WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





setembro 2015
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

editorias






:: 2/set/2015 . 17:47

LUCÍLIO CASAS FILIA-SE AO PT

Lucílio assina ficha de filiação ao lado do presidente do partido (Foto Divulgação).

Lucílio assina ficha de filiação ao lado do presidente do partido (Foto Divulgação).

O advogado Lucílio Casas Bastos decidiu filiar ao PT. Ontem, ele assinou a ficha de filiação em ato na sede itabunense do partido, na Beira-Rio.

Com vários anos de militância na área do Direito, Lucílio diz que chega para ajudar. “Escolhi me filiar agora porque é agora que o partido mais precisa de todos os que puderem ajudar. E eu quero ajudar”, disse ele ao Agora na Rede.

Filho do radialista Lucílio Bastos, Casas teve atuação destacada em movimentos que garantiram a renovação na OAB itabunense como em processos eleitorais do município ao partir e também fundar o movimento Advogados em Ação.

A filiação ao partido foi acompanhada por toda a diretoria executiva petista, dentre eles o presidente Flávio Barreto.

CNI: 16% DA INDÚSTRIA BRASILEIRA PERDE MERCADO PARA A CHINA

chinnaPesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que 16% das indústrias perderam participação no mercado interno em função das importações da China. O resultado representa uma elevação de 2 pontos percentuais na comparação com o levantamento anterior, realizado em 2010.

No mercado internacional, a disputa também é acirrada e mais da metade (54%) das empresas exportadoras do Brasil concorrem com a China em outros países. O percentual das empresas que deixaram de exportar por causa da concorrência com os chineses aumentou de 7% para 11%. De acordo com a entidade empresarial, as pequenas corporações são as que mais sofrem: 26% deixaram de exportar, ante 12% das empresas de médio porte e 7% das grandes.

Dos 15 setores com número significativo de empresas que concorrem com a China no mercado doméstico, seis deles registraram perda de participação no mercado interno em mais de 30% das empresas. No grupo produtos diversos, 40% dos empresários apontaram perdas. Em seguida aparecem os fabricantes têxteis (39%), o segmento de metalurgia (39%), vestuário (36%), informática, eletrônicos e ópticos (35%) e máquinas e equipamentos (32%).

O percentual de empresas brasileiras que disseram importar da China aumentou de 17%, em 2010, para 18% em 2014. A proporção de indústrias que compram produtos finais da China era 9%, em 2010, e ficou estável na última pesquisa. As companhias que disseram adquirir máquinas e equipamentos chineses passou de 8%, em 2010, para 9%, em 2014, informou a CNI.

:: LEIA MAIS »

PESQUISA REVELA ESTADO DAS PRAÇAS DE ITABUNA; EMPRESAS ADOTAM ESPAÇOS

Alunos da Unime durante ação na  praça do Vila Zara.

Alunos da Unime durante ação na praça do Vila Zara.

Um levantamento em 38 praças públicas de Itabuna concluiu que 90% dos itens de mobiliário são ruins, não têm conservação ou necessitam de reforma. O trabalho foi feito por estudantes e professores de Arquitetura e Urbanismo e de Psicologia da Unime.

No diagnóstico, foram avaliados desde bancos, sistema de iluminação, lixeiras, sanitários, equipamentos para exercícios e pontos de ônibus e de táxis nestes espaços. Ao avaliar por sistema de notas, as praças obtiveram conceito entre 0,5 e 1,5.

O projeto de avaliação pós-ocupação das praças já analisou e catalogou 20 praças. Com a divulgação dos primeiros resultados do projeto, prefeitura e empresas privadas iniciaram a reforma dos espaços. A ação é feito por meio de adoção de praça por parte de empresas.

A primeira do projeto a ser adotada foi a Pastor Hélio Lourenço, antiga Praça da Cotef, na Beira-Rio, que será requalificada e reurbanizada. O espaço é utilizado para a prática de esportes como vôlei de areia e futevôlei. Foi adotado pelo Shopping Jequitibá.

– As pesquisas e análises obtidas em nosso projeto, contribuíram para a adoção das praças e para a realização do projeto Adote uma Praça, da Prefeitura Municipal de Itabuna, em parceria com empresas locais, que através dos dados coletados, identifica as deficiências do local e propõe uma reforma com o intuito de atender as necessidades e solicitações da população –  diz a professora Simone Gualberto, da Unime.

OAB DE ITABUNA E GREVISTAS TENTAM ACORDO PARA LIBERAÇÃO DE ALVARÁS

Encontro dos grevistas do judiciário com advogados em Itabuna.

Encontro dos grevistas do judiciário com advogados em Itabuna.

Advogados e dirigentes da OAB de Itabuna se reuniram com o comando de greve dos serventuários da Justiça para tentar acordo que permitisse a liberação de alvarás já à disposição dos juízes. Os diretores da Ordem obtiveram do comando de greve local a garantia de que a proposta seria negociada com o comando estadual.

De acordo com presidente da subseção itabunense da OAB, Andirlei Nascimento, o encontro “foi proveitoso” e irá gerar o resultado esperado.

– O que nós estamos pedindo é algo simples, que não afeta em nada a luta deles. Queremos simplesmente a liberação dos Alvarás que estão à disposição do meritíssimo juízo, coisa que pode ser feito pelos 30% dos servidores que devem permanecer trabalhando durante a greve – disse Andirlei.

