenário, na região do Santuário Santo Antônio, onde estão localizadas três sorveterias, dentre elas a tradicional Danúbio e a Chiquinho, e lanchonetes. Antes, a franquia já havia inaugurado loja em frente à chamada “Praça da Alimentação”, na Praça Camacã, também no centro.

NÚMERO DE ASSASSINATOS CAI 34% EM ITABUNA

Itabuna encerrou o primeiro semestre deste ano com a menor taxa de assassinatos dos últimos 10 anos. Os números são da Secretaria Estadual de Segurança Pública e foram divulgados pelo Jornal das Sete (Morena FM). A média mensal ficou em torno de 8 mortes violentas ante mais de 12 nos seis primeiros meses de 2014.

Foram 50 assassinatos no período de 1º de janeiro a 30 de junho. Ainda segundo a reportagem do programa da Morena, o número é 34% menor do que o registrado em igual período do ano passado, quando ocorreram 76 mortes violentas (homicídios e latrocínios). Junho deste ano também foi o menos violento dos últimos dez anos, com o registro de 6 execuções.

Para as autoridades de segurança pública, um dos principais fatores foi a transferência de presos perigosos para presídios de Serrinha e Lauro de Freitas.

O governo explica que diversas ordens para assassinato de pessoas partiam do presídio de Itabuna. As mortes eram determinadas pelo chamado alto escalão das facções criminosas raios A e B.

Marlos Macedo, da Homicídios (Foto Diário Bahia).

Marlos Macedo, da Homicídios (Foto Diário Bahia).

REVISTA NO PRESÍDIO

O diretor-adjunto do presídio de Itabuna, Bernardo Dutra, informou que na revista de ontem (1º), por exemplo, foram encontradas facas artesanais, chips de celular, quatro celulares e buchas de maconha.

A revista foi feita por agentes penitenciários, com acompanhamento da Polícia Militar. Bernardo reforçou que essas e outras ações têm contribuído para a queda de homicídios em Itabuna. “Sem os celulares, os detentos ficam ilhados”.

O titular da Delegacia de Homicídios de Itabuna, Marlos Macedo, afirmou que toda a ação direta do estado contribui para a queda. “As operações, principalmente em locais mais violentos, têm sido fundamentais”, disse o delegado ao Jornal das Sete. A matéria completa pode ser conferida n´A Região.

FALTA “CA$CALHO”

Da Coluna Tempo Presente, d´A Tarde

Má notícia para a cultura: Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) anunciou ontem o cancelamento das edições 2015 da Caminhada do Folclore, que seria em agosto, e o Festival dos Sanfoneiros, no fim do ano. Motivo: falta de dinheiro.

Rosa Eugênia Vilas Boas, diretora do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), diz que os eventos custariam R$ 171 mil e o orçamento da Uefs encolheu este ano em R$ 1,8 milhão, o que inviabilizou as festas.

VÍTIMAS DE TENTATIVA DE CHACINA EM ITABUNA SÃO IDENTIFICADAS

Carlos Ribeiro

Morte de Carlos Ribeiro, o Big, teria sido estopim para tentativa de chacina, ontem (Reprodução Facebook).

A polícia militar divulgou a identidade das cinco vítimas de tiros, ontem à noite, no Bairro Pedro Jerônimo, em Itabuna. Por volta das 21h20min, quatro homens chegaram em duas motos e iniciaram a tentativa de chacina no bairro periférico.

De acordo com a polícia, as vítimas são Raimundo Silva de Carvalho, 28 anos, Danilo Ribeiro dos Santos, 27, William Carvalho dos Santos, 22, Lenival Meira dos Santos Júnior, 21, e Mardson Rodrigues Silva, 30.

Danilo levou um tiro na face, enquanto William foi atingido no pé esquerdo. Lenival levou tiro no pé direito e Mardson foi alvejado na perna esquerda. Um dos disparos atingiu Raimundo Carvalho numa das axilas.

Todas as vítimas foram encaminhadas para o Hospital de Base, estando em observação. O caso mais complicado é o do homem atingido na face. O crime seria uma resposta de rivais à morte de um homem, executado na terça. O corpo foi encontrado naquela noite, no porta-malas de um Fiat Siena. O carro pertencia à vítima, suspeita de ter ligações com facções criminosas.

CUNHA MANOBRA E CÂMARA APROVA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

Agência Brasil

Sob o comando do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em menos de 24 horas a Câmara dos Deputados derrubou a rejeição à redução da maioridade penal e aprovou, em primeiro turno, por 323 votos a 155 e 2 abstenções, no começo da madrugada de hoje (2) uma emenda substitutiva, praticamente idêntica ao texto derrubado ontem (1º), e que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Contrariamente ao que ocorreu na sessão de terça-feira (30), quando o substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF) foi derrotado por 5 votos (eram necessários 308 votos para a aprovação, mas a proposta recebeu 303 favoráveis), as galerias estavam vazias. Estudantes e integrantes de movimentos sociais tentaram chegar ao local, mas foram impedidos pela segurança da Casa. O PT, PCdoB, PDT, PSB, PPS, PV, PROS se colocaram contrários à aprovação. O PSOL entrou em obstrução.

A emenda aprovada propõe a redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, nos casos de crimes hediondos (estupro, sequestro, latrocínio, homicídio qualificado e outros), homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. O texto também prevê a construção de estabelecimentos específicos para que os adolescentes cumpram a pena.

Contrário à redução, o peemedebista Darcísio Perondi (PMDB-RS) criticou o argumento usado para aprovar a emenda, de que a redução não valeria para os crimes de tráfico de drogas. “Não é verdade que adolescentes não terão sua maioridade reduzida. A emenda mantém o entendimento de que adolescentes possam ter a idade reduzida por envolvimento com drogas, defendeu, Perondi. “A saída é o Estatuto da Criança e do Adolescente. Não adianta vender carne de picanha e oferecer carne de terceira”, acrescentou.

A mesma argumentação foi usada pelo líder do PT, José Guimarães (CE). Segundo ele, o jovem entre 16 e 17 anos acusado de tráfico de drogas poderá ser julgado como adulto mesmo depois da alteração da emenda que reduz a maioridade para 16 anos em crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morta. “Esse é o problema da emenda, diz uma coisa e resulta em outra.”

Liderados pelo PMDB, mesmo partido de Cunha, PSDB, DEM, PSD, PR, PTB, PRB e PP votaram pela redução. O deputado Beto Mansur (PRB-SP) defendeu a proposta. Ele disse que a mudança da maioridade penal não anula esforços para melhorar a educação de crianças e adolescentes. “Precisamos colocar na cadeia aquele que mata, estupra, tira a vida das pessoas.”

O líder do PMDB, deputado Leonardo Picciani (RJ), afirmou que respeita as posições divergentes do partido, mas vai defender que jovens entre 16 e 17 anos que cometem crimes hediondos sejam julgados e condenados como adultos. “O PMDB vai reafirmar a sua posição. A proposta é equilibrada, ela é restrita e é a resposta que a sociedade anseia não por capricho, mas porque não aguenta mais a impunidade.”

Durante a sessão, os deputados criticaram a atuação de Cunha a quem acusaram de ter manobrado o regimento e colocado novamente em votação uma matéria vencida, o que é proibido pela Constituição de 1988. Eles defendiam que, com a rejeição do substitutivo, o texto original da PEC (que reduzia a maioridade para todos os crimes) deveria ser colocado em votação.

:: LEIA MAIS »

HINO DA BAHIA

Há cinco anos, a Orquestra Neojibá e o cantor Tatau se uniram para gravar o Hino ao 2 de Julho, transformado em Hino da Bahia pelo ex-governador Jaques Wagner. A releitura do hino foi elogiada pela sua qualidade. Desde 2010, reproduzimos o vídeo a cada 2 de Julho. A regência é do maestro Yuri Azevedo. Da gravação, participaram alunos da rede pública baiana.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia