skip to Main Content
17 de fevereiro de 2020 | 12:18 am

DILMA RECEBE APOIO DE PREFEITOS PARA RECRIAR CPMF

Tempo de leitura: < 1 minuto
Dilma recebe apoio de prefeitos para recriar a CPMF (Foto Elza Fiúza / Agência Brasil).

Dilma recebe apoio de prefeitos para recriar a CPMF (Foto Elza Fiúza / Agência Brasil).

A presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (22) representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que manifestaram apoio à proposta do governo de recriar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), desde que a alíquota seja de 0,38% e partilhada entre União, estados e municípios.

A proposta do governo, enviada ao Congresso Nacional em setembro, prevê a volta do tributo com alíquota de 0,20%, com destinação dos recursos para cobrir o déficit da Previdência Social. Governadores e prefeitos condicionam apoio à proposição desde que mantida a alíquota de 0,38%, com 0,20% para União e o restante da arrecadação dividido entre estados e municípios.

Além da partilha, o 2º vice-presidente da CNM, Luiz Sorvos, disse que a ideia é que o dinheiro do tributo possa também ser usado para financiamento da saúde e educação e não apenas da Previdência, como consta da proposta original.

“Defender imposto é sempre constrangedor, principalmente na situação que vivemos, mas não temos alternativas. Precisamos nos unir, porque o Estado está precisando desse imposto. As prefeituras precisam desse imposto. Nós, prefeitos, defendemos a CPMF, desde que ela seja compartilhada com os municípios. Não do jeito que foi encaminhada para o Congresso”, afirmou após a reunião com Dilma.

Esta publicação possui 3 comentários
  1. Um cidadão andando pelas ruas de Itabuna num final de semana ou mesmo andando pelo centro do comércio de Itabuna,quando de repente! é assassinado com um tiro por um elemento de cor branca,olhos azuis, altura 1.78 m, tendo a polícia próximo e não prendeu o elemento.

    Aqui em Itabuna-Ba. O Banco Bradesco é explodido com dinamite e os elementos levaram todo o dinheiro e a polícia tava perto e não predeu o elemento por não ser crime.

    Aqui na Rui Barbosa e Paulino Vieira,1O elementos num furgão estão saqueando as lojas comercias e a polícia estão vendo e não prende os elementos,por não ser crime.

    Os nossos prefeitos estão apoiando o saque em nossas contas correntes,que seja feita uma lei que a mesma não seja crime?

    Aqui pra nós,qual é a diferença de um cidadão ser assaltado,são os bandidos oficias ou os bandidos que não são oficias?

    O Brasil vive uma triste realidade,só quem não tem nenhum valor somos todos nós,
    os honestos que somos roubados pelos marginais fora da lei e os de dentro da lei.

    Os delinquentes e saqueadores nesta reunião estão tramando pra nos saquear ou seja;são os bandidos oficias. Até quando?

  2. A turma da gastança desenfreada e doida para “beliscar” algo mais, esquecem de fazer o dever de casa e ficam o tempo todo se comportando como pedinte e de “pires na mão”. Uma leva de pessoas completamente despreparadas para uma missão tão importante como a de ser Prefeito. Ficam vaidosos, acham-se os porreteões e donos da cidades, não ouvem ninguém e se auto promovem a ser sábios e a entenderem de tudo. A maioria não aceita ter um equipe bem treinada e cônscia do seu trabalho. E para os prefeitos que assim procedem o melhor investimento é um bom contador, para fazer bem feito o que não deve ser feito. Seria de bom alvitre ter exame psicoteste para candidatos a Prefeito, embora a maioria só se revela e se mostra como realmente é, quando chega ao PODER. É lamentável ter que escrever sobre esse tipo de coisa, mas a grande maioria sabe que é assim que as Prefeituras vão sendo dirigidas. Planejamento zero! Tudo se complica devido a impunidade reinante, pois os governadores são quem nomeiam os membros dos Tribunais de Contas, e a grande maioria dos Prefeitos querem logo procurar se apoiar no esquema governista para se abrigar no “guarda chuva” protetor” que existe para os “leais”. Até quando?

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top