IBGE PREJUDICARÁ 127 MUNICÍPIOS BAIANOS AO MUDAR DATA PARA ATUALIZAÇÃO TERRITORIAL

Rosemberg diz que mudança causará prejuízos a 127 municípios.

Rosemberg diz que mudança causará prejuízos a 127 municípios.

Parlamentares concordaram em enviar uma notificação para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para que o órgão não altere a data base de atualização dos limites territoriais de 01 de julho para 30 de abril de cada ano. A medida começaria a valer já para este ano.

A decisão dos parlamentares foi tomada durante a reunião da Comissão Especial de Assuntos Territoriais e Emancipação. O encontro ocorreu nesta quarta-feira (02), na Assembleia Legislativa (AL-BA).

A Assembleia Legislativa e a Comissão Especial de Assuntos Territoriais e Emancipação realizaram, em parceria com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) e o IBGE, um trabalho que envolveu estudos e acordos políticos que levaram à aprovação do Projeto de Lei 12.057/2011 no dia 28 de junho deste ano. O projeto tornou-se lei com a sanção, pelo governador Rui Costa, no dia 29 de junho, dos novos limites territoriais baianos.

Membro titular da Comissão desde o mandato anterior, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) afirmou que, caso o IBGE não reconheça esta data, prejuízos serão gerados às articulações e aos consensos entre os 127 municípios. “Devemos nos prontificar sobre o tema, pois tivemos muito trabalho desde o mandato passado para chegar a um consenso técnico e político para que a partir de 2016 o mapa esteja atualizado”, afirmou.

O RECADO DO PCdoB

Fabrício diz que PCdoB não recuará para apoiar Geraldo.

Fabrício diz que PCdoB não recuará para apoiar Geraldo.

O deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB) é pré-candidato a prefeito de Vitória da Conquista. Ontem, porém ele deu entrevistas para falar da disputa eleitoral em Itabuna. O alvo foi o ex-prefeito Geraldo Simões (PT).

Segundo Fabrício, e talvez com respaldo do próprio Davidson Magalhães, o deputado federal não recuará (“nem que o mundo acabe”) para apoiar Geraldo. Está publicado no Políticos do Sul da Bahia. É um recado para o petista e para a articulação do governo estadual.

A ousadia do cururu tem muito a ver com pesquisa que circula no meio político itabunense. O levantamento foi feito por um instituto de Salvador. Embora Davidson tenha alterado pouco percentualmente, cenários apontaram amplas possibilidades diante da imagem que o eleitorado tem do “prefeitável”.

A mesma pesquisa mostrou “bolhas” estourando, para alegria dos governistas. Mas os oposicionistas estão comemorando essa declaração de Fabrício, tão jeitosa como elefante em loja de cristais.

ESTADOS AUMENTAM ARRECADAÇÃO, MAS GASTAM MAIS E SE ENDIVIDAM, DIZ LEVY

Joaquim Levy aponta endividamento dos estados (Foto Valter Campanato/Agência Brasil).

Joaquim Levy aponta endividamento dos estados (Foto Valter Campanato/Agência Brasil).

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse ontem (1°) que os estados tiveram aumento de arrecadação, mas aumentaram gastos com pessoal e endividamento nos últimos quatro anos. Segundo Levy, a situação também é motivo das dificuldades financeiras do Rio Grande do Sul, cujos recursos foram bloqueados em razão do não pagamento da dívida com a União. Levy participa de audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

De acordo com dados apresentados pelo ministro, entre 2011 e 2014, a arrecadação de receitas próprias pelos estados cresceu 47%. Além disso, foram contraídas novas dívidas. Enquanto isso, segundo o ministro, o estoque da dívida da União teve crescimento nominal de cerca de 10%, que ele considera próximo da estabilidade. “Em compensação, os estados começaram a ter uma série de outras dívidas. Houve criação de dívidas da ordem de R$ 100 bilhões [entre 2011 e 2014]”.

Joaquim Levy disse também que, apesar do aumento do investimento no período, a relação entre investimento e Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e riquezas do país) dos estados, caiu. Na prática, disse, isso significa que os recursos não contribuíram para o crescimento econômico.

De acordo com Levy, isso ocorreu porque boa parte dos valores captados pelos estados foi usada no pagamento de folha de pessoal. “[Houve] aumento de receita, [mas] aumento de despesas maior do que de receitas. Um maior endividamento e enfraquecimento fiscal. Há estados em que [o fenômeno] foi mais forte e em outros menos”, afirmou o ministro. Ele reconheceu que a União também enfrenta problemas.

:: LEIA MAIS »

PRORROGADA VACINAÇÃO CONTRA PÓLIO

Campanha de vacinação é prorrogada até dia 10 (Foto Walquerley Ribeiro).

Campanha de vacinação é prorrogada até dia 10 (Foto Walquerley Ribeiro).

A campanha nacional de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil) foi prorrogada até o dia 10 de setembro em toda a Bahia. A imunização deveria ocorrer até a segunda (31), mas o baixo nível de cobertura vacinal forçou os órgãos de saúde a prorrogar esta etapa da campanha.

Itabuna, maior município do sul da Bahia, vacinou apenas 65% das 13 mil crianças de zero a cinco anos incompletos até o meio-dia desta terça (1º). Os pais ou responsáveis devem garantir a segunda dose da vacina a fim de impedir casos de paralisia infantil no país, o que não é registrado há 26 anos.

A vacina contra a paralisia infantil está disponível em unidades de saúde. O atendimento é feito das 7h às 17h, de segunda a sexta.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia