WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





julho 2015
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: 5/jul/2015 . 14:49

BURITI DÁ A RECEITA PARA VENDER BEM EM TEMPOS DE CRISE ECONÔMICA

Diretores, parceiros e funcionários no encerramento de campanha (Foto Viviane Cabral).

Diretores, parceiros e funcionários no encerramento de campanha (Foto Viviane Cabral).

Enquanto alguns lamentam os tempos de crise, há quem não exatamente venda lenços, mas esteja comemorando “aumento expressivo” nas vendas. Para isso, nada de reinventar a roda, mas buscar saídas. É o caso da rede de Lojas Buriti, do segmento da construção. Especializada em acabamento, a loja encerrou ontem (4) promoção que alavancou as vendas nas unidades em Ilhéus e Itabuna.

Fala Marcel Ribeiro, diretor financeiro da empresa:

– Tivemos um crescimento bastante expressivo (nas vendas), que vai na contramão do atual cenário econômico do país. O importante é criar ações que tenham impactos positivos na região e que gerem resultados para a empresa – ensina.

Para o período, a Buriti criou uma campanha promocional atraiu consumidores não apenas de Itabuna e Ilhéus. Na relação de ganhadores dos prêmios, estão clientes de Ubaitaba, Itajuípe, Santa Cruz da Vitória e Una. A entrega dos prêmios ocorrerá nesta semana.

A empresa desenvolveu calendário de atividades promocionais. Mauro Ribeiro, diretor comercial das Lojas Buriti, afirma que o grupo tem “investido na profissionalização da gestão empresarial, com o foco nas áreas de gerenciamento de pessoas, no planejamento estratégico e no atendimento aos clientes”.

JOVEM É ASSASSINADO NA CALIFÓRNIA

Rony foi morto a tiros no Alto do Cuscuz.

Rony foi morto a tiros.

O jovem Rony Rocha Santos foi morto a tiros, na madrugada deste domingo (5), no Alto do Cuscuz (Califórnia), em Itabuna.

As circunstâncias do crime não foram divulgadas. Na última sexta, houve outro homicídio no mesmo bairro (veja mais abaixo).

A morte de Rony é a terceira registrada em julho. Até agora, não há registro de que a vítima tenha ligação com atividades criminosas ou seja usuário de drogas.

As duas outras mortes registradas neste início de julho ocorreram na última sexta (3), quando o corpo de Erick Laytynher foi descoberto no porta-malas do próprio carro, no Serrado, entre Itabuna e Buerarema, e dois homens mataram Rafael Xavier, na Califórnia.

AÉCIO RECONDUZIDO À PRESIDÊNCIA DO PSDB

Aécio Neves continua no comando do PSDB (Foto Orlando Brito).

Neves continua no comando do PSDB (Foto Orlando Brito).

O senador Aécio Neves (MG) deverá ser reconduzido à presidência nacional do PSDB, durante Convenção Nacional do partido, em um hotel em Brasília, informou a assessoria da legenda. Ele vai cumprir mais um mandato de dois anos. Em maio de 2013, Aécio foi eleito presidente do PSDB com 97% dos votos dos delegados tucanos.

No total, 528 delegados vão eleger integrantes da comissão executiva e do diretório nacional. Serão definidos também os nomes dos membros do conselho de ética e disciplina, do conselho fiscal, do conselho político e o presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV) – órgão de estudos e formação política do partido.

Segundo o PSDB, a executiva é composta pelo presidente e por seis vice-presidentes; secretário-geral, primeiro e segundo secretários, tesoureiro e tesoureiro-adjunto. Participam também os líderes na Câmara e no Senado e o presidente do ITV. O diretório nacional é formado por 236 nomes, entre 177 titulares e 59 suplentes.

O ROMÂNTICO BRIGUENTO WALDICK SORIANO

marivalguedesMarival Guedes | [email protected]

Waldick pegou o microfone e, em vez de cantar, discursou acusando a rádio de ter lhe boicotado. Para comprovar afirmava que até o cantor que ele levou, anunciaram como se fosse violonista. Detalhe, os shows eram transmitidos pela emissora.

Ele gravou mais de 80 discos, gostava de cachaça e assumia que era briguento. Waldick Soriano, baiano de Caetité, curso primário, foi motorista de caminhão, garimpeiro e peão. Casou com uma mulher que antes era prostituta. Ficou viúvo. Reagia quando falavam que suas músicas são bregas: “Brega é cabaré, minhas músicas são românticas.”

Assistiu Durango Kid e, quando saiu do cinema, encomendou roupa igual à do cowboy. Pra completar, comprou óculos escuros, chapéu preto, um cavalo e foi desfilar na praça de Caetité. Vaiado por estudantes, reagiu “jogando” o cavalo em cima deles. Porém, nunca mais abandonou o traje preto.

Reação mais assustadora teve durante Quem tem medo da verdade (TV Record), programa sensacionalista onde artistas eram interrogados e julgados. Quando participou, estavam também Agnaldo Rayol e Ângela Maria. Um padre o acusou de ter “deflorado várias meninas”. Waldick sacou o revólver e “deu um tiro” pra cima. Foi uma correria. As luzes foram apagadas e, quando acenderam, ele foi embora

Uma das suas apresentações em Itabuna foi no Cine Catalunha, no prédio onde funcionava a Rádio Difusora, da mesma família. Dias depois quis retornar. Mas o diretor da emissora, Hercílio Nunes, avaliou que não haveria público por causa do curto período entre o último e o próximo evento.
.
O artista não se conformou e propôs pagar o espaço. Já a Difusora, bancaria a publicidade. Negócio fechado. Na hora do show, casa vazia. Revoltado, Waldick pegou o microfone e, em vez de cantar, discursou acusando a rádio de ter lhe boicotado. Para comprovar afirmava que até o cantor que ele levou, anunciaram como se fosse violonista. Detalhe, os shows eram transmitidos pela emissora.

Um vexame. O coordenador da área técnica, Lourival Ferreira, correu desesperado ao estúdio e colocou o som da fanfarra, abertura dos noticiários. Mas o estrago já estava feito. Um grupo, liderado por Hercílio, foi ao cinema e expulsou o artista, que tentou cantar em cima da própria Rural estacionada em frente. Foi novamente impedido e empurrado pra dentro do carro.

Não se deu por vencido. Retornou ao Lord Hotel, onde estava hospedado, e cantou da janela do prédio.

Waldick morreu em setembro de 2008, aos 75 anos, vítima de câncer na próstata.

Encerro solicitando, na humildade, ao diretor deste blog, Davidson Samuel, postagem da belíssima Tortura de Amor. Lembrando que a música foi censurada pela ditadura militar em 1974 por causa da palavra tortura, apesar da composição ser de 1962, dois anos antes do golpe. Parece piada, mas é verdade.

 

— Marival Guedes é jornalista e escreve crônicas semanais no Pimenta.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia